Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

date-gfcd36333b_1920.jpg
Ora viva! 🫶

Dedico esta crónica a todos aqueles que, como eu, insistem em manter viva a chama da esperança, na expectativa de (re)viver um romance para a vida. Porque o amor pode acontecer a qualquer momento, e porque dicas de quem sabe são sempre oportunas, hoje trouxe frases de engate ideais para ficares a conhecer bem o alvo do teu interesse.

Antes disso, convém fazer uma pequena contextualização, já que conhecer verdadeiramente uma pessoa, por mais tempo de convivência que haja, é tarefa árdua. Isto porque só conhecemos aquilo que ela permite que saibamos sobre si. Quem de nós nunca ouviu falar de alguém que fez algo que todos julgavam improvável? Os sociopatas e os psicopatas são experts nessa forma de estar na vida: revelar apenas o que lhes convém.

No caso de se tratar de alguém que se acabou de conhecer, a tarefa torna-se ainda mais complicada... No caso de se tratar de alguém que faz o coração bater mais forte, é caso para chamar o Tom Cruise. Ah pois é... as benditas hormonas da paixão têm esse efeito nos humanos: baralhar a capacidade de discernimento, fazendo com que vejam apenas corações e borboletas, se é que me entendes...

Um utilizador do Reddit, provavelmente a braços com o mesmo dilema, pediu sugestões sobre como ficar a conhecer melhor a pessoa por quem está interessado, e as respostas que recebeu foram de uma utilidade tal que a própria rede social decidiu partilhá-las com os seus. É com todo o gosto que eu agora repasso a informação.

Ei-las:
1. Como ocuparias o tempo se tivesses dinheiro para não ter um emprego?
2. O que ocupa a maior parte do teu tempo no dia-a-dia?
3. Como descreverias o teu mehor amigo?
4. Se escrevesses um livro, sobre o que seria?
5. Como defines "sucesso"?
6. Se pudesses ir para qualquer lugar do mundo, para onde irias e porquê?
7. Qual a primeira coisa que fazes quando entras em casa?
8. Que momento da tua vida achas que te mudou mais para melhor ou pior? Porquê?
9. Uma coisa pela qual mal podes esperar que aconteça?

As questões são, de facto, muito pertinentes e estou em crer que as respostas serão reveladoras, quanto baste, da personalidade, do propósito de vida, da forma de estar e da intenção do crush. Resta saber se aquele que questiona saberá interpretá-las com precisão. Eu, por exemplo, confesso que não consegui chegar ao cerne de algumas delas. Mas isso já é tema para outra crónica.

Beijo no ombro - que na boca tá difícil - e até sexta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

couple-ga6ed1bc9a_1920.jpg
Ora viva! 👋

Na pesquisa pelo tema de hoje, deparei-me com um artigo da revista Cláudia, que parece ter sido escrito a pensar na minha pessoa, ou melhor a pensar a minha mais recente crush, o tal fascista de que te falei no post Socorro, apaixonei-me por um fascista.

Independentemente do desfecho da nossa (não) estória de amor, o facto é que tenho a perfeita noção de que não sou uma mestre na arte da sedução, especialmente no que toca à linguagem não verbal. Pela via do paleio, que é a minha praia, até que me safo bem, agora com a linguagem corporal a cantiga é outra. Por isso é que este artigo seduziu-me à primeira vista.

De acordo com a citada fonte, existem sete técnicas infalíveis para seduzir a pessoa por quem se está interessada apenas com a linguagem corporal, ou seja, sem precisar abrir a boca. São elas: 
1. 
Mexer o nariz
2. Mover os ombros e a cabeça
3. Passar um objeto para o espaço do outro
4. Gesticular com as mãos
5. Nunca cruzar os braços
6. Acariciar o braço
7. Andar com os pés quase colados

Dado que não é possível fazer o copy-paste do texto deles, nem eu ter disponibilidade para o fazer à la pate, sugiro que cliques neste link e confirmes por ti mesma que técnicas são essas. Vou já adiantando que existem duas que considero um tanto ou quanto bizarras, mas se a autora da publicação garante que funciona é porque assim deve ser.

Despeço-me - o dia hoje tá que tá - com a promessa de por em prática, quem sabe já amanhã, algumas dessas técnicas. De que outra forma saberei se são mesmo infalíveis? 😉

Aquele abraço amigo e até sexta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

heart-g81e7cc602_19202-768x523.jpeg
Ora viva! ❤️‍🔥

Para este dia 14 de fevereiro, Dia dos Namorados, caso ainda não tenhas lembrado, proponho um manual de sobrevivência para as solteiras, cuja versão reeditada foi publicada esta manhã no portal Balai Cabo Verde, como poderás contastar através deste link.

Atenta à contagem decrescente para o dia 14 de fevereiro, intenta esta crónica dotar as solteiras das ferramentas necessárias à amortização de potenciais danos (emocionais e psicológicos) decorrentes da falta de um par romântico no Dia dos Namorados.

O dia mais romântico do ano para uns, pode perfeitamente ser o mais desencantado para outros. Para muitos corações solitários, sobretudo os pertencentes ao sexo feminino, este pode ser um verdadeiro martírio, mais não seja pelo sentimento de exclusão e fracasso sentimental que as assola, sem dó nem piedade.

Na qualidade de solteira de longa duração, há muito que o Dia de São Valentim deixou de ser um melodrama pessoal. Longe de mim insinuar que namorar, e tudo o mais que isso implica, não seja bom. A questão aqui é deixar bem claro que não ter com quem trocar juras de amor não é coisa que me desmereça, muito menos entristeça. Arrisco-me a dizer que desfrutar da minha própria companhia no dia que o mundo (comercial) consagrou ao amor é quase tão bom como passá-lo na companhia de outrem, com a benesse de que todas as despesas afetas à ocasião serão revertidas na totalidade em benefício próprio.

Lamentavelmente, nem todas as celibatárias encaram a sua realidade amorosa com a mesma leveza e presença de espírito que eu. É precisamente a elas que dedico estas palavras, na expectativa de lhes fazer ver que estar solteira no Dia dos Namorados pode - e deve - ser encarado como uma oportunidade para se proporcionarem a si próprias um dia digno da rainha que nelas habita.

Como? Deixando-se inspirar por estas sugestões:

Banho de imersão
Desperta a diva que há em ti com um belo banho de imersão, daqueles dignos de Hollywood. Para tal, só tens que encher a banheira, atirar lá para dentro os sais de banho que tens guardado para a "tal" ocasião especial, escolher uma playlist que te faça sentir nas nuvens, bebericar uma bela taça de vinho e deixar-te embalar pelo momento.

Chocolate
Esta iguaria, uma alegria aos pedaços, costuma ser a cura, ainda que momentânea, para a maioria dos males femininos. Caso sejas apreciadora desta ou de outra iguaria açucarada, esquece a dieta, aplaca a culpa e rende-te à luxúria. Come o que te apetecer, na quantidade que te apetecer. Afinal, o São Valentim só te visita uma vez por ano, por isso recebe-o em grande estilo.

Home cinema
Nada melhor que um filme lamechas para dar-nos aquele gostinho de romance; o tal que nos tem faltado na vida real. Recomendo que apostes em comédia romântica, pois drama é tudo que não precisas neste momento. Confesso que esta é a minha parte favorita de um Dia dos Namorados a solo. Consumir filmes cor de rosa é uma forma de restaurar a esperança de que um dia serei (novamente) protagonista de uma bela estória de amor, tal como na sétima arte.

Drink
Desfruta da noite a um na companhia da tua bebida favorita, seja ela vinho, gin, pontche, champanhe, mojito ou caipirinha. Não te esqueças é dos aperitivos (queijo, pipocas, presunto, pizza, sushi ou outro snack da tua preferência), pois beber de estômago vazio é altamente desaconselhado. Boa ideia é apreciares a tua própria companhia, o teu drink e o facto de desfrutares deste momento tão teu, gozado na santa paz da tua liberdade.

Disco night
Caso estejas numa de celebrar porta fora, porque não ligar às manas leves, livres e soltas e cair na gandaia? Emboneca-te, escolhe uma discoteca in e toma conta da pista como se não houvesse amanhã. Não te esqueças é do batom despudoradamente vermelho, dos saltos altos e de um dress code que te favoreça. Afinal, nada como um look bem conseguido para fazer com que te sintas poderosa e autoconfiante.

Blind date
Que tal saíres da tua zona de conforto e arriscares um encontro às cegas? Se estás numa onda de aventura ou a querer dar um boost à tua vida amorosa, esta é a altura ideal. E opções não te faltam, é só ir a uma dessas apps de engate e... voilá! O pior que pode acontecer é teres uma divertida estória para contar às amigas. Na melhor das hipóteses, podes acabar a noite nos braços (ou na cama) de alguém.

Reconheço que para nós solteiras o Dia dos Namorados não sabe a mel. Contudo, posso garantir que só saberá a fel se assim quisermos. Depois do que acabaste de ler ainda acreditas que uma mulher desemparelhada tem motivos para o amaldiçoar? Não me parece!

Despeço-me com aquele abraço amigo e o conselho: Be Your Valentine, hoje, amanhã e sempre!

Autoria e outros dados (tags, etc)

selfie-gd197f3461_1920.jpg
Ora viva! ✌️ 

Aproximamo-nos a passos largos do Dia dos Namorados, uma das alturas do ano mais ingratas para os solteiros. Veneração ou aversão à parte, o facto é que o 14 de fevereiro a todos toca, mais não seja porque, um pouco por toda a parte, somos bombardeados com campanhas que enaltecem o culto do amor au pair.

A internet revolucionou – e de que maneira – a dinâmica dos relacionamentos amorosos, proporcionando oportunidades jamais possíveis de outra forma. Através dela, milhões de corações navegam em busca do amor. Conhecer alguém online é pera doce, não tem que saber. Conseguir com que isso resulte em algo mais, já é outra cantiga.

Para além de tempo, paciência, persistência, muito estômago e um otimismo à prova de fogo, a procura do amor - no real ou no virtual - pode tornar-se uma aventura mais prazerosa e bem-sucedida se tivermos em consideração estas cinco dicas do terapeuta familiar Shana B. Diskant:

1. Sê honesta contigo mesma
O que procuras realmente neste momento?

2. Estabelece os teus pontos inegociáveis
De certeza que tens traços de personalidade do pretendente dos quais não abres mão.

3. Marca o primeiro encontro rapidamente
Não desperdices tanta energia a trocar mensagens.

4, Planeia o que vais partilhar sobre ti
É importante seres honesta com o potencial parceiro.

5. Sê bondosa contigo mesma
É natural sentires frustração por não encontrares ninguém interessante.

Agora que a tua compincha aqui já cumpriu o seu papel de te por a par das melhores práticas amorosas, é hora dela ir ao banho que o dia já vai praticamente a meio e muito ainda há a fazer. Comer, por exemplo.

Beijo no ombro e até sexta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Jan22

team-g37abfe9c2_1920.jpg
Ora viva! 💫

Um novo ano chegou, e com ele inúmeras resoluções, todas no sentido de experienciarmos uma vida mais plena e feliz. Num período tão conturbado da história da humanidade, em que somos incessante e implacavelmente fustigados por desafios que despertam em nós sentimentos de impotência e desânimo, o saber estar continua a fazer todo o sentido, mais não seja porque o conhecimento não ocupa espaço.

Algumas regras de etiqueta e (boa) convivência nunca passam de moda, motivo pelo qual escolhi para primeira crónica de 2022 meia centena de regras absolutamente preciosas na interação social e capazes de fazer de ti alguém melhor: melhor profissional, melhor familiar, melhor amigo, melhor vizinha, melhor cidadão, no fundo, melhor ser humano.

Anota aí quais os comportamentos nos quais deves investir daqui para a frente - isso se quiseres fazer de ti alguém que acrescenta valor:
1. Levanta-te sempre que cumprimentares alguém.
2. Numa negociação, nunca faças a primeira oferta.
3. Se te confiarem um segredo, guarda-o.
4. Volta com o tanque cheio do carro que te emprestarem.
5. Faz as coisas com paixão ou não as faças de todo.
6. Quando deres um aperto de mão, fá-lo de modo firme e olhando nos olhos.
7. Vive a experiência de viajar desacompanhado.
8. Nunca rejeites uma pastilha de menta (as razões são óbvias).
9. Aceita dicas se quiseres chegar a velho.
10. Trabalha bem, ao invés de trabalhar muito.
11. Quando escreveres com raiva, lê, apaga e depois escreve de novo.
12. Na mesa, não fales de trabalho, política ou religião.
13. Sê justo, defende aqueles que são abusados sem abusar.
14. Escreve as tuas metas e depois trabalha por elas.
15. Defende o teu ponto de vista sem ofender nem insultar, tolerante e respeitoso perante o alheio.
16. Liga e visita os teus pais, filhos, familiares e amigos, não percas teu tempo esperando que eles façam primeiro.
17. Nunca te arrependas de nada, aprende com tudo.
18. Em momentos ou dias de solidão, relaxa, aproveita e aprende.
19. Honra e lealdade são básicas na tua personalidade.
20. Não emprestes dinheiro a quem sabes que não vai pagar-te.
21. Acredita em algo.
22. De manhã, faz a tua cama ao levantar.
23. Canta no chuveiro.
24. Cuida de uma planta ou jardim.
25. Observa o céu sempre que puderes.
26. Descobre tuas habilidades e aplique-as.
27. Ama o teu trabalho, ou deixa-o.
28. Pede ajuda quando precisares.
29. Ensina um valor a alguém, de preferência a uma criança.
30. Valoriza e agradece a quem te beija a mão.
31. Sê gentil com os teus vizinhos.
32. Torna o dia mais alegre para alguém.
33. Concorre contigo mesmo.
34. Presenteia com algo simbólico uma vez por ano.
35. Cuida da tua saúde.
36. Saudações com um sorriso sempre.
37. Pensa rápido, mas fala devagar.
38. Não fales de boca cheia.
39. Limpa os teus sapatos e corta as tuas unhas.
40. Não opines sobre temas que desconheces.
41. Nunca maltrates um animal.
42. Fala alto diante das injustiças.
43. Nunca percas a maravilhosa oportunidade de ficar calado.
44. Reconhece a alguém o seu esforço.
45. Sê humilde acima de tudo.
46. Nunca esqueças de onde vieste.
47. Viaja sempre que possível.
48. Cede o passo.
49. Dança na chuva.
50. Procura o teu sucesso, sem desistir. 

Meu bem, vai pondo em prática estas dicas enquanto eu vou escrevendo a nova crónica para o Balai Cabo Verde. Cá estarei à tua espera na sexta-feira para mais um papo amigo. Beijo no ombro e boas energias!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A1CBA140-6F66-4232-8D70-793C20D49853.jpegOra viva! 🍀

Que tal retomarmos o assunto do post de 25 de junho, no qual dei-te conhecimento de algumas dicas para atrair coisas boas? Na altura partilhei nove delas, ficando a faltar umas quantas outras. Hoje, primeiro dia útil da última semana de julho - e já em contagem decrescente para a habitual pausa de verão - parece-me um ótimo dia para reforçar o tema, já que sorte, abundância e prosperidade nunca são demais. Vamos lá então a elas:

O dinheiro é um meio e não um fim

O dinheiro é uma energia, pelo que devemos apreciá-lo e aceitá-lo com toda a naturalidade. Com a minha guia espiritual aprendi que não há qualquer problema em gostar de dinheiro, salvaguardando o facto de que ele é que nos deve servir e não o contrário. Por isso, o meu conselho é que o encares como um meio que te permite ter acesso a coisas e experiências, e não um fim do qual podes tornar-te um escravo.

Gastar com responsabilidade
Nunca é demais lembrar que os gastos devem ser feitos com responsabilidade, ou seja, que só devemos gastar o que temos. É por isso que não tenho cartão de crédito, muito menos empréstimo bancário. Evitar gastos supérfluos e desnecessários é uma ótima estratégia para termos sempre dinheiro para o que realmente interesse e compensa. No meu caso particular, quando bate a tentação, faço a seguinte pergunta: "Precisas ou queres?" Se preciso, compro; se quero, repenso. Outra coisa que aprendi em relação ao dinheiro é que atualmente prefiro usá-lo para ter acesso a experiências (viagens, estadias e restaurantes) e não tanto a bens.

Investir em criptomoedas

Um dos negócios do presente, e mais ainda do futuro, são as moedas virtuais. Em dezembro de 2018, investi parte do meu subsídio de Natal na compra de criptomoedas, as quais renderam-me um bom lucro. Infelizmente, por falta de uma cultura financeira elucidativa, investi uma quantia modesta, para eterno arrependimento meu. Meses atrás, voltei à carga, mas o retorno está aquém da primeira aventura. Atenta estou eu a novas oportunidades, pois não tenho dúvidas de que as moedas virtuais são incontornáveis.

Menos reclamação, mais ação
Por ter sido assim em tempos idos, sinto-me perfeitamente à vontade para opinar sobre este ponto. Reclamar a torto e a direito, além de maçador para quem convive conosco, é pura perda de tempo. Pessoas que estão sempre se queixando são tóxicas e pouco propensas a procurar soluções para os seus problemas, daí que recomende que se lamente o que tiver que ser lamentado, sem ir mais além. Quando paramos de nos concentrar no que não nos corre de feição para passar a focar no que podemos fazer para melhor ou atenuar a situação, coisas boas começam a chegar até nós.

Generosidade sim
Esta é uma das mais preciosas dicas que te poderei alguma vez dar. A generosidade atrai generosidade. Com isso quero dizer que quando damos, invariavelmente, recebemos de volta. Ajudar monetariamente alguém precisado é uma das formas mais eficazes para atrair abundância para nós. Mesmo que a pessoa que ajudámos não nos retribua na mesma moeda (coisa que acontece na maioria das vezes), a vida encarrega-se de nos compensar. Lembra-te: é dando que se recebe.

Gratidão sempre
Outra postura que aprendi com a exploração da espiritualidade é que a gratidão é uma via verde para a abundância. Quando agradecemos o universo dá-nos mais motivos para tal, tornando-se num dos poucos círculos viciosos desejáveis à nossa existência. Ser grato funciona como um imã para atrair acontecimentos auspiciosos e pessoas incríveis. Quando ativei essa energia, pequenos milagres tornaram-se presença constante no meu dia a dia.

Ser rico é (também) uma questão de atitude
Pensa como um rico mas age como um pobre, ou seja, gasta somente naquilo que for realmente relevante. Isto remete para o ponto 3 deste texto, no qual chamei a atenção para gastos supérfluos, logo desnecessários. Quem gasta de forma compulsiva e em quinquilharias dificilmente conseguirá conhecer a abundância e a prosperidade, e nisso os ricos self-made têm muito para nos ensinar. Por saberem bem o quanto lhes custou chegar ao topo, eles escolhem muito bem aonde gastar o seu dinheiro, e melhor ainda, aonde investi-lo. Recomendo a leitura de livros sobre a vida de umas quantas individualidades como Tony Robbins, Benjamin Franklin, Arthur Ryan (fundador da Primark), Ingvar Kamprad (fundador da Ikea), Elon Musk (fundador da Tesla) ou Jack Ma (dono da Alibaba), só para citar os mais célebres.

Pensar positivo
Somos aquilo que pensamos, sentimos e proferimos, e isso não é uma mera frase feita. Os pensamentos têm um poder extraordinário na nossa vida, motivo pelo qual devemos escolhê-los com cuidado, e carinho. Eu sou a prova viva disso que acabei de escrever, como já tantas vezes aqui partilhei. A esta altura da minha vida só reconheço uma única ambição de que não estou certa de ser capaz de alcançar, precisamente porque (ainda) não consegui canalizar os meus pensamentos a esse favor. Com a força do pensamento positivo, lá chegarei.

Qualidade ao invés de quantidade
Para o fim deixei a seletividade, um fator decisivo no que toca à sorte, abundância e prosperidade. Com o tempo aprendi que a qualidade vale bem mais do que a quantidade, aplicando-se este mesmo princípio a qualquer esfera da nossa vida, sejam elas pessoais, amorosas ou comerciais. No que toca ao dinheiro, devemos comprar menos vezes, mas bens que duram mais tempo. Ao invés de uma dúzia de malas baratas, prefiro ter duas ou três, de qualidade superior, capazes de durar anos ou até décadas.

E assim dou por concluída a minha missão transmitir, a ti e quem mais se interessar, as minhas dicas e atitudes para atrair mais sorte, abundância e prosperidade. Conto que faças bom uso delas. Um beijo, um abraço e um até quarta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A1CBA140-6F66-4232-8D70-793C20D49853.jpegOra viva! 🍀 

Comecei a alinhavar este post em janeiro de 2020, no intuito de ajudar-te a atrair a energia certa para desfrutares de um ano fantástico. Esta manhã, na ronda pelos meus rascunhos, em busca de inspiração, deparei-me com ele e decidi que de hoje não passaria, já que se trata de um tema atual, logo bem-vindo em qualquer altura.

Assim, eis-me aqui a partilhar contigo a primeira leva de nove dicas que me ajudam a atrair sorte, abundância e prosperidade. Ei-las:

1. Buda atrás da porta
O Buda é mundialmente associado à sabedoria, à abundância e à prosperidade, pelo que ter uma imagem dele por perto acaba por atrair coisas boas para a nossa vida. Esta deve ser posta de costas para a porta de entrada da casa, do quarto, do escritório ou de qualquer outro cómodo para onde queremos atrair sorte.

2. Trevo na carteira
O trevo de quatro folhas é comummente associado à sorte, por isso aconselho-te a andar com uma na carteira. Na impossibilidade da folha natural, escolhe um amuleto, de preferência em metal nobre, como o ouro ou a prata. Se o fizeres, garanto-te que nunca te faltará dinheiro na carteira.

3. Peça dourada
O dourado, derivado do ouro, é a cor da riqueza, daí que ter sempre contigo uma peça nessa cor seja um chamariz para a abundância. Pode ser um relógio, uma mala, um porta-chaves, um cinto, uns brincos, uma pulseira, um fio ou até mesmo uns sapatos. O importante é teres sempre uma coisa dessa cor contigo.

4. Pin do multibanco
Outra dica infalível que aprendi com a minha guia espiritual é que o oito (8) é o número da sorte, daí que ela me tenha recomendado que alterasse o código do pin do cartão multibanco, de modo que a soma dos quatro dígitos desse um total de 8. Desde que o fiz, já lá vão mais de três anos, que a minha conta bancária teve sempre saldo positivo. Altera o teu pin e vais ver que funciona mesmo.

5. Banir palavras negativas
As palavras têm força e o universo ouvido apurado, motivo pelo qual evito a todo o custo associar à minha pessoa palavras com conotação negativa. Simplesmente deixei de pronunciar frases como "sou pobre", "estou falida", "sou azarada" e por aí fora. Em vez disso, passei a dizer "sou pouco rica", "estou descapitalizada" ou "estou sem sorte". Tenta pois eliminar do teu vocábulo palavras como pobreza, miséria, falência, azar, penúria, fracasso, burrice e afins.

6. Movimentar dinheiro
O dinheiro é uma energia, que, como todas as outras, precisa fluir. Por isso há que movimentá-lo, ou seja, fazê-lo entrar e sair. Os empresários espelham bem essa lógica quando dizem que "há que gastar dinheiro para ganhar dinheiro". Há pessoas que não gastam por nada deste mundo e depois queixam-se que a sua vida não prospera. O que não percebem é que estão a viver na energia da escassez, em que por não movimentarem o dinheiro não deixam a sua energia fluir livremente.

7. Meditação
A meditação, concretamente o ho’oponopono da abundância divina, é um autêntico imã para atrair fartura para a nossa vida. Comigo resulta na perfeição desde a primeira vez, em que bastou uma semana para conseguir o emprego dos meus sonhos. Desde essa altura que esta poderosa oração curativa continua fiel ao seu propósito de me fazer atrair coisas boas. Se a isso acrescentar o facto de que a meditação é ótima para tudo e mais alguma coisa, nada tens a perder pondo em prática esta dica.

8. Diário das finanças
Cultiva o hábito de anotares diariamente todos os teus gastos, mesmo os mais insignificantes, como os do café, por exemplo. A mim ajuda-me a ter uma maior consciência do orçamento que aloco a cada tipo de consumo, gerindo melhor o dinheiro. Faço-o sempre à noite, de modo a ter noção do quanto foi gasto nesse dia, apurando assim se excedi ou não o limite estipulado. Esta dica vai ajudar-te a ter uma noção mais concreta das tuas despesas diárias, alertando-te para gastos supérfluos.

9. Amuletos e cristais
São inúmeros os objetos que possibilitam abrir caminhos espirituais, favorecer o sucesso e atrair bonança e abastança. Em relação aos amuletos, recomendo a teres sempre contigo alguns destes: olho turco, Buda, mão de Fátima, fisga, ferradura ou trevo. Podes tê-lo no pescoço, na carteira, na mala, no porta-chaves ou até mesmo na capa do telemóvel. Quanto aos cristais, existem uns quantos que atraem coisas positivas. Aconselho a pirita (a pedra dos ganhos financeiros), o citrino (pedra da prosperidade e da riqueza), esmeralda (pedra da prosperidade divina), olho de tigre (talismã de sucesso e proteção), fluorita (pedra que fortalece o poder de atração), leopardita (pedra que atrai a boa sorte e abre caminhos) e cornalina (pedra do sucesso e força pessoal).

Ainda tenho mais nove dicas para ti, mas vou deixá-las para outra ocasião, que o texto já vai para longo. De todo modo, tens aqui conteúdo de sobra para correres atrás da sorte, da abundância e da prosperidade.

Para a semana estarei de volta com mais coisas boas para ti, até lá deixo-te com aquele abraço amigo e votos de um fantástico fim de semana. Bisou bisou!

Autoria e outros dados (tags, etc)

business-idea-1240830_1920.jpgViva! ✌️ 

Na senda do tema do workshop de amanhã, o sucesso, trouxe-te cinco regras de ouro, que, de acordo com a Vichy, vale a pena implementares na tua vida, já que são bem capazes de a tornar mais profícua. 

Planeia e persiste
Para manteres o foco nos teus objetivos, sejam eles quais forem, necessitas de planeamento, concentração e persistência, os quais acabam por criar a motivação necessária para a sua implementação. Vai por mim, a mudança precisa de prática diária.

Sê realista
Temos tendência para traçar metas muito vagas, pouco concretas ou exageradas. Expectativas realistas são pois fundamentais para que consigas atingir o que mais desejas, pelo que é importante teres os pés bem assentes na terra e seres minuciosa no que te propões realizar.

Sonha
Quais os teus sonhos? Quantos já concretizaste? Quantos tens adiado? De quantos já desististe? A vida em si, com as suas constantes exigências, impele-nos a abrir mão dos nossos projetos. Manter inabalável a crença em nós mesmos e nas nossas capacidades não é tarefa fácil. Ainda assim, vale a pena sonhar, já que o sonho comanda a vida e quando sonhamos a obra nasce. É importante nunca deixares de sonhar. Acredita no que ambicionas, cultiva a motivação, planeia como podes alcançar esses desejos e lembra-te de que a realização dos sonhos depende apenas das ações que traças para os concretizar.

Apaixona-te
A paixão é condição fundamental (quer a nível emocional, quer a nível físico) para nos manter felizes e motivados. Independentemente da tua situação amorosa, apaixona-te pela vida, apaixona-te por ti… e por tudo o que estiver ao teu redor. Como? Adota um animal de estimação, inscreve-te numa aula de pintura, dança, faz escalada, aprende a tocar guitarra ou faz voluntariado. O importante é descobrires um interesse que te faça vibrar e nele investir.

Confia
Confia em ti, nas tuas circunstâncias de vida, no teu discernimento. Rodeia-te de pessoas com quem te sintas bem e pelas quais sentes verdadeira empatia. Não te compares com ninguém de forma depreciativa; ao invés disso, investe no teu amor-próprio, respeitando-te e confiando em ti e nas tuas decisões. Confia que tudo chega no momento certo.

Despeço-me com dois recados. O primeiro tem a ver com a sessão de amanhã, para a qual ainda vais a tempo de inscrever. Para tal, só tens que seguir a minha página do Facebook e enviar um email para aindasolteira@gmail.com. O segundo tem a ver com a minha oferta de consultoria sentimental, anunciada no início desta semana. Caso estejas a pensar fazer algo concreto para conheceres alguém, que não passe pelas apps de encontro, envia-me um pequeno anúncio que tentarei arranjar-te um par, sem que tenhas que pagar rigorosamente nada. Atreve-te, pois é fora da zona de controlo que a magia acontece.

Aquele abraço amigo e bom fim de semana!

Autoria e outros dados (tags, etc)

11
Abr19

Como ser uma pessoa mais amada

por Sara Sarowsky

young-woman-2239269_960_720.jpg

Viva!

Finalmente consigo acasalar uma pitada de tempo (desviada do trabalho) com uma nesguinha de inspiração (resgatada da azáfama). Dado que nem uma nem outra sobejam neste momento, que tal falar-te de algumas expressões capazes de fazer de qualquer um de nós uma pessoa bastante mais amada. Pelo menos é o que garante um artigo publicado no Observador e no qual me inspirei para escrever esta crónica.

Numa sociedade que parece fomentar o uso – e abuso – da palavra, onde cada indivíduo se sente no direito (e dever) de abrir a boca e disparar os disparates que bem lhe apetecer, como se do bom exercício da liberdade e da cidadania se tratasse, o bom uso da palavra é reconhecidamente uma arte que poucos dominam.

As palavras são tão somente o mais importante veículo de comunicação entre humanos; o meio por excelência de interação e relacionamento. Quando usadas de forma adequada, afiguram-se a pontes capazes de unir duas pessoas, tal duas margens de um mesmo rio. Por isso mesmo, aproximam, criam cumplicidades e fomentam harmonias, que retundam em felicidade.

Gentileza gera gentileza, é certo e sabido! Como tudo na vida, ela, assim como a empatia e a solidariedade, também se aprende; de tal modo que cito uma dúzia de expressões capazes de fazer de ti uma pessoa, se não mais amada, pelo menos mais agradável ou suportável (na pior das hipóteses) .
 
1. "Fico feliz por te ver"
Quando encontrares alguém de quem gostas, não te fiques pelo "olá" da praxe. Vai mais longe e diz mesmo "fico feliz por te ver" ou "fico sempre feliz por te ver". Vais ver que o outro ficará mais recetivo e gentil.
 
2. "Lembro-me que tu"
Ao evocares uma situação, um gesto ou uma atitude positiva estás a reafirmar a capacidade do outro em despertar em ti coisas agradáveis, ao ponto de as conservares na memória.
 
3. "Estou impressionada!"
Esta expressão, ideal para usares com pessoas recém-chegadas ao teu convívio, visa reforçar a autoestima delas e fazê-las sentirem-se integradas e valorizadas.
 
4. "Acredito em ti"
Verbalizares tal sentimento denota confiança nas potencialidades do outro, fazendo com que este reconheça em si mesmo as suas forças e destrezas.
 
5. "Vê só até onde já conseguiste chegar"
Assim fazes com que a outra pessoa reveja o seu percurso, ao mesmo tempo que demonstras que estás atento a ela, que registaste os seus esforços, os seus sucessos, as suas conquistas. É também uma celebração do seu sucesso.
 
6. "Gostava de saber o que pensas sobre..."
Dizer isso ou algo como "gostava de ouvir a tua opinião sobre…" é uma forma de comunicares ao outro que o consideras digno de se pronunciar sobre determinado assunto.
 
7. "Diz-me mais"
Trata-se de um cumprimento, um elogio, uma forma de comunicar que o outro diz coisas inteligentes, pertinentes, singulares. É, igualmente, uma excelente oportunidade de estabeleceres ligações sólidas e duradouras.
 
8. "Bem-vindo"
Fazer com que alguém se sinta bem acolhido, seja na tua mesa, na tua casa, na tua empresa ou na tua vida, é uma forma de dignificares a pessoa e de lhe mostrares que estás feliz com a sua chegada.
 
9. "Posso ajudar?"
Trata-se de uma demonstração de empatia para com a insegurança (momentânea ou não) de alguém e, ao mesmo tempo, uma confissão implícita de que também tu, por vezes, és acometida de incertezas.
 
10. "Desculpa"
Pedir desculpa é reconhecer que não agiste da melhor forma e que lamentas os danos que esse teu agir teve no outro. Assim, dizer "desculpa" é uma forma de esperares que este acredite na tua capacidade de ser melhor.
 
11. "Não"
Esta palavra representa o mais sublime exercício da tua liberdade de escolha. Seres capaz de expressá-la significa seres capaz de renunciar a algo que sabes não ser o melhor para ti. Quando o fazes com verdade e convicção demonstras ser fiel à tua essência.
 
12. "Obrigada"
Infelizmente, a humanidade está viciada no uso abusivo e leviano desta palavra, um autêntico cocktail composto por sentimentos positivos como gratidão, educação, empatia, humildade, delicadeza, aceitação e generosidade. Agradecer reforça no outro a vontade de ser gentil, daí que gentileza gere gentileza.
 
Por hoje é tudo, que são horas de ir dar tarefa ao corpo num ginásio perto de mim. Conto voltar ao teu convívio ainda antes do fim de semana. Até lá, só gentileza nessa vida!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D