Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

16F7CFB1-68B0-4FEC-BFFA-D4DCB9BB0069.jpegOra viva ✌️ 

Onze de novembro é a data que o mundo reservou para prestar homenagem aos desemparelhados, uma efeméride aqui abordada no post No Dia dos Solteiros, a palavra de ordem é consumo. Cheira-me que este ano as celebrações serão bastante contidas, com o consumo a registar índices mais modestos, até porque o panorama financeiro mundial a isso aconselha. Ainda assim, é um dia que não devemos deixar passar em branco, especialmente num contexto sócio-romântico tão penalizador para os corações solitários, os quais têm visto as suas oportunidades de emparelhamento/acasalamento confinadas ao espaço virtual.

No que à minha pessoa diz respeito, a intenção de comemorá-lo com pompa e circunstância é inequívoca, não só por ser solteira como por estar a vivenciar dias absolutamente fantásticos. Este meu mês está superando as mais otimistas expectativas que lhe pudesse dedicar. Ontem foi para o ar o programa da RTP África, no qual fui apresentar o AS, bem como dar a conhecer a sua autora (euzinha, obviamente). Caso tenhas interesse em (re)ver, este link dá-te acesso à gravação, sendo que a minha intervenção começa ao minuto 30.

Em relação à minha performance televisiva, as reações não poderiam ter sido mais entusiastas e motivadoras. Houve de tudo, com dois deles a merecerem uma menção honrosa: o convite para uma entrevista e a disponibilidade (manifestada via Messenger) de um telespectador moçambicano para por fim à minha solteirice. 
E esta, hein???!!! 

Adiante... 
O dia de ontem foi i-n-c-r-í-v-e-l, salpicado de momentos felizes, alguns inesperados, como o facto de o post Há vida para além das apps de engate (e eu quero essa vida para mim) ter ido parar aos Destaques do Sapo Blogs, algo que não acontecia há algum tempo e que deixou-me profundamente envaidecida.

T
anta reação positiva, tanta validação motivadora, tanto afeto demonstrado renovou em mim a convicção de que é este o caminho. This is it! Citando palavras da minha guia espiritual, a Isabel Soares dos Santos, "ontem o mundo viu o primeiro episódio do meu sonho!" Mais conquistas estão por vir, mais vitórias por alcançar, mais batalhas por travar, mais obstáculos por superar. Um dia após outro, um passo de cada vez, pretendo ir concretizando os meus projetos.

Poucas coisas realizam tanto como termos a benção de testemunhar a materialização dos nossos sonhos, especialmente quando sabemos que fizemos por merecer. É assim que convido as surpresas felizes a fazerem parte da minha vida. Hoje, amanhã e sempre!


Aquele abraço amigo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

08
Jun16

Somos o que pensamos

por Sara Sarowsky

pensar-en-positivo.jpg

É comum permitirmos que os pensamentos negativos tomem de assalto o nosso pensamento, o que acaba por originar em nós sentimentos pouco felizes. Saber controlar os pensamentos, ou, pelo menos, saber dar-lhes um melhor uso, torna-se imperativo se queremos ter uma vida mais feliz e harmoniosa.

O segredo reside em saber armazenar, partilhar, modificar ou até mesmo esquecer muitos pensamentos. Para tal, devemos começar por reconhecer quais os momentos que têm impacto negativo na construção do nosso pensamento, para que, posteriormente, possamos contorná-los, ou até mesmo evitá-los. Só assim iremos tornar-nos numa pessoa mais forte e com mais capacidade de controlar o que pensamos. Deixo-te com algumas sugestões para conseguires gerir os pensamentos a teu favor.

Deixar-se abater não é solução
Deves perguntar à tua própria pessoa se compensa sentir-se deprimida ou magoada e avaliar as razões de estar assim. Ao avaliares isso, estarás ao mesmo tempo a ver a situação com mais clareza e objetividade, o que te vai permitir minimizar os teus pensamentos em relação ao assunto.

Só tu podes decidir os teus pensamentos
Quando estiveres a dar importância a um determinado pensamento, convém analisares bem a situação, de modo a confirmar se este pensamento é realmente verdadeiro ou pouco revelante. Como gosto de frisar as coisas só têm a importância que nós lhes damos. Portanto, relativiza os acontecimentos o mais que puderes.

O caminho é para a frente
Não nego. Existem situações na vida que nos paralisam, de tal forma que, por vezes, deixamos de dormir, sair, conviver ou até mesmo fazer as atividades do nosso quotidiano. Não obstante isso, o importante é seguir em frente. Na vida, tudo passa, inclusive as coisas más. Se vai acabar por passar mesmo, de que adianta estar a sofrer por isso?

Manipula a forma de pensar a teu favor
Todos nós temos coisas que desencadeiam os maus pensamentos, levando a consequentes reações negativas e impulsivas. É necessário ter a consciência de quais são as que desencadeiam em nós esses pensamentos para que possamos, de alguma forma, evitá-los.

Somos o que pensamos, ponto final! Logo, escolhe pensar positivo. Pensar positivo é a chave que abre a porta de uma vida mais positiva. E essa porta só pode ser aberta por nós. Portanto, controlando o que pensamos, automaticamente controlamos o que sentimos e por tabela como vivemos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

21
Jan16

És emocionalmente forte?

por Sara Sarowsky

a75b454fc__750x0.jpg

 

Já aqui tinha abordado a questão da maturidade emocional, elencando sete caraterísticas inerentes a essa condição. O post de hoje, inspirado num artigo da revista Cosmopolitan, debruca-se sobre 17 coisas que uma pessoa emocionalmente forte não faz. Aponta aí:

 

1- Não implores atenção. Uma pessoa emocionalmente forte é segura de si mesma, pelo que não precisa de ser constantemente o centro das atenções. Partilhar as coisas boas e más, com as pessoas de quem mais gostamos, essas sim são importantes na nossa vida.

 

2- Não permitas que ninguém te derrube. Pura e simplesmente, ignora quem não é importante na tua vida ou não contribui para a tua felicidade.

 

3- Acredita sempre em ti. Confiança no que se consegue somos capazes de fazer é essencial.


4- Não tenhas medo de amar. Apesar de já teres sofrido alguns desgostos de amor, não desistas de o encontrar. Quando se é emocionalmente forte acredita-se até ao fim.


5- Não tenhas medo de ter tempo. Em algumas situações da vida, o melhor é parar para pensar e não tomar decisões de cabeça quente. Quem é emocionalmente forte, consegue saber quando é chagada a altura de dar um tempo e ponderar outras alternativas.

 

6- Deixa o passado para trás. Reconhece onde erraste e tenta não voltar a cometer o mesmo erro. Concentra-te em algo novo e positivo.


7- Não tenhas medo de dizer não, se não quiseres alguma coisa. Não percas o teu tempo com coisas desnecessárias, que não sejam úteis para ti.


8- Não recuses desafios. Para se ser emocionalmente forte, tem que se sair da zona de conforto e arriscar em novas oportunidades.


9- Faz o que mais gostas. Investe em desafios e atividades que te façam feliz. Se não conseguires mudar logo, faz planos para uma mudança em breve.


10- A felicidade depende das tuas escolhas. Não tenhas medo de escolher, arriscar, principalmente de ser feliz. Apaixona-te pela tua vida e por ti.


11- Vive o presente. Não vivas a pensar no que passou, no que já não existe, nem faças planos a longo prazo. Aproveita o que cada dia tem para te dar, sem pressa, e sem estar preso ao passado.


12- Pede ajuda. Pedir ajuda não te torna mais fraca, ou menos inteligente, até porque as pessoas fortes a nível emocional não são orgulhosas e sabem que ajudar é importante na vida de todos.


13- Pensamento positivo. Não te foques nas tuas fraquezas, ou no teu passado menos bom. A vida é feita de pequenas vitórias se pensares positivo.


14- Trabalhar mais para atingir objetivos. Se tens objetivos muito definidos na tua vida, trabalha para os concretizar, não baixes os braços nunca. Se for preciso trabalha mais, mas não desistas.


15- Mantém a calma, quando as coisas não correm como o esperado. Não exageres nas reações quando alguma coisa te foge do controle. Manter a calma para resolver a situação é o melhor.


16- Querer sempre mais. Para ti exige o melhor, trabalha para conseguires coisas realmente grandes.


17- Nunca desistir. Para se ser emocionalmente forte, nunca se pode desistir daquilo que se quer, e lutar sempre para alcançar o que se sonha.

 

E aí, camarada de arma, como vai essa força emocional, em forma ou a precisar de um personal trainer com toda a urgência?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D