Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

19
Jul19

Quanto orgulho de ti Batuka

por Sara Sarowsky

Viva!

Madonna deu-nos hoje a conhecer o vídeoclipe de Batuka, o seu trabalho musical com as batucadeiras de Cabo Verde, com quem canta e dança ao longo de seis minutos. Gravado em Portugal, onde a artista reside há quase dois anos, esta é a quarta faixa do seu último álbum, intitulado Madame X.

Não é de hoje que a rainha da pop se confessa fã dos géneros musicais do país da morabeza. Há 15 anos, quando conheceu Cesária Évora num concerto em Londres, ficou rendida ao genuíno talento da diva dos pés descalços. Chegou, inclusive, a convidá-la para atuar num dos seus casamentos. Depois que passou a viver em Lisboa, Madonna estreitou os laços com a tradição crioula, que agora ganha um brutal destaque neste vídeo.

Ao Refinery29, Madonna não poupou elogios a estas verdadeiras embaixadoras do batuco, uma das mais típicas expressões culturais de Cabo Verde. "Aprendi muito com estas mulheres. São tão fortes, autênticas, cheias de alma, amorosas, generosas e gentis. Não se consegue aprender isto na escola e elas ensinaram-me essas coisas", afirmou. A cantora reconheceu igualmente a honra de ter conhecido as cabo-verdianas e de contar com a sua colaboração em Batuka. "É inspirador trabalhar com pessoas que tiveram de lutar, mas que ainda assim conseguem manifestar e partilhar alegria com todos nós", rematou.

Depois de devorar as declarações daquela que é incontestavelmente uma das maiores artistas da atualidade, que outra coisa poderia fazer a não ser correr para aqui para te dar a novidade em primeira mão, aproveitando para partilhar o vídeo que consagra o batuco?

Quanto orgulho do meu amado país. Quanto orgulho da sua cultura, dos seus géneros musicais, das suas gentes, no fundo, da sua história. Quanto orgulho destas mulheres, com quem tive o privilégio de privar em várias ocasiões: batalhadoras, trabalhadeiras, divertidas, humildes, donas dos seus destinos e das suas próprias vontades. Quanta gratidão à Madonna, artista que acaba de conquistar um lugar cativo no meu coração. Quanto orgulho deste projeto, Orquestra de Batukadeiras de Portugal, delineado por outro grande artista, também filho de Cabo Verde, o Dino D' Santiago. Quanto orgulho, quanta emoção, quanta gratidão, quanta alegria, quanto tudo.

A rebentar de orgulho por todos os poros, despeço-me com aquele abraço amigo e um sincero desejo de ter dado mais um contributo para levar mais longe o nome de um país que tanto amo e ao qual devo muito daquilo que sou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Jul16

Ser poeta é (Perdidamente)

por Sara Sarowsky


Hoje acordei embalada pela canção Perdidamente, imortalizada pelos Trovante, na bela voz de Luís Represas. Gosto mesmo desta que é para mim uma das mais bonitas músicas portuguesas. Por isso tenho todo o gosto em partilhar contigo o vídeo, assim como a letra, uma composição de Florbela Espanca, uma das mais inspiradoras e tocantes poetisas lusas.

Ser Poeta

Ser Poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!
 
É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!
 
É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
É condensar o mundo num só grito!
 
E é amar-te, assim, perdidamente...
É seres alma e sangue e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda gente!
 
Florbela Espanca, in "Charneca em Flor"

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D