Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!


19598898_10213648162265401_7068218468236629561_n.jOra viva!

Uma das razões mais punjantes porque sou (ainda) solteira prende-se precisamente com o facto de não acreditar em amizades coloridas. Digam o que disserem (e acredita que ouço muito, já que a esmagadora maioria das pessoas com as quais privo é absolutamente pró este status quo), não me identifico – de todo –  com a coisa. Sou romântica, fiel por opção e adepta ferrenha da exclusividade. Tudo o que não vai de encontro a uma amizade colorida.

Adepta (ou não) de tal prática – isso é lá contigo – cumpre esta crónica o propósito de elucidar-te sobre as razões porque considero que esta não passa de uma perda de tempo. Isto porque "dar o corpo ao manifesto a custo zero", como costumo dizer, é, a meu ver, uma opção inglória, que só serve o propósito de fintar a carência e a solidão que costuma acometer os celibatários ou desfalcados de um coração rendido ao amor.

Perfeitamente legítimo alguém disponível, ainda para mais no rescaldo de uma deceção amorosa, querer um relacionamento sem compromisso, preocupações ou cobranças, tudo o que uma amizade colorida parece oferecer.

Até aqui tudo maravilha, na verdade, tudo ótimo; afinal quem não quer interagir nestes moldes? As coisas só começam a dar para o torto quando se começa a querer mais, ou seja, quando se criam expectativas e laços afetivos mais profundos que a tesão começam a palpitar na mente e no coração de uma das partes.

E as razões para que assim seja, segundo um artigo da Sol, são estas:

1. Um 'amigo colorido' não é realmente um amigo
Quando estamos com alguém com uma certa frequência, ainda que seja apenas pelo sexo, é normal que comecemos a nutrir algum tipo de sentimento e um certo tipo de conforto em relação à outra parte. O que convém reter é que partilhar coisas corriqueiras do teu quotidiano seria um atentado ao tratado de não envolvimento, ou seja, algo expressamente proibido.


2. Ter um ‘amigo colorido’ acaba por afastar-te das relações sérias
Se tens uma vida preenchida a nível profissional, uma amizade do género pode parecer-te uma excelente opção, a ponto de te levar a pensar que não te faz falta uma relação (mais) séria. Aí é que te enganas. Por mais confortável que te sintas com os benefícios de uma amizade colorida, haverá sempre uma parte de ti que vai sentir aquele vazio que nenhum orgasmo (por mais épico que seja) consegue preencher.


3. O corpo é que paga
É do conhecimento geral dos informados que na presença de sexo assíduo o corpo humano liberta oxitocina, um químico que nos faz sentir extasiados, ao ponto de querermos manter essa performance. Agora imagina o que acontece quando esta é (prematuramente) interrompida... Ah, pois é!


4. Há sempre uma razão para não serem namorados
Por muito bom que seja o tempo que passam juntos, há uma razão para serem apenas amigos coloridos, como é o caso de diferenças entre ambos que sejam irreconciliáveis e que podem originar duras discussões.


5. Uma 'amizade colorida' tem sempre um prazo de validade
Por mais que se tente promovê-lo a algo mais consistente (e acredito que conheças vários exemplos bem-sucedidos), o facto é quando se começa uma relação deste género, na maioria das vezes o fim é só uma questão de tempo (e oportunidade). Se um 'f*** friend' se torna essencial na tua vida, quando o perdes o mais expectável é que acabes a carpir mágas que era suposto não carpires. E essa mágoa é capaz de te levar à loucura, quando, volvido pouco tempo após o rompimento, ele assume outro amor, dando a ela/ele tudo aquilo que dizia ser incapaz de te dar.


Single mine, acredito piamente que cada um sabe o que é melhor para si próprio. Tanto acredito que não tenho nenhum pudor em assumir que amizade colorida não é a minha praia. Nunca foi! Agora quero saber o que nos tens a dizer sobre isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Aninhas a 18.09.2017 às 19:04

Amizade colorida? Em outros tempos tinham outro nome! Agora dão-lhe um nome mais bonito, mas vai td dar ao mesmo! Amizade é amizade! Amor é amor! Colorido já é outra coisa! Acho que me faço entender! Pra mim, nem pensar!
Imagem de perfil

De Sara Sarowsky a 18.09.2017 às 20:58

És cá das minhas Aninhas. Tamos juntas!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.09.2017 às 15:11

As amizades coloridas, bem como qualquer outro tipo de relação (curtes/andar, vida em conjunto, casamento ,etc) funciona quando ambos estão a procura ou nesse mesmo estágio da vida.

Quando não existe procura conjunta, vai sempre correr mal, quer por expectativas frustradas de um, ou por exigências em demasia de outro.

Assim, não penso que se deve "discriminar" as amizades coloridas, elas servem um propósito (tirar a comichão do corpo) tal como referido no tópico, se ambos estão bem com isso, siga... se não "temos pena " de quem se meteu nisso a pensar que ia ser a história da cinderella.

Um bocadito fora do tópico, mas dentro da temática do blog, fica a sugestão de leitura:

http://bloglikeaman.com/5-dicas-para-nos-conquistarem-sim-e-67992
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.09.2017 às 15:12

Tirou-me a assinatura do post, não sei porque!

Mas pronto, é só para dizer que fui eu que escrevi.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.09.2017 às 15:15

Não está fácil assinar um comentário!
Parece-me que é algum problema com o sapo.

Cumprimentos,
Pedro Lopes
Imagem de perfil

De Sara Sarowsky a 19.09.2017 às 17:56

Olá Pedro. Acho que a acusação procede, já que outro seguidor reportou a mesma situação
Imagem de perfil

De Sara Sarowsky a 19.09.2017 às 18:01

Obrigada anónimo pelo teu achega. Eu não sou apologista da teoria, mas nem por isso deixo de reconhecer que tens toda a razão no que disseste. Aliás, o teu parecer acaba por ir de encontro ao retratado no artigo. Quanto à sugestão de artigo, penso que é bastante pertinente, ao ponto de pensar abordá-la já amanhã. Valeu! Tudo de bom.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.09.2017 às 18:03

O anónimo sou eu o Pedro :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D