Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

02
Nov18

45087145_970225079847342_4937132118695215104_n.jpg

Viva!

 

O mês que me viu nascer chegou. Cinzento, chuvoso e friorento, mas ainda assim recheado de auspiciosidade e alguma inquietação, prevesível para quem está ciente de que meros dias lhe sobram até abandonar o conforto dos 4.0. Pensar que ainda "ontem" era uma pita à procura do seu lugar no mundo – busca que ainda prossegue – e que hoje tenho background biológico para ser vovas. Como faço questão de estar nem aí para esta treta da idade, vamos mas é saber de uma vez por todas o que nos reservam os astros para este penúltimo mês do ano.

 

Segundo a minha guru do bem e conselheira espiritual do AS, "caminhamos a passos largos para o final do ano e uma grande aprendizagem tem sido feita. Para muitas pessoas essa aprendizagem tem sido muito dolorosa, com um sentimento de terem sido "obrigados" a enfrentar mudanças, sem opção de escolha. Mas o importante a reter é que esta mudança, quase "à bruta", só aconteceu porque elas não foram capazes de enfrentar a mudança pelos seus próprios meios.

 

Novembro chega assim com uma energia de maturidade e maior consciência. Consciência de quem somos, consciência do nosso passado e, acima de tudo, consciência do caminho a seguir. É nesta energia de maior maturidade que aprendemos a viver em paz, que aceitamos algumas experiências dolorosas do passado e que compreendemos que tudo o que aconteceu teve o seu propósito.

 

É chegado o tempo de aprendermos a vibrar nas energias superiores. É chegado o tempo de aprendermos que o amor tudo cura e esse deverá ser o sentimento predominante na nossa vida. Aprender a amar o nosso passado, aprender a amar as pessoas que nos fizeram sofrer, aprender a amar os nossos sentimentos de culpa e, o mais importante, aprender a amar a nossa verdadeira essência.

 

A sociedade, os nossos pais e as experiências do dia a dia vêm-nos incutindo que devemos sacrificar-nos pelos outros, que devemos colocar o bem-estar do outro acima do nosso. E com isso acabamos por sacrificar o nosso próprio bem-estar e, pior ainda, quando fazemos um esforço para nos colocarmos em primeiro lugar sentimos uma enorme culpa que não nos permite ser feliz...

 

A mensagem principal durante este mês é para entrarmos em contacto com a nossa consciência divina e aceitarmos vivenciar o nosso amor próprio. Quando conseguimos viver em plena comunhão com a nossa essência, é quando estamos prontos para realmente saborear a vida. Enquanto não o soubermos fazer, tudo nos vai parecer difícil, tudo será um sacrifício e envolverá um grande esforço...

 

Mas quando não desistimos face às fases mais difíceis, quando persistimos perante as dificuldades da vida e quando nos entregamos às experiências mundanas, é quando encontramos a nossa consciência divina. 

 

Quando encontrares a tua consciência divina, faz um esforço para não a perderes e para não voltares ao teu antigo registo de dificuldade, dor e tristeza. É uma bênção maravilhosa quando aceitamos viver em plena comunhão com a nossa consciência divina. Abraça essa bênção com todo o teu amor e sê feliz!

 

Abraço de Luz,

Isabel 💗

 

P.S. Depois do sucesso dos "mimos" do mês passado, irei continuar a oferecer a carta personalizada do mês de novembro. Para isso, escreve nos comentários a dizer que queres a tua carta. Para quem quiser aproveitar, vou oferecer uma consulta privada de 1 hora. Para isso, deverás partilhar esta previsão energética e fazer tag com 3 amigos. O vencedor será selecionado por random, e o vencedor anunciado no dia 11 de novembro. 

Boa sorte! 🙏💗😘

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade



Posts mais comentados



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D