Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!

25
Mar21

Vibrar na energia do sucesso

por Sara Sarowsky

woman-2667455_1920.jpgOra viva!

Hoje quero falar-te do sucesso. "Mas ela já falou dele tantas vezes, o que de novo poderá ter agora para dizer?", provavelmente é o que te está a passar pela mente neste preciso instante. De facto, já abordei este assunto várias vezes, mas esta será uma das poucas em que falarei na primeira pessoa, com um testemunho real.

Aprendi com a minha guru do bem e coach espiritual, a Isabel Soares dos Santos, que tudo à nossa volta é energia. Nós somos energia, o dinheiro é energia, o amor é energia, o sucesso é energia e por aí fora... Como energia, o sucesso emana naturalmente e flui livremente; desde que o saibamos ativar, obviamente! E é neste ponto particular que incide esta crónica.

Se hoje vibro nessa energia de sucesso é porque só agora a despertei dentro de mim. E dois fatores foram essenciais para esta minha nova realidade existencial: o despertar da consciência e o estar rodeada de pessoas certas. Não é à toa que a sabedoria popular crê que ao juntarmos-nos aos bons tornamo-nos um deles. Eu sou a prova viva disso e espero que esta minha partilha sirva para te inspirar ao ponto de ires atrás do "teu" sucesso, seja ele qual for.

Nasci e cresci em Cabo Verde no seio de uma família de classe média baixa, ainda que com alguma instrução. Fui educada para ser esposa, mãe, dona de casa dedicada e trabalhadora, caso o marido não pudesse providenciar o meu sustento. Em momento algum fui "formatada" para ser realizada, ou seja, para ter sucesso fora do lar. Quis o destino, fortemente condicionado pelo meu livre arbítrio, que renegasse essa sentença de vida, o que justifica que o êxito, fruto da conquista pessoal, me seja algo recente, embora inalienável. Como e quando se deu esse "despertar do gigante que há em mim", como diz Tony Robbins, o master do desenvolvimento pessoal?

Fazendo uma retropestiva do meu percurso pessoal e profissional, é-me de todo impossível identificar o momento exato em que se deu o clique. O que eu sei é que neste momento toda a minha essência (a tal tríade mente-coração-alma) vibra na energia do sucesso. Como tal, este tem-se manifestado de forma inequívoca e constante, tanto na minha vida como na daqueles que me rodeiam.

Para teres uma ideia do que estou a falar, dou-te um exemplo. Nos meus primeiros diretos no Instagram só consegui confirmar com as convidadas na antevéspera. Neste momento, já tenho a agenda do mês de abril fechada, já com a de maio em negociação. Sem querer desmerecer nenhum dos anteriores, aos quais serei eternamente grata por terem atendido ao meu apelo, é inegável que a importância/relevância dos meus convidados têm aumentado a olhos vistos. 
O painel da próxima sessão do 'Saturday Single Spot' é disso exemplo, assim como o do dia 22 de abril, em que vou contar com a presença de alguém que acaba de ser destacada pela Forbes como uma das quatro mulheres que lideram marcas promissoras no mercado bilionário e recém-distinguida com o prémio Ella 2020. E tudo isso aconteceu após o meu convite. Não quero com isto dizer que estas conquistas são mérito meu, longe disso, apenas que quando estamos a vibrar na energia certa, o sucesso materializa-se, contaminando tudo e todos ao nosso redor (desde que estejam pra aí virados, claro!).

O texto já vai para longo, mas ainda há margem para dar-te um outro exemplo. Fui convidada para ser oradora num encontro de mulheres de alto impacto em diversas areas de atuação. Adivinha qual vai ser o tema da minha intervenção. O sucesso, claro! Mas isso é tema para outro post.

Despeço-me com aquele abraço amigo de sempre e o lembrete para a live deste sábado, a qual, além de homenagear a mulher criola, vai angariar fundos para uma associação solidária.

Hasta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

84228472_1310632769139903_7524367280470228992_n.jp

Viva!

O tal curso de coaching espiritual de que te falei no último post foi tão intenso que passei os últimos três dias adoentada; logo eu que raramente padeço de qualquer enfermidade. Não é por acaso que se diz que quando a alma padece, o corpo é que paga. No meu caso particular, pela intensidade dos sintomas pós-cura, a minha alma deveria estar em agonia.

O mal-estar dos últimos dias foi de tal modo que cheguei a temer que a cabeça e a coluna - as partes mais vulneráveis do meu corpo - simplesmente estilhassassem, tal e qual um espelho que já não é capaz de suportar uma brutal e desconhecida pressão interna. Para além disso, tive a garganta completamente tapada e uma dor generalizada por todo o corpo, como se um rolo compressor me tivesse passado por cima. Segunda-feira arrastei-me penosamente até ao trabalho, mas vi-me obrigada a voltar para casa, pois mal conseguia suster-me em pé. Hoje, já me sinto bastante melhor: a pressão na cabeça vai-se esvaíndo, as dores desaparecendo e o peito descomprimindo. O que mais me aflige neste momento é a tosse, que não há forma de me dar trégua.

Apesar de todo este quadro clínico que acabei de descrever, estou muito grata, e orgulhosa, por passar por tal experiência, prova inequívoca de que, através do meu corpo, o meu espírito está a expulsar sentimentos, memórias, bloqueios e vivências que já não fazem sentido continuar cá dentro. 
Foi uma experiência tão reveladora, tão transformadora, tão impactante, que deixo para contar de viva voz num podcast que divulgarei no momento oportuno.

Entre as inúmeras aprendizagens, que referirei a seu tempo, o curso permitiu-me o privilégio de presenciar acontecimentos absolutamente incríveis. Restabelecer, digerir, analisar, reformatar e ativar uma nova forma de encarar (e viver) a vida são as palavras de ordem neste momento. Mesmo combalida, não tenho qualquer dúvida em reconhecer o quão positivo está sendo este processo de cura espiritual: limpei a alma, alinhei os chacras, conheci pessoas maravilhosas e resgatei uma parte de mim que temia ter-se perdido para sempre. É-me cada vez mais inquestionável que o caminho da felicidade não pode estar dissociado do bem-estar espiritual, a par do físico e do mental.

Voltarei amanhã com o testemunho de um colega do tal curso, nobre alma que, não obstante o limitado tempo de que dispõe, aceitou o meu convite para ser o padrinho deste blog. O ano mal começou e o AS já ganhou um padrasto e um padrinho. Há coisas fantásticas, não há?

Como diz a minha guru espiritual, a iluminada Isabel Soares dos Santos, quando abrimos o espírito à luz, a magia acontece e os sinais surgem a toda a hora, e das mais diversas e inesperadas formas. Só temos que abrir o coração e deixá-la entrar.

Aquele abraço amigo tão nosso, hoje mais sublime do que nunca!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D