Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

accidental-slip-g55951d877_1920.jpg
Ora viva! ✌️ 

Estes dias deu-me para revisitar o passado, quiçá por estar a passar por uma profunda cura espiritual, com a energia da carta deste mês - Agarrado ao Passado - a fazer-se presente com uma assiduidade gritante, contudo, inevitável. É neste contexto que tenho estado a repescar antigas publicações, as quais, a meu ver, continuam tão atuais como na altura em que foram redigidas. 

Para hoje, escolhi uma datada de 6 de fevereiro de 2016, que versa sobre uma série de erros que todos nós já cometemos (pelo menos) uma vez na vida, mas que convém não repetirmos, sob pena de insistirmos no erro. Será assim? A ver vamos!

Cortar o cabelo demasiado curto
Quem nunca se arrependeu de um corte de cabelo que atire a primeira palavra. Este é o meu pão-nosso-de-cada-vez-que-corto-o-cabelo. Ainda há  coisa de uma semana voltei a passar pelo mesmo.

Estar a falar mal de alguém, e a pessoa em questão ouvir tudo 
Não me recordo de passar por semelhante aperto. Das duas uma, ou não falo mal de ninguém ou sou demasiado inteligente para me deixar apanhar.

Confiar nas pessoas erradas, e acabar desiludida com o mundo
Este é o tipo de erro que não há maneira de eu aprender a não repetir, por mais que o cometa over and over and over again.

Sexo em locais públicos
Só o considero um erro se este prejudicar alguém. A não ser que sejamos apanhados pelas autoridades, trata-se do tipo de erro que deve ser cometido sempre que a ocasião se proporcionar.

Aceitar um emprego que detestamos, só porque precisamos de dinheiro
Infelizmente, a necessidade leva-nos a embarcar em aventuras profissionais desastrosas. No meu caso, o maior deles foi o night packing na Primark, que me provocou uma lesão séria na cervical.

Medo de estar grávida
Só por uma vez apanhei semelhante susto. Andava em pânico por causa do atraso da menstruação e minutos depois de ter partilhado o meu drama com a vizinha do andar de baixo, que por acaso era ginecologista-obstetra, o Benfica lá deu as caras, para grande alívio meu.

Uma enorme crise de ciúmes
Por mais autocontrolo emocional que tenhamos, uma vez ou outra protagonizamos cenas de ciúmes dignas de uma novela mexicana. C'est la vie! A mim aconteceu mais vezes do que seria desejável, mas o importante é que aprendi a lição e não mais voltei a reincidir.

Sair com alguém pelo qual não temos interesse nenhum
Quem nunca? Queremos tanto encontrar alguém que cometemos erros do tipo, mesmo sabendo que não passam de fretes emocionais.

Ressaca
Não sabes como foste para casa, a tua cabeça vai explodir e prometes a ti mesma que nunca mais irás beber daquela maneira. A mim, tal nunca aconteceu, até porque não sou grande fã do álcool, exceto uma taça de vinho à refeição.

Achar que é amor
Estávamos certas de era amor, mas afinal passou depressa. Carência, provavelmente...

Comprar uns sapatos que não podemos pagar
Estavas completamente apaixonada por eles e não conseguiste resistir. A verdade é que, nos próximos tempos, vais ficar aflita para pagar o cartão de crédito, e os sapatos podem não sair tão cedo de casa. Desse crime, estou eu inocente.

Sair de casa com uma maquilhagem péssima
Às vezes pode acontecer, ainda que não me recorde de ter passado por isso.

Errar no look do dia
Há dias e dias, e nem sempre acertamos no modelito. Ainda que com pouca frequência, houve ocasiões em que fiz escolhas bastante questionáveis.

Passar frio, só porque o casaco não combinava com o resto da roupa
Esse é um erro recorrente em mim. Antes catita do que confortável. Afinal, a beleza tem os seus custos e há que pagá-los sem reclamar.

Fingir que sabemos algo
Alguma vez passaste pela situação em que toda a gente parece estar a par de determinado assunto, e tu, para não dares parte fraca, entras na conversa mesmo sem fazer a menor ideia do que se trata? Dá cá mais cinco
!

Chorar em público
A vida tem destas... Ainda que tentemos por tudo segurar as emoções, há momentos em que pura e simplesmente vamos abaixo e soltamos o choro à frente de tudo e todos. Somos humanos, pelo que não vejo nenhum mal nisso.

Esqueceres o nome de alguém
Na hora de apresentar ou cumprimentar alguém não nos lembramos do nome. É chato mas acontece aos melhores. A dica é deixar que seja a própria pessoa a dizer o seu nome.

Ter uma primeira má impressão de alguém
Não ir com a cara de alguém que acabamos de conhecer e com o passar do tempo vir a constatar que afinal até é boa pessoa é um erro crasso, contudo, comum. O meu truque consiste em estar atenta à intuição e à linguagem não verbal da outra parte.

Fazer uma dieta maluca 
Este dispensa comentários, já que todos nós já o cometemos em algum momento da vida.

Beber demasiado e perder a pose
Quem nunca passou por isso que fale agora ou cale-se para sempre. O álcool tem destas, e sábio é aquele que sabe reconhecer o seu limite e parar antes de perder a compostura.

Esta lista, bastante alinhada com a realidade, é para ser encarada como um manual de boas práticas comportamentais, mais não seja porque nos lembra que errar é humano, mas que insistir no erro é burrice. Beijo no ombro e até quarta!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade



Posts mais comentados



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D