Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que ainda não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

 

quino-morto-addio-fumettista-autore-mafalda-v3-471Ora viva!

No rescaldo do seu falecimento, no passado dia 30 de setembro, presto aqui a minha (sentida e singela) homenagem ao soberbo Quino, criador da personagem @Mafalda, da qual sou fã incontestável. Nada melhor que as frases abaixo citadas para ilustrar o quão grande é a minha identificação com as suas tiradas, cada uma mais acintosa que a outra.

Boa reflexão e, já agora, boas gargalhadas.
1. A sopa é para a infância o que o comunismo é para a democracia.
2. Engraçado… Quando eu fecho os olhos o mundo desaparece.
3. Deus, espero que o senhor possa ajudar a melhorar o estado da situação…Ou será que é a situação do Estado?
4. A vontade é a única coisa do mundo que quando esvazia tem de levar uma alfinetada.
5. Tudo serve para alguma coisa, mas nada serve para tudo.
6. O homem é um animal de hábito ou será que de hábito o homem não é um animal?
7. Às vezes pergunto se a vida moderna não tem mais de moderna do que de vida.
8. E não é que neste mundo tem cada vez mais gente e cada vez menos pessoas?
9. Se a vida começa aos 40, por que nascemos com tanta antecedência?
10. O urgente nunca deixa tempo para o importante.
11. O problema da família humana é que todos querem ser o pai.
12. Já que há mundos mais evoluídos, porquê eu tive que nascer justo neste?
13. Às vezes vocês não se sentem um tanto indefinidos?
14. Parem o mundo que eu quero descer!
15. Sem dúvida, a primavera é o que a vida tem de mais publicitário.
16. Deveria haver um dia na semana em que os telejornais nos enganassem um pouco dando boas notícias.
17. E se ao invés de planear tanto, voássemos um pouco mais alto?
18. Hoje quero viver sem perceber.
19. Temos homens de princípios, uma pena que nunca os deixam passar do princípio.
20. Não é que não exista bondade, o que acontece é que está incógnita.

Aquele abraço amigo de até breve!

Autoria e outros dados (tags, etc)

eye-1132531_1920.jpgViva!

Hoje não vai ser possível dar continuidade à minha novela da vida real, cujo protagonista é o tal mec francês. Imagino que estejas curiosa para conhecer o seu desfecho, mas a verdade é que estou assoberbada. Prometo acabar de narrá-la na sexta-feira, dia em que conto estar mais aliviada da carga de trabalhos.

De modo a que não percas a viagem, proponho como prémio de consolação o conteúdo de uma carta, aqui publicada há quatro anos, na qual um autor desconhecido desabafa sobre a enorme pressão que o tamanho do "documento" pesa sobre os ombros masculinos.

Hoje preciso usar esse espaço pra fazer um desabafo: tá difícil ser homem.
Se já não bastasse o Rodrigo Hilbert ter um programa de TV onde ele cozinha, lava, limpa, constrói e faz de tudo, agora surge uma foto do Paulo Zulu pelado. O nível de comparação ficou muito alto. Porque na boa, quando vazaram os nudes do Stênio Garcia tava de boa, mas o Zulu é sacanagem.
E eu já ficava put* da vida vendo o 'Tempero de Família'. Ainda esses dias falei pra minha noiva que eu queria comprar uma grelha argentina pra colocar na nossa churrasqueira. Dias depois ela tava assistindo esse maldito programa, no qual o Rodrigo Hilbert FEZ uma grelha argentina. Sim, ele tirou as medidas, cortou os ferros, lixou e soldou peça por peça. E ficou ótima. Pra onde foi minha moral de comprar uma grelha agora?
Não basta o cara ser loiro, alto, bonito e rico, ele ainda cozinha de tudo e constrói tudo que precisa. Pior, que depois de cozinhar, ele ainda lava a louça e limpa toda a bagunça. O mínimo que ele merece é ser casado com a Fernanda Lima. Até eu queria casar com ele.
Mas pra tudo ir por água abaixo de vez, ontem aparece na internet uma foto do Paulo Zulu pelado. Toda mulher deveria ser proibida de ver aquela foto. Na foto só tem ele na frente de um espelho, sem roupa nenhuma e segurando um iPhone. E o pior, ele tem um iPhone 6. Eu tenho um 4. Ou seja, até o iPhone dele é maior que o meu.
Agora faz sentido o cara se chamar "Zulu". É uma nítida referência afrodescendente. Além disso o cara é todo musculoso. Ele tem 53 anos, surfa e malha todo dia. Sem contar que agora tenho certeza que quando ele chega na academia dizendo que vai malhar perna, o personal diz:
- Todas as três?
O que ainda me tranquiliza é que o Paulo Zulu mora em Santa Catarina e o Rodrigo Hilbert nasceu e grava todos os programas em Santa Catarina. Eu também nasci e moro em Santa Catarina. Talvez tenha alguma magia aqui no estado e eu tenha salvação. Então a partir de hoje vou começar a construir coisas, cozinhar, limpar e ir pra academia todos os dias. E só pra garantir, também vou começar a clicar naqueles e-mails de "aumente seu pênis".

Aquele abraço amigo de sempre!

Autoria e outros dados (tags, etc)

happy-1517986_960_720.jpg

Viva!

Se não tivesse acontecido o que aconteceu há uns meses, o meu pai completaria ontem 65 anos. Foi um dia especialmente duro para a família, com o luto a intensificar-se, não só porque era uma data por ele aguardada com enorme expectativa (ia reformar-se oficialmente), mas porque os filhos (todos radicados na diáspora) tinham combinado festejar com ele na pátria amada.

À conta disso, por estes dias o desânimo, a tristeza e, por tabela, a desinspiração andam nas nuvens comigo. Atendendo que a vida tem que seguir (numa sexta-feira mais ainda), que tal se em vez de uma crónica original partilhar contigo o relato de um homem maduro sobre a sua aventura de uma semana no ginásio? Garanto que vais adorar ter uma perspetiva do que te (perdão, nos) espera daqui a uns anos.

Acabei de completar 60 anos. A minha mulher ofereceu-me um voucher de uma semana num dos melhores ginásios da cidade. Estou em excelente forma mas achei boa ideia diminuir a minha "barriguinha". Ao fazer a marcação, fiquei a saber que a personal trainer que me vai seguir chama-se Catarina, tem 26 anos, é monitora de aeróbica e modelo.

Recomendaram-me que escrevesse um diário para documentar o meu progresso, que transcrevo a seguir:

Segunda-feira
Com muita dificuldade levantei-me às 6 da manhã. O esforço valeu a pena. A monitora parece uma deusa grega: loira, olhos azuis, grande sorriso, lábios carnudos e corpo escultural. Primeiro mostrou-me todos os aparelhos de ginástica. Comecei pela bicicleta. Ao fim de 5 minutos mediu a minha pulsação e ficou alarmada porque estava muito acelerada. Mas não era da bicicleta: era por causa dela, por estar vestida com uma malha de lycra justíssima que lhe moldava as formas todas. Gostei do exercício. Ela consegue dar-me imensa motivação. Começo a sentir uma dor constante na barriga de tanto a encolher.

Terça-feira
Tomei o pequeno-almoço e fui para o ginásio. A monitora estava melhor que nunca. Comecei por levantar uma barra de metal. Depois ela atreveu-se a pôr pesos!!!
Tinha as pernas fracas mas consegui completar UM QUILÓMETRO na passadeira. O sorriso arrebatador que a monitora me deu no fim da manhã convenceu-me de que todo este exercício vale a pena... É uma vida nova para mim.

Quarta-feira
A única forma de conseguir escovar os dentes foi segurar na escova com os cotovelos apoiados no lavatório e mexer a cabeça de um lado para o outro. Conduzir também não foi fácil: estender os braços para meter as mudanças foi um esforço digno de Hércules. Dói-me o peito. As plantas dos pés doem de cada vez que carrego nos pedais. Fisicamente debilitado, estacionei o carro no lugar reservado para deficientes, até porque só consigo andar a coxear. A monitora estava com a voz um pouco aguda. Quando grita incomoda-me muito. Quando me pôs um arnês para fazer escalada todo o corpo me doeu. Para que é que alguém inventa um aparelho para fazer escalada quando isso ficou obsoleto desde a invenção dos elevadores? A monitora disse-me que este exercício me ia ajudar a ficar em forma, ou a gozar a vida...

Quinta-feira
A monitora estava à minha espera com os seus dentes de vampiro horríveis. Cheguei meia hora atrasado: foi o tempo que demorei para conseguir calçar os sapatos. A desgraçada pôs-me a trabalhar com os pesos. Quando se distraiu, fui-me refugiar na casa de banho. A gaja mandou um outro monitor ir buscar-me. Como castigo pôs-me na máquina de remar... Estou todo rebentado.

Sexta-feira
Odeio essa desgraçada. Estúpida, magra, anémica, chata e feminista sem cérebro! Se houvesse uma parte do meu corpo que eu pudesse mexer sem sentir uma dor excruciante, partia ao meio essa sacana. Quis que eu trabalhasse os meus tricípites... EU NEM SABIA O QUE ERA ESSA COISA DOS TRÍCIPETES!!! E como se não bastasse colocar-me pesos nos braços, pôs-me aquelas tretas das barras... Desmaiei na bicicleta. Acordei numa maca. Uma nutricionista, uma idiota com cara de estúpida, deu-me uma seca sobre alimentação saudável.

Sábado
A filha da mãe deixou-me uma mensagem no telemóvel com a sua vozinha de lésbica assumida a perguntar por que é que eu não apareci. Só de ouvir aquela vozinha fiquei com ganas de partir o telemóvel, mas não tive forças para o levantar. Carregar nas teclas do comando da televisão para fazer zapping está a ser um esforço tremendo...

Domingo
Não me consigo levantar. Pedi a um amigo meu para agradecer a Deus por mim na missa por ter sobrevivido a esta semana que felizmente já acabou. Rezei para que no ano que vem a desgraçada da minha mulher me dê qualquer coisa um pouco mais divertida, como um tratamento dentário, um cateterismo ou até mesmo um exame à próstata.

Saudações desportivas!

Bom fim de semana e vê lá se dás um saltinho até ao ginásio! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

smiles.jpg

Viva!

 

Início da semana, tempo frio, céu nublado, trânsito congestionado, caras caracundas, metro apinhado. Como se não bastasse tudo isso, ainda temos que levar com aquele diabólico tic tac do relógio, que parece torcer sempre a favor do atraso... Este bem poderia ser o cenário ideal de uma típica segunda-feira, o dia mais detestado pela população ativa.

 

No que depender de mim, esta segunda vai ser diferente; para melhor claro, que amiga que é amiga só intervém se for para tornar a nossa vida melhor. E para isso contratei a Drª Lúcia, radialista brasileira especializada em respostas tortas, contudo, hilariantes. Se ela não for capaz de afugentar todo esse desalento que te assola neste preciso momento, o almoço de hoje fica por minha conta. Palavra de blogger.

 

Vamos lá então por a Drª Lúcia no ar e deixá-la arrancar-te as gargalhadas que precisas para fazer desta segunda um dia bem mais divertido.

________________________

Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Meu nome é Júlia. É verdade que a gente pode engravidar em um banheiro público?
Drª Lúcia:
- Sim! Acho melhor você parar de trepar lá. Próxima!


________________________

Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Eu sou a Vera e queria saber porque os homens vão embora logo depois de transar com a gente no primeiro encontro?

Drª Lúcia:
- Porque o encontro acabou. Caso contrário, seria casamento!


________________________
Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Chamo-me Luana e tenho um amigo que quer fazer sexo comigo, só que ele tem um pénis de 20cm. Acho que vai ser doloroso, o que faço?

Drª Lúcia:
- Manda ele pra cá que eu testo pra você. Próxima!

__________________

Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Aqui é a Rose e eu queria saber porque os homens se masturbam mesmo quando são casados?
Drª Lúcia:
- Minha amiga...jogo é jogo...treino é treino!


________________________
Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Aqui é a Bruna! Eu queria saber se posso tomar anticoncepcional com diarréia.
Drª Lúcia:
- Olha... eu tomo com água, mas a opção é sua. Próxima!

________________________
Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Me chamo Jefferson e gostaria de saber como faço pra minha esposa gritar enlouquecida na cama.
Drª Lúcia:
- Limpe o pinto na cortina. Próximo!


________________________
Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Aqui é o Fred! Me tire uma dúvida... O que são aquelas saliências ao redor dos mamilos das mulheres, como se fossem verruguinhas?
Drª Lúcia:
- É braile e significa "chupe aqui". Próximo!


________________________
Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Quero saber como enlouquecer meu namorado só nas preliminares.
Drª Lúcia:
- Diga no ouvidinho dele..."minha menstruação está atrasada"!  Próxima!


________________________
Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Sou feia e pobre. O que devo fazer para alguém gostar de mim?
Drª Lúcia:
- Ficar rica. Próxima!


________________________
Ouvinte:
- Bom dia Drª Lúcia! Aqui é a Jaque! É o seguinte... O cara com quem estou saindo é muito legal, mas está dando sinais de ser alcoólatra. O que eu faço?
Drª Lúcia:
- Não deixe ele dirigir. Próxima!

 

E aí cara, a Drª Lúcia é ou não é o máximo?

 

Uma ótima segunda-feira e uma excelente semana. Até à próxima!

Autoria e outros dados (tags, etc)

07
Set17

Hora H

por LegoLuna

21317918_1084978204971839_2782607628987154393_n.jp

Ora viva!

 

Uma das novidades para esta nova temporada do Ainda Solteira – a terceira – é a instituição da rubrica Hora H, referindo-se o H a humor. Assim, nos dias em que não haja crónica – cuja fornada passa a sair às segundas, quartas, sextas e sábados (em vez de segundas, terças, quintas e sextas, como até então) –, tasco uma piada qualquer, no intuito de te proporcionar uma (boa) desculpa para um merecido break. Que te parece esta minha ideia?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ora viva!

Humor às primeiras horas de uma segunda-feira é um dos meus segredos para encarar com leveza e otimismo uma nova semana de trabalho. Pensando nisso, trouxe-te estas ilustrações, na esperança de que te proporcionem disposição suficiente para os próximos cinco dias.

7532960-17998910-11-0-1492721938-1492721941-650-1-

7533010-17998810-10-0-1492721914-1492721918-650-1-

7533060-17998660-9-0-1492721889-1492721894-650-1-1

7533110-17998560-8-0-1492721870-1492721878-650-1-1

7533160-17998460-7-0-1492721855-1492721859-650-1-1

7533210-17998360-6-0-1492721837-1492721842-650-1-1

7533260-17998260-5-0-1492721825-1492721829-650-1-1

7533310-17997860-4-0-1492721803-1492721809-650-1-1

7533360-17997760-3-0-1492721776-1492721780-650-1-1

7533410-17997660-2-0-1492721752-1492721758-650-1-1

7533460-17997560-1-0-1492721733-1492721738-650-1-1

7533510-17997460-0-0-1492721696-1492721705-650-1-1Uma espetacular semana, meu bem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Mai17

2017-french-farmers-calendar-fred-goudon-2.jpgOra viva!

Estou ciente de que não tenho por hábito vir aqui às quartas, o meu dia zen, dedicado à espiritualidade, mas não consigo esperar para partilhar contigo algo que acaba de me chegar aos ouvidos e que achei simplesmente genial.

Tem a ver com uma nova espécie masculina, apelidade de Homem 3D: Despesa, Desgosto e Desespero.

Ka ka ka ka ka ka. Feliz dia, meu bem, e mantém-te a léguas desse tipo de gajo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já ouviste falar dos homo sapiens? E do casamento entre indíviduos desta espécie? Faço-te esta pergunta a fim de saber se acaso pertences ao (des)informado grupo de portugueses que já ouviram falar do assunto, apesar de não fazerem a mínima ideia do que se trata. À toa com este meu parlapiê? Espreita só este vídeo que já entendes do que falo.

 

Boas gargalhadas, que este ensolarado dia pede humor e descontração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Jun16

black-adder_770x433_acf_cropped.jpgEste blog é essencialmente um espaço onde se debate assuntos relacionados com a solteirice. Contudo, há outros que são tão atuais, tão pertinentes e tão virais que não faz sentido ficar fora deste nosso espaço de debate e convívio. E por estes dias, só dá Brexit na rede, na televisão, nos jornais, nas conversas de café e até nos escritórios. De entre uma infindável panóplia de conteúdos, esta é aquela que, a meu ver, faz todo o sentido ser aqui partilhado. Depois desta introdução, deixo-te então com este divertido e cativante artigo de Bruno Vieira Amaral, publicado esta segunda-feira no Observador, sobre a emancipação das terras de Sua Majestade da velha-mãe Europa.

Querem o divórcio, é isso? Então vamos às partilhas. Durante anos, tolerámos as vossas escapadinhas, a vossa gastronomia, os vossos hooligans, os turistas em Albufeira, os expat em Albufeira e Albufeira em geral. Fizemos de conta que gostávamos dos Take That, deixámos que um jogador como Michael Thomas fosse titular do Benfica, pedimos que nos mandassem o Vale e Azevedo de volta, aturámos os McCann e fomos tão misericordiosos que só vos eliminámos duas vezes nos penáltis. Em nome da Europa a que orgulhosamente pertencemos esta é a nossa lista de exigências. Esperemos que as vossas futuras gerações tenham a beleza do Boris Johnson e a inteligência do Nigel Farage.

Em nome da Europa a que orgulhosamente pertencemos esta é a nossa lista de exigências, matéria que também nos pertence e da qual não abdicamos:
Adele – Cantou enrolada a uma bandeira portuguesa. Querem mais provas da ligação profunda ao nosso país? Comeu sardinhas e ouviu fado. Um conselho: invistam na desmumificação das Spice Girls ou na recauchutagem da Samantha Fox. A Adele é nossa!

Blur – Durante alguns anos foram os cronistas reais do país real: parques, desempregados, transportes públicos, pessoas com sotaque cockney. Depois abandonaram a vocação paroquial e foram à procura de novos sons na América, em África naquele planeta distante a que só Damon Albarn tem acesso. Ficamos com estes, se não se importam.

Chá das cinco – What goes around, comes around. Já se devem ter esquecido, mas foi uma portuguesa, Catarina de Bragança, que levou para essas terras bárbaras o hábito civilizado de que tanto se vangloriam. It’s payback time, bitches!

Comentários no The Guardian – Não desfazendo dos excelentes comentários dos leitores do Observador (que leio religiosamente), não há nada que se compare às caixas de comentários do The Guardian. É verdade que temos acesso ao site em qualquer lugar do mundo, excepto na Coreia do Norte e na Carruagem 2 do Intercidades, mas achámos por bem "europeizar" este monumento à liberdade de imprensa.

Harry Potter – É do conhecimento geral que se J.K. Rowling não tivesse vivido no Porto no início da década de 90 nunca teria criado Harry Potter. De acordo com a lei de propriedade intelectual em vigor na Europa continental (e que acabei de inventar), isso confere-nos direitos sobre qualquer personagem de ficção inventada por ela, mesmo que assine com um pseudónimo masculino.

Helen Mirren – Aos 70 anos está mais sexy do que nunca. Retirem-lhe o título, insultem-na, façam o que quiserem, o certo é que a Europa lhe fica muito bem e ela fica muito bem à Europa.

Hugh Grant – A pensar na vossa reputação, concluímos que seria melhor extirpar-vos deste senhor que ocupa os tempos livres a receber prazer oral de travestis. Estamos em crer que o eleitorado do UKIP não terá qualquer objecção.

Isabel II – Eu sei, eu sei, vocês agora gostam todos muito da senhora, ela é o garante da união, o último e duradouro símbolo das vossas manias imperiais, mas aqui no continente também nos faz falta uma figura unificadora e unânime. Não se preocupem, na volta mandamos a Letizia e a Teresa Guilherme.

James Bond – Vai custar, mas tudo na vida tem o preço. Além disso, Sean Connery é escocês, Pierce Brosnan é irlandês, portanto sabemos bem de que lado é que eles estão. E não é do vosso. Como também ficam sem a rainha, não vão precisar de um espião ao serviço de sua majestade.

Jarvis Cocker – Este foi o homem que escreveu "Disco 2000" e "Common People" e pensavam que podiam ficar com ele? Nem pensar!

Julian Barnes – Num ano em que teve uma grande alegria com o triunfo do Leicester na Premier League, vocês tinham de lhe estragar a vida com isto do Brexit. Saibam que este é o mais continental dos vossos escritores, apaixonadíssimo pela cultura francesa, portanto, nem vão dar pela sua falta. Au revoir!

Keith Richards – De início pensámos em reclamar os Rolling Stones, mas como prova da nossa generosidade e boa-fé cumprimos o dever doloroso de vos deixar Mick Jagger, Ron Wood e aquilo que resta do Charlie Watts. Sim, somos péssimos negociadores, mas temos este coração de "beurre". Nada a fazer.

Martin Amis – Aos 66 anos, cheio de rugas e sem a frescura dos tempos de Money, o filho de Sir Kingsley continua a ser o “enfant terrible” da literatura inglesa. Ora, "enfant terrible" não é uma expressão muito inglesa, pois não? É nosso, temos pena.

Mo Farah – Os vossos branquelas já não dão uma para a caixa? Onde é que andam os Sebastian Coe? Já não bastava terem subtraído os mármores aos gregos ainda têm de roubar um atleta destes à Somália? Sempre a bater nos pequeninos. Fica connosco com a promessa de o devolvermos à Somália assim que possível.

Noddy – Esta é pessoal, desculpem lá qualquer coisinha. O Noddy irritava-me bastante, confesso, mas depois de ter passado os primeiros anos de vida do meu filho a ver repetidamente clássicos como "Noddy Salva o Natal" ou o "Pó Mágico da Lua", sinto que é meu dever enquanto pai resgatar o Noddy das vossas garras. Além disso, antes da chegada da Uber, era o único motorista simpático que eu conhecia.

Página 3 do The Sun – Esclareçam-me só uma coisa: já acabaram com as maminhas ao léu? Em caso afirmativo, a página 3 é toda vossa.

Premier League – Essa grande instituição puramente inglesa tem de passar a Mancha. Quer dizer, nós mandamos Mourinho, Guardiola, Wenger, Ranieri, Klopp, Hazard, Ozil, Martial e o magnífico Robert Huth e ainda têm o desplante de achar que a Premier League é vossa? Não brinquem com coisas sérias. Ouvi dizer que o campeonato escocês vai ser muito animado no próximo ano.

Roger Scruton – Nos divórcios são sempre as crianças que sofrem mais. E os politólogos. Assim, rogamos a vossas excelências que nos seja atribuída a guarda de Roger Scruton e, em troca, ficam com o João Carlos Espada, que nos poderá visitar de quinze em quinze meses e nas férias de Natal dos anos bissextos.

Rolls Royce – Não é que eu tenha intenção de (nem dinheiro para) comprar um, mas não quero que a lembrança dos tempos áureos do Herman seja conspurcada por este símbolo da vossa arrogância aristocrático-industrial.

Rowan Atkinson – O Bean, sobretudo depois dos filmes americanos, é perfeitamente detestável, eu sei. Porém, vive na minha memória cada um dos episódios do "Blackadder". Very british, não é? Pois, mas a ideia é fazer-vos sofrer um bocadinho.

Steve McQueen – Se pensarem bem (e caso tenham dúvidas perguntem ao Nigel Farage), o Steve McQueen não vos faz falta. Têm o Ken Loach e o Mike Leigh para fazer filmes sobre a vidinha inglesa, desemprego, aborto e outros temas fracturantes. A nós dá-nos jeito um McQueen. Prometemos não o enviar para certas zonas da Polónia e da Hungria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

senseofhumor-e1411702710755.jpgEsta tens que ler, pois está hilariante.

Um homem entrou numa joalharia com uma bela mulher e mandou-a escolher a joia que quisesse, sem olhar para o preço. Depois de observar atentamente as peças, a mulher escolheu um colar de ouro com diamantes e rubis, que custava 5.225€.

O homem manda embrulhar o colar, agarra num talão de cheques e começa a preenchê-lo. Ao estendê-lo, repara na cara preocupada do vendedor que examinava o cheque, e disse, em tom de gentleman:

– Vejo que está a pensar que o cheque pode não ter cobertura, não é? É natural, eu também iria desconfiar, tratando-se de uma quanta tão grande. Fazemos o seguinte: hoje é sexta-feira e o banco já fechou, mas você fica com o cheque e com a joia, vai ao banco na segunda-feira, levanta o dinheiro e manda entregar o colar em casa da senhora, ok?

Grato pela compreensão, o vendedor leva o casal até à saída e deseja-lhes um bom fim-de-semana. Na segunda-feira, o vendedor liga ao cliente para o avisar que, infelizmente, devia ter ocorrido algum erro no banco porque o cheque não tenha cobertura. Aí, ouviu uma voz meio sonolenta do outro lado:

– Não há problema! Pode rasgar o cheque que eu já comi a gaja…

Ka ka ka ka ka. Morri!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.