Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

46430828_2230107023937386_205621529231228928_n.jpg

Viva!

 

Era minha intenção publicar hoje um novo episódio da saga Como arranjar marido, desta feita sobre Como parecer bem na frente dele, assunto de que venho falando nas duas últimas crónicas. A meio da redação, adentra-me pela caixa de correio uma mensagem da Fixando a comunicar-me que aquela nossa parceria do final do ano, intitulada Como começar 2019 em grande, acaba de dar à luz a uma encantadora publicação no blog Inverno Quente. É pois com o coração repleto de orgulho e gratidão que transcrevo o texto deles.

 

Sapo do Ano na categoria 'Sexualidade': Ainda Solteira

 

Não falo muitas vezes de sexualidade aqui no blog, mas falo de mulheres fortes, independentes e que sabem o que querem. A Lego Luna (o moniker usado pela Sara), a autora do Ainda Solteira, é uma dessas mulheres. 41 anos, luso-cabo-verdiana, solteira por escolha própria. Agora, o blog Ainda Solteira! acaba de ganhar um 'Sapo do Ano' na categoria Sexualidade.

 

Aos 41 anos, a sociedade espera-te casada, mãe de filhos, recatada, sem ambições de subir muito mais na carreira. As pessoas perguntam-te o que há de errado contigo, porque não casas, porque é que ainda não és mãe. Relembram-te constantemente que é “agora ou nunca” porque estás a ficar velha, a menopausa está aí à porta (embora ainda te possa faltar mais de uma década...) e, como disse um determinado senhor francês, as mulheres com mais de 50 anos não podem ser sexy. Depois, vêm os julgamentos assim que "descobrem" que solteirice não equivale a celibato.

 

Isto porque não vale a pena ser hipócrita: a nossa sociedade só consegue conceber Marias e Marias Madalenas. As mulheres têm que caber numa dessas duas caixas, sem qualquer ponto intermédio. Nisso, ainda somos as nossas piores inimigas; as primeiras a julgar quem se atreve a não seguir o modelo familiar tradicional. Somos as primeiras a fazer as perguntas que não nos dizem respeito – porque não casaste, porque não és mãe, como é que és capaz de ter uma relação casual.

 

É sobre isso, mas não só, que o Ainda Solteira fala. Sobre as percepções que a nossa sociedade tem de mulheres que rejeitam os moldes familiares e que querem reescrever as regras do jogo. Cada pessoa tem de viver de acordo com as suas escolhas, não a de outra pessoa. Não deixes que nada te pare, ainda que os outros digam que toda a tua vida é uma heresia. O que é importante é que tu te sintas confortável, seja sozinha ou acompanhada. Não é uma corrida contra o tempo. E lembra-te que todas as mulheres podem ser sexy, independentemente da idade ;)

 

Um dia que parecia ter tudo para ser péssimo (por culpa da maldita virose que anda por aí a assombrar a saúde de todos e que conseguiu finalmente passar-me uma rasteira), num clique acaba de transformar-se num dos melhores deste ano, que já leva 16 dias contados. Sou ou não sou uma solteira abençoada?

 

Hasta, que é hora do chá de limão!

Autoria e outros dados (tags, etc)

18
Dez18

Karma is a bitch when...

por Sara Sarowsky

schluessel-anhaenger_karma-bitch-05_1.jpg

Viva!

 

Queres saber quando é que aquela máxima karma is a bitch se cumpre? Quando o teu blog concorre contra o blog da tua antiga entidade patronal (que por acaso eras tu quem geria), em completa desigualdade de circunstâncias, e ainda assim tu ganhas. Contra um adversário com mais dinheiro, mais poder, mais experiência, mais meios, assim como mais estratagemas, tu ganhas. Confusa? Passo a explicar.

 

Por ironia das ironias, um dos adversários diretos do AS na corrida aos Sapos do Ano é propriedade de uma antiga tv star do ramo esotérico, para quem trabalhei há coisa de três anos e tal, na qualidade de social media manager. Ora acontece que no exercício dessas funções coube-me a gestão desse tal blog, cujo nome não menciono por uma questão de respeito para com algumas ex-colegas, cujo único pecado é precisar ter um ordenado. 

 

Nem imaginas o que foi para mim tomar conhecimento que esse blog estava nomeado na categoria sexualidade, sabendo perfeitamente que não cumpria o maior de todos os requisitos exigidos pela Magda & David: não estar associado a nenhuma empresa. A quente, quis logo contactar a dupla, os promotores da distinção, a fim de lhes por a par da situação, já que considerava tremendamente injusto essa concorrência desleal e desonesta. Para além de estar associado a um grupo corporativo, com todas as facilidades comerciais que tal condição implica, os conteúdos desse blog são fakes. Sei do que falo porque já o geri, lembras-te? Fora isso, o pseudoautor sequer usa o nome pelo qual é conhecido na praça, sob pena de ver-lhe descoberta a careca, se é que me entendes...

 

Para não esticar mais esta crónica, que hoje não estou nos meus melhores dias, digo-te que depois de me aconselhar com algumas pessoas da minha confiança – umas recomendaram denunciar o caso à organização, outras expor publicamente a fraude e, por fim, houve aquelas que acharam que o melhor mesmo era dar-lhes um ultimato no sentido de desistirem da nomeação –, optei por não fazer rigorosamente nada. Rien de tout! Não por cobardia ou conivência com a batota, mas simplesmente porque fazia questão de ir a votos contra eles e ganhar por mérito próprio. Não quis de todo perder a oportunidade de esfregar-lhes na cara que quando se tem talento, dedicação, motivação, perseverança e respeito pelas regras do jogo, a vitória é só uma questão de tempo.

 

E não é que consegui? O Ainda Solteira venceu, convenceu e há-de vencer outras vezes, sem que para isso seja necessário eu mexer um dedo na direção desse tipo de gentalha: medíocre e trapaceira.

 

Queres prova maior de que a honestidade, a integridade, a humildade e a decência são o melhor caminho para o sucesso?

 

Fica bem e até à próxima!

Autoria e outros dados (tags, etc)

17
Dez18

and-the-winner-is.jpg

Viva!

 

Há coisa de uma hora saiu o anúncio oficial com o resultado das votações aos Sapos do Ano. O Ainda Solteira foi considerado blog do ano na categoria Sexualidade, como poderás comprovar pelo comunicado original:

 

O prometido é devido e hoje cá estamos para vos dar os resultados.

Mas antes...

Queremos deixar aqui os nossos sinceros parabéns aos nomeados, aos finalistas e aos vencedores, principalmente àqueles que não recorreram a estratagemas nem inventaram emails para terem mais nomeações/votações. Honestamente, e como já manifestamos anteriormente, não percebemos o que levou alguns bloguistas a isto, dado que o prémio final dos Sapos do Ano é apenas isto: uma indicação no post de hoje e, talvez, mais alguns visitantes durante o dia de hoje. Depois, se não tiverem qualidade os visitantes não vão regressar e vocês ficam exactamente como estavam antes.

Esta foi a única coisa que nos entristeceu nos Sapos do Ano 2018: haver quem tenha deturpado todo o conceito, achando que ia ganhar mundos e fundos, esquecendo-se que se estavam a enganar a eles próprios porque, realmente de valor, é quem ganhou por mérito e não por estratagema.

Dito isto (que não poderia deixar de ser afirmado de novo), queremos também agradecer a todos as palavras de apoio e de incentivo que nos deram. O nosso mundo ficou certamente mais colorido por vossa culpa. Nós fomos, certamente, os grandes vencedores e nunca vos poderemos explicar o quanto foi bom estar deste lado. 

Fica aqui a nossa promessa. Em 2019 cá estaremos de novo. Marquem nas vossas agendas!

Cremos, no entanto, que não foi para isto que nos vieram visitar hoje. Supomos que queiram saber quem foram os vencedores do Sapo do Ano 2018. E por isso, sem mais demoras ou delongas, senhoras e senhores, meninas e meninas, uma salva de palmas para:

Amigos dos Animais - vencedor na categoria Animais

Mamã Paleo - vencedor na categoria Culinária

Geração Benfica - vencedor na categoria Desporto

Educar com Vida - vencedor na categoria Educação

Ser Super Mãe é uma treta - vencedor na categoria Família

Olhar d'Ouro - vencedor na categoria Fotografia

Desabafos da Mula - vencedor na categoria Generalista

Pequeno Caso Sério - vencedor na categoria Humor

Gadget Man - vencedor na categoria Inovação e Tecnologia

Contos da Menina Mulher - vencedor na categoria Lifestyle, Moda e Beleza

Stoneartbooks - vencedor na categoria Livros

Itugga - vencedor na categoria Opinião

Delito de Opinião - vencedor na categoria Política e Economia

Descontos - vencedor na categoria Poupança

Uma Barriga Renovada - vencedor na categoria Saúde

Ainda Solteira - vencedor na categoria Sexualidade

Mais uma vez, parabéns a todos!

 

Faltam-me palavras para descrever o caleidoscópio de emoções que assolam o meu espírito neste momento. Bem que estava a precisar, depois de um fim de semana marcado pelo falecimento da minha querida avó. Acredito, de todo o coração, que ela intercedeu por mim junto do staff celestial.

 

Muito muito, muito mesmo, obrigada a cada um de vós pelo vosso preciso clique. Sou imensamente grata por ter tanta gente que aprecia e valoriza a minha escrita. A vós devo esta distinção. Sois a razão de existir deste blog.

 

Um agradecimento muito sentido à minha tribo de Cabo Verde, que pôs o arquipélago todo a votar; aos meus colegas de trabalho e, especialmente, às minhas amigas do peito, que foram os melhores mandatários que o AS poderia ter. Um abraço especial à Magda e ao David por esta espetacular iniciativa, um selo de qualidade na blogosfera nacional. Obrigada por tudo.

 

A vitória é de todos nós!

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Dez18

Last minute vote

por Sara Sarowsky

46463903_2230107807270641_6730115896297127936_o.jp

Viva!

 

Amanhã é dia 15 de dezembro. Sabes o que isso significa? Significa que é o dia em que termina prazo para as votações nos Sapos do Ano. Neste último dia de campanha eleitoral, apelo ao teu voto de última hora embalada por esses versos do Agostinho da Silva, citado pelo seguidor MM:
Eu não voto por rótulos. (...)
Eu não quero saber das campanhas eleitorais para nada.
Eu quero saber das ideias que as pessoas têm e da maneira como depois as vão defender e praticar.

 

Conto contigo para eleger o AS como blog do ano na categoria Sexualidade. Vota e põe os teus a votar, que cada voto é um passo em direção à vitória. Não te esqueças que sou a primeira opção da última categoria (mesmo mesmo no final da página).

 

Obrigada e até breve!

Autoria e outros dados (tags, etc)

08
Dez18

About last saturday...

por Sara Sarowsky

GalaCB-279.jpgViva!

Como hoje não me apetece escrever, já que tenho que ir dar tarefa ao corpo no ginásio e à carteira nas compras de Natal, deixo-te com este registo da minha passagem por aquela gala de que te falei no post As 41 velas da Sara.

Despeço-me com aquele abraço amigo de sempre e um (novo) pedido para votares no Ainda Solteira para blog do ano na categoria Sexualidade. Na reta final da campanha – falta menos de uma semana para o término da votação – todo o voto é decisivo. Portanto, vota e pede aos teus contactos que votem aqui. Não te esqueças que eu sou a primeira opção da última categoria (bem no final da página).

Bom fim de semana e até à próxima!

Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Dez18


Viva!

Já viste a paródia de natal da RFM, uma hilariante versão do hit Toda a Noite do cantor português Toy? Fiquei tão encantada com o vídeo, um dos melhores que me chegou aos olhos e ouvidos nos últimos tempos, que tenho mesmo que partilhá-lo contigo. Assiste já aqui e depois diz-me se não é uma ode à gargalhada.

Não te esqueças que a votação para Sapos do Ano 2018 decorre até o próximo dia 15. Se ainda não deste o teu clique ao Ainda Solteira, faz-me o favor de lá ir depositá-lo o quanto antes, que eu quero é entrar no novo ano com o "selo" de blogger do ano. Não te esqueças que eu sou a primeira opção da última categoria - Sexualidade (localizada no final da página).

Conto com o teu voto e com o de todos os teus amigos/inimigos/conhecidos. Obrigada e até à vitória!

Autoria e outros dados (tags, etc)

1961766_672854286086039_1603978369_o.jpg

Viva!
 
A propósito da nomeação do Ainda Solteira para os Sapos do Ano, assumi, na última crónica, o blog como um serviço público de informação para solteiros. O que não mencionei na altura, e que agora faço com todo o gosto, é que a sua autora se assume como uma espécie de lavadeira de pensamentos, cuja missão passa por desencardir mentes em relação à solteirice. O que me move? Já te explico!
 
É com uma frequência cada vez mais alarmante que constato o quão encardidas se encontram certas mentes - demasiadas até - nos dias que correm. Manchadas de estereótipos, preconceitos e palpites sobre a vida alheia, essas tais mentes encardidas são o reflexo de crenças que já não se justificam no atual panorama das relações amorosas. E é precisamente este tipo de nódoas mentais e sociais a que me propus combater ao criar este blog, há coisa de três anitos e meio.
 
É do conhecimento geral da nação digital que há largos anos que eu não tenho uma vida amorosa digna desse nome. Desde finais de 2010, data da minha última relação oficial, que esta mais não é do que um filme de autor, cujo enredo é inspirado numa série de personagens desencontradas no espaço e no tempo e cujos interesses estiveram desalinhados desde o primeiro take. Assim, o meu celibato deve-se a sucessivos erros de casting, em que o meu interesse e o deles jamais coincidiu em termos de intensidade, oportunidade, afinidade e disponibilidade. Tão simples quanto isso!
 
Não existe nenhuma razão obscura por detrás desta minha solteirice prolongada, como tantos especulam. Tenho perfeita noção que muitos dos que me conhecem pensam que das três uma: ou bato prato fundo com fundo (leia-se, gay), ou mantenho uma relação clandestina (leia-se, amante) ou sou uma promíscua embutida (leia-se, puta). Uns dizem-me isso na cara (em tom de brincadeira), outros apenas insinuam e há ainda aqueles que só observam, na firme convicção de me apanhar na curva, em flagrante delito.
 
É a este tipo de pessoas que eu associo as tais mentes encardidas, as quais este blog comprometeu-se tentar branquear, na firme convicção de instituir à solteirice na idade adulta a dignidade que a sociedade lhe vem negando desde sempre.
 
Se vou ser bem-sucedida nesta minha missão? O futuro o dirá. Até lá continuarei tentando!
 
Assinado,
Ainda Solteira, a "desencardidora" de mentes

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Nov18

Sapos do Ano aqui vamos nós!

por Sara Sarowsky

AS.jpg

Viva!

 

Pela dupla Magda & David, fui desafiada na madrugada desta quarta-feira, ainda o hemisfério norte se preparava para um novo dia, a enviar um pequeno texto a ser publicado no Sapos do Ano 2018 a explicar porque devem votar em mim, ou melhor dizendo, porque devem votar no Ainda Solteira para blog do ano, na categoria Sexualidade.

 

Assim de relance, ocorreu-me uma mão cheia de argumentos, que optei por condensar no conceito de serviço público de informação para solteirosServiço porque (ainda) não ganho nada com o blog. Público porque todos aqueles que assim o queiram têm livre acesso ao seu conteúdo. Informação porque cumpre a missão de desconstruir toda uma série de ideias e preconceitos sobre um estado civil (ou situação amorosa, como preferires) por demais massacrado, desde os primórdios da humanidade, sobretudo no que ao sexo feminino diz respeito. Para solteiros porque eles precisam e merecem livrar-se do estigma de que quem está desemparelhado é portador de algum problema.

 

Bem mais teria a acrescentar, mas para não esticar demasiado o "pequeno texto" que me foi recomendado, remato com o seguinte: o celibato – voluntário ou não – é um tema na ordem do dia das sociedades atuais, ao qual não se pode mais fechar os olhos e menos ainda continuar a desferir golpes. Mais atual do que nunca, e transversal a todas as sociedades, raças, credos, classes sociais, profissões, idades e culturas, esta temática exige um espaço de partilha de informações, ideias, experiências, expectativas, angústias, sonhos e tudo o mais que possa contribuir para desmistificar e dignificar um status amoroso que mais não é do que uma condição ou opção. Nunca uma maldição, como tantos ainda insistem em fazer-nos crer.

 

Agora mais do que nunca conto com a tua mão amiga para cumprir com sucesso este desafio, que a ser superado pode elevar este blog a novos patamares. Para votares, só tens que clicar aqui e escolher a primeira opção da última categoria da lista (conforme a imagem). 

2018-11-16 19.27.51.png

Vota e partilha com os teus (solteiros ou não, que eu quero é votos), que quantos mais, maior a probabilidade de... you know.

 

Conto contigo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D