Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

08
Out21

Novas formas de amar com Liliana Brazuna.jpg
Viva! ✌️ 

Coração abundante e alma extasiada é o meu estado de espírito nesta manhã. A cerimónia de ontem, durante a qual entreguei 900 dólares a três associações que prestam apoio a cabo-verdianos residentes em Portugal, superou as minhas mais otimistas expectativas. E não falo só por mim... quem atendeu ao meu chamado testemunhou momentos e emoções dignas de constarem do álbum de memórias de amor.

Fazer o bem compensa sempre, há tanta gente precisada de ajuda, por mais simbólica que esta seja. É pois minha intenção estreitar o abraço às causas sociais, pelo que não estranhes se, em breve, te desafiar para contribuires para uma nova campanha de angariação de fundos. 
Mas isso já é conversa para daqui a mais um tempo.

O motivo da minha vinda aqui hoje é a próxima sessão do ‘Saturday Single Spot’, que regressa no formato original: sábados, às 22 horas. A convidada do direto de amanhã será Liliana Brazuna, cujo currículo dispensa grandes floreados: sexóloga, terapeuta, formadora, coach do amor, blogger, locutora de rádio e escritora. É precisamente na qualidade de coautora do livro ‘Sexualidade Humana entre o Íntimo e o Social’, que vamos analisar as ‘Novas formas de amar’.


Convido-te, pois, a vir descobrir quais são essas novas formas de amar, bem como outros tópicos relacionados com o amor dos tempos modernos, a sexualidade, a intimidade, o relacionamento e tudo o mais que surgir ao longo da conversa. Esperamos por ti este sábado, a partir das dez da noite (oito em Cabo Verde e seis da tarde no Brasil) para mais um papo gostoso no meu perfil do Instagram.

Até lá, deixo-te com aquele abraço amigo e desejos de um ótimo fim de semana!

Autoria e outros dados (tags, etc)

18
Set19

naked-1847866_960_720.jpgViva!

Já de olho numa segunda nomeação aos Sapos do Ano, da qual saí vencedora o ano passado, na categoria Sexualidade, para hoje escolhi apelar novamente ao tema sexo, um sucesso de leitura. Visa assim este post desconstruir alguns mitos à volta do sexo no masculino, mais não seja porque muitas de nós acreditam piamente que para os homens é tudo fácil nesse campo.

Sabendo que não é bem assim que a banda toca, a jornalista e escritora Isabel Stilwell, num artigo para a Máxima, valida (ou não) umas quantas máximas tomadas como dogmas, mas que na verdade não passam de falácias. Curiosa para saber quais as verdades e mentiras sobre os homens e o sexo? Ei-las!


Estão sempre prontos para a ação? Falso!
De acordo com o sexólogo Júlio Machado Vaz, este é um mito que assombra a vida de muitos homens, receosos de não preencherem os requisitos para serem definidos como 'normal'. Também eles lidam com dificuldades sexuais, às vezes mais graves que as das mulheres, sendo as mais frequentes a ejaculação precoce, a disfunção erétil e, cada vez mais, a falta de desejo.


Acham sempre que são bons amantes? Falso!
Na ótica do sexólogo Pedro Nobre, "os homens tendem a subestimar a sua resposta física, acreditando que é menor do que na realidade é". Trocado por miúdos isto quer dizer que a insegurança deles em relação à performance é bem maior do que se pensa.


A novidade é sempre melhor? Depende!
Júlio Machado Vaz considera que, com a maturidade, a vida sexual pode tornar-se mais gratificante, seja pela intimidade obtida, pela queda de tabus ou por uma maior autoestima. Moral da estória: com o passar do tempo a diminuição da frequência pode revelar-se inversamente proporcional ao aumento da qualidade de uma relação sexual.


O desejo vai diminuindo com a idade? Verdade!
"O desejo, em geral, vai diminuindo de intensidade, como tantas outras variáveis fisiológicas", explica Júlio Machado Vaz. Quanto a isso nada a fazer, a não ser recorrer ao comprimido azul.


O orgasmo feminino é um bónus, mas não essencial? Falso!
Para alguns homens, o atingir do orgasmo por parte das mulheres reforça o seu ego, provando a sua "eficácia" sexual. Não conseguir que a parceira atinja a satisfação plena pode tornar-se problemático para a relação, pela frustração que acarreta para ambos os parceiros.


Os homens não fazem frete no sexo? Falso!
"Eles também fazem frete, claro. É evidente que fingir ou forçar uma ereção não é tarefa fácil, mas ouço relatos de quem é obrigado a fantasiar com outras mulheres para se excitar", esclarece Júlio Machado Vaz.


20 minutos é o tempo aceitável para uma relação sexual? Falso!
"Muitos são aqueles que pensam que uma relação sexual abaixo deste limite de tempo corresponde a um problema de ejaculação prematura. É manifestamente exagerado e resulta de uma mensagem muito alimentada pela indústria pornográfica que é, para muitos, o primeiro contacto e fonte de informação sexual. A média real é entre 2 e 5 minutos", garante o especialista.


Single mine, espero que este artigo tenha servido para elucidar algumas crenças sobre os homens e o sexo, sobretudo para deixar claro que também eles estão sujeitos a pressões sociais, constrangimentos físicos, limitações fisiológicas e até inseguranças psicológicas. Nunca é demais salientar que eles nem sempre dão conta do recado, não pensam "naquilo" o tempo todo nem saem por aí a "papar" tudo o que lhes aparece pela frente. Claro que existem umas quantas exceções, coisa pouca, tipo 50%.

Antes que seja inundada por uma chuva de protestos por parte daqueles que não se reveem nesta minha estatística, dou por encerradas as provocações do dia. Deixo-te com aquele abraço amigo e a garantia de estar de volta antes do final da semana. Hasta!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade



Posts mais comentados



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D