Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

shutterstock_222401335-800x450.jpg

Aposto que por esta nenhuma de nós esperava. Ao que tudo indica é a composição da flora intestinal que determina o peso (mais ou menos adequado) de cada indivíduo. Esta descoberta, publicada na revista Science, e fruto de um estudo do Centro da Ciência do Genoma e Sistemas Biológicos da Faculdade de Medicina da Universidade de Washington, comprova que os tipos de bactérias que existem nos intestinos influenciam a acumulação de gordura muito mais do que qualquer outro fator como, por exemplo, a alimentação.

 

Mesmo não tem sido ainda experienciada em humanos, já que a pesquisa debruçou-se sobre ratos, esta revelação é encarada como um novo ponto de partida para o tratamento da obesidade humana, através da transferência de flora intestinal de indivíduos saudáveis para os que têm excesso de peso, ou simplesmente, de terapias e dietas personalizadas que promovam o desenvolvimento das bactérias dos magros em organismos gordos.

 

E esta, hein?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bolo-de-chocolate-770x490.jpg

 

Para tudo já, porque esta pode ser a mais fantástica e bem aventurada notícia de sempre: comer bolo de chocolate sem correr o risco de engordar. Melhor ainda, podendo-se ainda perder umas gramas.

 
Parece que, de acordo com um novo estudo, um pequeno-almoço com direito a uma fatia de bolo de chocolate pode ajudar a perder peso. Afinal, há luz ao fundo do túnel para quem não é fã dos batidos com couve e espinafre ao pequeno-almoço…
 
O estudo, pelas mãos da Universidade de Tel Aviv, dividiu 193 pessoas com casos de obesidade clínica em dois grupos: um que consumia um pequeno-almoço equilibrado, com uma fatia de bolo de chocolate e outro grupo que ficava com um pequeno-almoço de 300 calorias, com uma dieta baixa em hidratos de carbono.
 
Durante 32 semanas, todos os participantes foram analisados e encorajados a iniciar uma dieta. Até metade do percurso, o comportamento dos dois grupos foi igual, com uma média de perda de peso de 15 quilos. No final do estudo, o grupo que consumia a tal fatia de bolo de chocolate (bem mais bem humorado, diga-se) continuou a perder peso, com uma média de mais seis quilos que ficaram pelo caminho. Já o outro grupo recuperou peso: em média, cada participante ganhou quase 10 quilos.
 
Ambos os grupos consumiam a mesma quantidade de calorias diárias. No entanto, o grupo do pequeno-almoço baixo em hidratos de carbono dizia sentir-se menos satisfeito e com maior necessidade de açúcar. Algo que não acontecia com o grupo da fatia de bolo de chocolate.
 
De acordo com os investigadores, evitar os doces por completo teve um efeito de ansiedade e apenas estimulou a dependência desses alimentos.
 
De manhã, o metabolismo está mais acelerado. Além disso, o facto de ainda haver um dia inteiro em que se gasta energia também teve efeito neste estudo. Por isso, se for para dar a tal ‘facadinha’ na dieta, que seja de manhã…
 

A ser verdade, só tenho uma coisa a dizer: há coisas fantásticas não há? Bolo de chocolate me espera que eu vou-lhe usar. Oh se vou!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D