Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que ainda não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!


19
Mar19

Tinder Surpresa

por LegoLuna

tinder-suprise-pregnancy-kinder-suprise.jpg

Viva!


Por falar em Tinder, deixa-me contar-te sobre uma conhecida minha que acabou grávida de um gajo que conheceu através desta app. Pelo que soube, eles estiveram juntos uma única vez e foi quanto bastou para que, nove meses depois, ela tivesse nos braços o seu Tinder Surpresa.

Para resumir, que ainda tenho muito para escrever, esta estória termina no tribunal, com ela a assinar um documento onde se compromete a nunca reclamar nada do pai (pensão/herança/presença) e ele a assinar um outro documento abrindo mão de todo e qualquer direito sobre a criança (guarda parental).

À luz deste caso, e tendo em consideração um número cada vez mais alarmante de corações partidos à conta de apps e sites de engate, sinto-me impelida a puxar da palmatória e a endurecer o discurso. Estimadas carentes, ingénuas, desesperadas e românticas incuráveis parem de uma vez por todas com essa fantasia de que vão encontrar o amor das vossas vidas nessas plataformas. Lamento dizer, mas isso dificilmente vai acontecer. E para não achares que estou para aqui a disparar disparates, passo a explicar porquê.

Ponto 1
O Tinder é sobejamente conhecido por ser uma app de encontros sexuais. Com isso quero dizer que o amor não faz parte da ementa. É como ires ao McDonald's e esperares que te sirvam peixe grelhado no carvão.

Ponto 2
Não encontramos o amor, é ele que nos encontra. Por isso procurá-lo, ainda mais nesse tipo de lugar, é puro desperdício.

Ponto 3
Volta e meia, ouvimos falar de uma ou outra estória de amor que começou na rede e fincou na vida real. Para tua informação, elas são a exceção que confirma a regra. A não ser que sejas a personagem Gastão dos quadradinhos da Disney esquece lá isso de encontrar a tua cara-metade por aqueles domínios.

Ponto 4
Neste tipo de metragem o argumento é quase sempre o mesmo: mulheres carentes à procura de emoção e homens esfomeados à procura de alimentação. Logo, expectativas desencontradas que findam em desilusões amorosas.

Ponto 5
Os homens sabem muito bem ao que vão quando acedem a esta app. Ninguém vai lá parar por acaso nem por lá permanece à toa. Por isso, não tenhas ilusão de que a presença deles aí é por outra coisa que não o sexo.

Ponto 6
Com base em vários testemunhos, fiquei a saber que uma mulher que se conhece por esses meios não é para ser levada a sério, menos ainda se ela "facilitar a vida" ao match no primeiro encontro. Por mais que a sociedade se orgulhe de estar a evoluir, a mente masculina ainda é muito castradora em relação à emancipação sexual feminina. Os homens acham o máximo uma mulher liberal; para dar umas voltas. Porque quando se trata de assumir e apresentar à família e pessoas das suas relações, escolhem as amostras de beatas, de quem as sogras possam orgulhar-se.

Ponto 7
O Tinder, mais do que qualquer outra app que eu conheça (e conheço quase todas), é um catálogo online de comida humana, em que cada um escolhe o prato que mais apetite lhe despertar: étnico, internacional, tradicional, exótico e por aí fora. Só têm que escolher, com a vantagem de que não pagam absolutamente nada – vá, um jantar com sorte ou a conta do motel.

Ponto 8
Os homens que usam o Tinder já lá chegam com a mente formatada para seguir o protocolo – aceder, escolher, fazer o match, encontrar-se, "comer" e ir à vidinha dele. Até ter fome novamente. Eles não estão nem aí para o facto de seres uma mulher encantadora na vertical; o que querem realmente saber é quão útil podes ser na horizontal.


Ponto 9
Eu, solteira de longa duração, mais do que ninguém sei o quão pesado pode ser o celibato. Mas caramba, tens mesmo que abrir mão da tua dignidade só para teres um macho na tua vida? Não mereces ser tratada como algo mais que mero objeto sexual à mercê da luxúria alheia?

Ponto 10
Se queres mesmo muito encontrar um tipo porreiro que te valorize como mulher e ser humano, esquece o virtual e investe no real. Vai para a rua meter conversa com quem te possa olhar nos olhos e dizer-te o quanto és importante para ele. Eu sei que é difícil, mas deve existir algures um homem que te possa tratar como algo mais que comida, a que ele só deita a mão para saciar uma das suas necessidades biológicas mais primitivas. 

Se, do fundo do teu coração, sabes que só queres dar o corpo ao manifesto a custo zero então o Tinder é sítio certo para ti. Se não for esse o caso, poupa-te a ti mesma um mais que provável desgosto amoroso e um desgaste sentimental perfeitamente dispensável.

Vai por mim, o Tinder não é para amadores muito menos para românticos; é para predadores. Não é para os que buscam viver o amor, mas para os que buscam fazer amor. Ali não há romance, apenas sedução. Não há emoção apenas tesão. Não há encanto apenas ansiedade. Ali vale tudo, exceto esperar amor.

Até breve e nada de Tinder !

Autoria e outros dados (tags, etc)


19 comentários

Perfil Facebook

De Manuel de Marques a 19.03.2019 às 23:05

És Grande..., Parabéns pela racionalidade escorreita e descontrução perspicaz da pseudo-Evolução soció-tecnológica emocional e sentimental dos nossos Tempos Modernos.

Beijinhos!!!
Imagem de perfil

De LegoLuna a 20.03.2019 às 09:24

Eh lá, está ganho o dia!
Imagem de perfil

De omeucaotinho a 19.03.2019 às 23:41

Tão verdade!!! 👏 👏 👏
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.03.2019 às 15:57

Eu conheci a minha "mais-do-que-tudo" através do Tinder... Já lá vão mais de 3 anos. Tivemos "sorte"...
Continuação de um bom blog! ;-)
Imagem de perfil

De LegoLuna a 20.03.2019 às 16:00

Ena, eis uma das exceções que confirma a regra. Muito gosto em tomar conhecimento da vossa estória. Faço votos para que ela perdure por longos e felizes anos
Sem imagem de perfil

De Urso a 20.03.2019 às 21:45

Gostei muito como sempre deste teu artigo amiga mas premiteme discordar de um ou dois pontos, apesar do tinder não ser de facto a app ideal para enco trar o amor eimu acredito até por expriencia própria que conhecer pessoas pela Internet pode dar resultados ressalvando que este será o meio de nós aproximar e nunca o fim que esse não dispõe sa encontros cara a cara. A inter ET é no fundo apenas um mrio de aproximar pessoas que muitas vezes de outra forma nunca se iriam conhecer ou que estão longe, quanto ao dizeres que o tinder serve para fazer amor também e falacioso porque ali é sexo mesmo amor faz-se com a pessoa que se ama (digo eu).
Quanto aos homebs nso gostarem de mulheres sexualmente emancipada e preferirem as beatas no que a mim diz respeito e exactamente o co tra Rio te do eu uma mente aberta espero é desejo do outro lado o mesmo para podermos apimentar até porque a traição não é palavra que entre no meu léxico
Imagem de perfil

De LegoLuna a 21.03.2019 às 11:17

Aceito o teu ponto de vista, mas atenção que referi-me a uma app em específico. da minha experiência por lá, e daqueles que conheço, a possibilidade de se encontrar amor por lá é zero.
Sem imagem de perfil

De Urso a 21.03.2019 às 13:22

Não diria zero mas é difícil sim cono viste em comentarios acima e possível, mas como te digo a Internet no seu todo é um mrio de conhecer pessoas de aproximar pessoas que estão distantes mas apenas é so o meio nunca o fim
Sem imagem de perfil

De Urso a 21.03.2019 às 13:29

Mas atenção o tinder não é de facto o melhor exemplo de app para relações sérias, e concordo contigo quando dizes que o amor nso se procura encontrar-nos, só acho que as vezes temos que nos deixar encontrar
Imagem de perfil

De LegoLuna a 21.03.2019 às 14:13

Com essa parte de termos que nos deixar encontrar pelo amor não poderia estar mais de acordo.
Sem imagem de perfil

De Urso a 21.03.2019 às 16:45

Não nos podemos esconder

É verdade mandei-te um email
Imagem de perfil

De Princesa a 22.03.2019 às 11:59

subscrevo!!!

(só um aparte... o meu ex conheceu a atual namorada no tinder e parecem muito felizes lol)
Imagem de perfil

De LegoLuna a 22.03.2019 às 12:02

Sério? Eis que acabo de tomar conhecimento de mais um caso de sucesso. A continuar assim terei que escrever uma nova crónica a contar que afinal há finais felizes no Tinder. Obrigada pela tua partilha Princesa
Perfil Facebook

De Antero Carrapitoso a 21.01.2020 às 17:59

Concordo com algumas, discordo de outras. De qq das formas, as mulheres optam invariavelmente por uma posicao dominadora. São sempre difíceis e são sempre a última bolacha do pacote, pesem elas 45 ou 100kg
Imagem de perfil

De LegoLuna a 21.01.2020 às 18:51

Olá.
Perceção um tanto ou quanto pessimista esta tua
Não discordo que muitas mulheres gostam de "mandar", eu mesmo assumo, essa caraterística dominadora em mim. Mas daí pensar que todas são assim ou que é só coisa má em ser assim...
Com quem tens andado para generalizares desta forma?
Sem imagem de perfil

De Pilar a 10.11.2020 às 14:48

Olá! Antes de mais, aceito o teu ponto de vista que advém da tua experiência. Mas como qualquer artigo sobre o assunto vai ter sempre, sempre, como lhe chamas excepções (ou talvez não seja um erro sermos demasiado generalistas). Não me identifico minimamente com a descrição que fazes sobre as mulheres que usam o tinder. Sempre usei o tinder e nunca fui esfomeada (nunca me faltou comida), usava-o como forma de poder conhecer novas pessoas sem ter que falar propriamente da minha vida, como acontece quando sais com amigos. Sempre achei que o tinder era mal interpretado pela maioria das pessoas e tenho a certeza que não faltam aí preconceitos acerca da app. Obviamente que cada um lhe dá uso que quer mas não vejo nada de errado em 2 pessoas (ou mais) se encontrarem, acho até preferível àquelas conversas parvas no meio da discoteca, regadas a álcool e em que já ninguém se ouve. Uma data de amigos meus (homens e mulheres) usaram e usam e não é na forma como aí descreves, mas cada um tem a sua experiência e permite-me dizer que a tua parece-me aterradora. Conheci o meu marido no tinder, pouco tempo depois de nos conhecermos pelo tinder, engravidei e foi cada um para o seu lado. O caso não acabou no tribunal nem coisa que o valha, acabámos por construir uma família e até à data somos felizes como qualquer casal que se conhece num jantar em casa da melhor amiga. Não há locais nem tempo certos para conhecermos pessoas interessantes. Não há regras nem excepções, há formas de pensar distintas e ainda bem. Há mentes com ideias diferentes e são as nossas mentes que nos levam por caminhos tão diferentes que, a olho nu, podem ser tão parecidos.
Imagem de perfil

De LegoLuna a 10.11.2020 às 17:19

Pilar, nem fazes ideia do quão feliz fiquei com a tua partilha. Para início de conversa, começaste com um discurso de tolerância e respeito por uma opinião divergente da tua. A meu ver, isso diz muito sobre a pessoa. Com isso quero dizer que cativaste-me logo à primeira. Como referiste, e bem, o conteúdo desta crónica espelha a minha experiência no Tinder, nada parecida com a tua. Ainda bem! Gosto tanto de tomar conhecimento de estórias de amor com finais felizes, sobretudo aquelas que começaram no espaço virtual. Renova em mim a esperança de que ainda há esperança (passo a redundância). Desejo que a tua estória de amor dure e perdure e que mais assim surjam dos Tinders da vida. Aquele abraço amigo

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.