Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!


19
Nov21

Serás tu uma pessoa genuína?

por Sara Sarowsky

girl-ge055a99ad_1920.jpg
Ora viva! ✌️ 

Nas minhas andanças pelos bastidores deste blog, deparei-me com um artigo do Psychology Today, datado de março de 2015, que dá conta de sete caraterísticas comuns às pessoas genuínas. Reconhecendo-me como uma delas, e na esperança de que tu também sejas, ou possas vir a ser, eis-me aqui a partilhá-las contigo.

Ser aquilo que somos - mais do que isso, assumir que somos o que somos - é façanha para uma minoria, a qual faz questão de manter-se fiel à sua essência, não obstante o preço, por vezes elevado, a pagar. Por experiência própria, sei quanta força interior requer sermos autênticos, no meio de tantos lobos em pele de cordeiro, que ao menor descuido vão-nos à jugular.

Nos tempos que correm - com a falsidade, a hipocrisia, o falso moralismo, o ódio gratuito, a inveja, a maldade, a falta de compaixão o descaso para com o sofrimento alheio a fazerem um barulho ensurdecedor - ser genuíno é um privilégio, luxo mesmo. Há quem o seja desde a mais tenra idade (como é o meu caso) e quem opte por sê-lo ao longo da vida, na busca por uma existência mais verdadeira e alinhada com as melhores práticas sociais e humanas.

Para esses, recomenda o psicólogo Guy Winch, num artigo para o referido site, "muitas jornadas de autoaperfeiçoamento e autodescoberta”. 
"O que posso então fazer para ser mais fiel a mim mesma", deves estar a perguntar-te neste preciso instante. Recomenda o Dr. Winch que, para além de adotares alguns dos hábitos abaixo enumerados, mantenhas presente que o equilíbrio é importante, já que “exagerar pode fazer mais mal do que bem”. 

São esses os sete hábitos das pessoas genuínas:
1. Dizem o que pensam;
2. Respondem a expectativas internas, e não apenas às externas;
3. Trilham o próprio caminho;
4. Encaram os fracassos como parte integrante da vida;
5. Conseguem admitir as próprias falhas;
6. Não julgam os outros;
7. Têm uma sólida autoestima.

Com exceção do penúltimo ponto (o qual venho aperfeiçoando), posso dizer que sou de uma genuinidade exemplar, o que me dá legitimidade para dizer isto: a autenticidade só é cativante se brotar da tua essência. Forçá-la - pior, fingi-la - não costuma trazer bons resultado, daí que o especialista da mente recomende que, na sua implementação, devas definir metas moderadas, e não extremas.

Que a autenticidade esteja contigo e que o fim de semana seja genuinamente agradável. Aquele abraço amigo de sempre!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D