Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas, contos e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


2fb2de502a9d3a8e8d5493089ed07969.jpg

Viva!

Para fechar com ânimo redobrado esta semana implacavelmente pluviosa nada melhor que estas reveladoras e muito transformadoras previsões energéticas da conselheira espiritual deste blog: a iluminada Isabel Soares dos Santos, a quem não me canso de agradecer estas cedências pro bono.

Eis pois o que nos reservam os astros para o segundo mês do ano, o mais romântico de todos:

Fevereiro surge-nos com uma energia de transformação profunda. Para aqueles que têm vindo a fugir de olharem para o seu interior e que não querem tomar consciência de que a mudança faz parte da vida, vai ser um mês duro... Muita compaixão será necessária para apoiar a quantidade de almas perdidas, que a cada dia que passa mais perdidas ficam. Porque têm medo da mudança, porque têm medo de se libertarem de antigas crenças, porque têm medo de se sentirem sozinhos e no vazio.

Mas o mais importante é quando chegas a esse momento de profundo vazio. É aí que a transformação começa a acontecer: quando consegues despir-te de crenças, quando consegues deitar fora tudo o que já não te faz feliz, quando deixas de ouvir a voz dos outros para passares a ouvir apenas a tua voz interior, a tua intuição. A tua intuição é o teu maior dom. Aprende a ficar no teu silêncio, aprende a ser feliz sozinha, aprende a amar-te sem limitações.

A cura e a verdadeira transformação só acontecem quando te aprendes a amar, sem esperares nada em troca e sem esperares nada de ninguém. Enquanto não o fizeres, vais apenas mudando de roupagem e, com isso, vais mudando de problema e acumulando mais crenças e mais limitações. O teu medo cresce na mesma proporção que as tuas limitações. Por isso, aproveita esta energia de libertação e transformação que o mês de tevereiro te traz, para arriscares a ser um pouco mais feliz.

Arrisca a mudar. O que de tão grave pode acontecer se arriscares mudar? Nada! Apenas cresces e ficas mais próxima da tua verdadeira essência. E é só quando vibras na tua verdadeira essência que a magia da vida acontece.

Infelizmente, 99% da população sobrevive apenas, ao invés de viver. Agarrados a medos e limitações, acabam por viver à distância os sonhos alheios. Sou muito abençoada e grata por fazer parte daquele 1% que arrisca todos os dias, que quer crescer e aprender todos os dias, que não se limita a sobreviver no dia a dia e que vibra na sua verdadeira essência todos os dias da sua vida.

Quando queres realmente vibrar na tua essência e seres imensamente feliz, é quando assumes o poder pela tua vida. Queres assumir o poder e seres dona da tua vida ou queres "sobreviver" e à distância desejares os sonhos dos outros? Esta é a pergunta que deves fazer em fevereiro. Se, com a tua consciência conseguires responder a esta pergunta, já deste um passo em direção a uma vida mais plena. Mas a verdadeira mudança só acontece quando entras em ação, quando começas a dar os primeiros passos, quando começas a libertar-te de pessoas ou situações que não são as melhores para ti.

Não percas mais tempo a viver através dos sonhos dos outros! Define qual o teu maior sonho e transforma radicalmente a tua vida para o alcançares. Milagres acontecem quando arriscamos.

Se quiseres receber a tua carta deste mês, partilha esta publicação e escreve nos comentários “Eu quero!” Irei responder a todos os pedidos por mensagem privada.

Desejo-te de um mês muito abençoado e luminoso, em que saibas fazer as escolhas certas e te transformes. A transformação começa por ti, jamais te esqueças disso!

Abraço de Luz,

Isabel 💗

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

De Margarida a 01.02.2019 às 12:19

Mês de mudanças...
Imagem de perfil

De LegoLuna a 01.02.2019 às 15:07

Profundas, exigentes e inevitáveis... Isso se queremos ser mais feliz, obviamente!
Perfil Facebook

De Manuel de Marques a 01.02.2019 às 13:36

«Queiramos ou não, a vida transforma-nos.
Corremos o risco de mudar para pior, se nos fechamos na rigidez das nossas convicções.
Mudamos para melhor, quando aceitamos tentar compreender quem somos.»

(Ana Vieira de Castro, in 'Xis' [Público / 2007.02.10])


https://youtu.be/31eeFAM6wu8




«NÃO ME SINTO MUDAR»

Não me sinto mudar. Ontem eu era o mesmo.
O tempo passa lento sobre os meus entusiasmos
cada dia mais raros são os meus cepticismos,
nunca fui vítima sequer de um pequeno orgasmo

mental que derrubasse a canção dos meus dias
que rompesse as minhas dúvidas que apagasse o meu nome.
Não mudei. É um pouco mais de melancolia,
um pouco de tédio que me deram os homens.

Não mudei. Não mudo. O meu pai está muito velho.

As roseiras florescem, as mulheres partem
cada dia há mais meninas para cada conselho
para cada cansaço para cada bondade.

Por isso continuo o mesmo. Nas sepulturas antigas
os vermes raivosos desfazem a dor,
todos os homens pedem de mais para amanhã
eu não peço nada nem um pouco de mundo.

Mas num dia amargo, num dia distante
sentirei a raiva de não estender as mãos
de não erguer as asas da renovação.

Será talvez um pouco mais de melancolia
mas na certeza da crise tardia
farei uma primavera para o meu coração.

(Pablo Neruda, in 'Cadernos de Temuco')
(Tradução de Albano Martins)
Imagem de perfil

De LegoLuna a 01.02.2019 às 15:08

Mudar é preciso, nem que seja para pior, pois só assim teremos a noção exata do que é o melhor para nós.
Perfil Facebook

De Manuel de Marques a 01.02.2019 às 17:21

Boa, boa..., sim, claro... . ...,
mas não é preciso mudar para pior, basta PENSAR, Racionalizar..., e MUDAR, se Quiseres, Óbvio... . ...,
se não fica Quietinho/A... . ...,
para Não "Lebares nu Fucinho!"



https://youtu.be/LJ-vin0tSEE
Imagem de perfil

De Urso a 02.02.2019 às 21:59

Gosto sempre destas tuas partilhas não sou particularmente crente das forças espirituais e/ou energias mas há coisas que aqui leio e em que acredito e me fazem pensar refletir quantas vezes ne fazem sentir pequenino quantas me fazem sentir que tenho que mudar só me fslta a força

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Blog do Ano




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog