Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!


03536B3A-CE82-4AD7-9C8E-E4E88886F140.jpeg

Viva!

 

Os aeroportos sempre despertaram em mim um fascínio inexplicável. Adorei-os ainda antes de adentrar por uma sala de embarque. A primeira vez que isso aconteceu, apoderou-se de mim uma comoção avassaladora. Partia rumo a Portugal para tirar um curso superior. Já lá vão mais de duas décadas.

 

Desde essa altura que estes gigantescos albergues de partidas e chegadas são-me sinónimo de aventura, adrenalina, descoberta, reencontro e esperança. Bastava transpor aquelas portas automáticas para se apoderar de mim uma felicidade indescritível, prenúncio de que estava a caminho de algum sítio, escolhido por mim com todo o gosto e expectativa. Nunca houve voo atrasado, bagagem extraviada, perdida ou danificada, fila ou pessoas mal humoradas capazes de pôr em cheque essa genuína alegria de estar num deles. Mesmo quando só ia acompanhar quem partia ou acolher quem chegava.

 

Hoje, o sentimento que me assola é exatamente o oposto. Hoje o aeroporto, o mesmo que sempre me fez sentir tão bem, afigura-se a um corredor da morte. Hoje faço a viagem mais triste de sempre, a caminho do funeral do meu pai, vítima de um ataque cardíaco fulminante aos 64 anos. Hoje queria estar em qualquer outro lugar que não aqui onde me encontro a escrever para ti, numa última tentativa de fintar o desespero e não sucumbir ao pranto que teima em não se deixar fintar.

 

Hoje sei que, daqui para a frente, nunca mais voltarei a ver um aeroporto da mesma forma. Hoje sei que nada será como antes. Hoje sei que a minha vida mudou para sempre!

 

Feliz Páscoa, palavra derivada do latim e, por sua vez, do hebraico, que significa “passagem”. Simboliza a libertação do povo egípcio e a ressurreição de Cristo. Simboliza, igualmente, a passagem das trevas para a luz, da escravidão para a liberdade, da morte para a vida. Afinal, o bem vence o mal!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


21 comentários

Sem imagem de perfil

De Alala a 18.04.2019 às 22:08

Força Luna. Beijinho

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D