Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!


31843_123247231046750_3823421_n.jpg

Viva!

Hoje quero partilhar contigo a minha última aventura a caminho da televisão, a estação terminal da minha viagem rumo ao estrelato. Na semana passada, fui contactada por alguém da produção do Você na TV, cuja abordagem passo a transcrever:
"Boa tarde. Contacto-a em nome do programa 'você na tv' da Tvi. Em breve vamos abordar o tema: solteiro(a) por opção. Vi o seu blog, gostaria de saber se conhece alguém nesta situação que pudesse partilhar a sua história. Obrigado. JB".


Antes de desenvolver a conversa que se desenrolou a partir dali, convém referir que esta é a quarta vez que recebo semelhante proposta. Já o ano passado, em junho, tinha sido abordada pela produção de O Programa da Cristina para... exatamente o mesmo. Em 2018, o canal 4 também se tinha interessado pela minha pessoa, e antes disso o 3 (só para alternar).

Fiz questão de te contar os preâmbulos desta odisseia audiovisual, de modo a melhor contextualizar a minha reação. Sim, porque com quatro convites no currículo e zero presença em frente às câmaras, é mais do que legítimo de que por esta altura te estejas a interrogar porque ainda não cheguei lá.

Voltando à troca de mensagens com o citado JB, eis a minha resposta:
"Bom dia J. O meu nome é Sara e estou solteira por opção. Mas até dizer que não quero arranjar namorado vai uma grande distância. Não ando à procura de amor, nem me sinto infeliz por não ter, mas se conhecer alguém que me arrebate não virarei as costas. Não mesmo!

Penso que nestas condições não me encaixo no perfil que procura.

Só uma pergunta: porquê sempre o mesmo tema? Há coisa de dois anos que sou contactada, por ocasião do Dia dos Namorados, por produtoras (tanto ligadas à TVI como à SIC) sobre o mesmo tema. Mas é que é exatamente o mesmo tema.

A solteirice não se esgota no querer permanecer desemparelhada o resto da vida. Se me permite, trata-se de uma visão cínica e fatalista do celibato. Da minha experiência pessoal e de cinco anos como blogger nesta área, asseguro-lhe que não conheci uma única alma que não quer amar e ser amado.

O que acontece é que as pessoas que dizem não querer arranjar namorado ou namorada, simplesmente desistiram do amor, desistiram de acreditar que podem ser (ou voltar a ser) feliz no amor.

Daí que considere que a abordagem que os programas de televisão têm feito ao tema da solteirice por opção seja desfasada da realidade e completamente ilusória.

Termino por dizer que não conheço ninguém nestas condições. Conheço sim imensa gente solteira que prefere permanecer sem companheiro a estar numa relação estéril, abusiva ou desapegada. Quem não queira verdadeiramente encontrar alguém, não conheço."

A resposta não tardou a adentrar pela minha caixa de correio, nestes termos: "Agradeço a sua resposta. Uma vez que não fecha a porta a um possível amor, não é o testemunho que procuramos. Talvez noutra altura possamos falar sobre a temática."


É assim que, por recusar-me a desistir do amor, perdi a chance - mais uma - de por à prova a minha telegenia. Pas grave, como dizem os franceses. Sei que será apenas uma questão de tempo até poder exibir a minha cútis marron na televisão. Enquanto tal não acontece, vou fazendo por isso, de uma forma que eu cá sei mas que só conto no momento certo.

Aquele abraço amigo!

P.S. - Escolhi esta foto, datada de março de 2009, por ocasião da minha presença no concurso televisivo Duelo Final.

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

De Princesa a 17.02.2020 às 12:14

Identifico-me tanto contigo! Falo por mim, sou solteira por opção mas porque não aceito menos que um grande amor!
É como dizes... "Eu não desisti do amor, ele é que parece ter desistido de mim"

Imagem de perfil

De LegoLuna a 17.02.2020 às 12:24

Que bom ter conhecimento de testemunhos com o teu. Saber que não estamos sós nesta batalha por uma relação que acrescente valor à nossa vida é mesmo reconfortante. 'Tamos juntas Princesa! E acredito, com todo o meu coração, que haveremos de encontrar o tal amor maior
Perfil Facebook

De Liliana Ernestina Monteiro a 17.02.2020 às 12:44

Sinceridade acima de tudo <3
Imagem de perfil

De LegoLuna a 17.02.2020 às 12:48

É a minha imagem de marca, minha querida Liliana.
Imagem de perfil

De omeumaiorsonho a 17.02.2020 às 13:55

Gostei imenso da tua sinceridade ;)
Imagem de perfil

De LegoLuna a 17.02.2020 às 13:57

Obrigada, criatura sonhadora 🙏🏾🥰 💐
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 17.02.2020 às 14:38

Boa resposta Sisita, acredito que quase ninguém "está solteiro por opção" mas sim porque ainda não encontrou aquele amor!!!

Beijinhos
Uma Feliz Semana!
Imagem de perfil

De LegoLuna a 17.02.2020 às 15:46

Obrigada Sista do coração.
Negar o amor é renegar a própria existência.
Por acreditar piamente nisso é que não consigo aceitar que alguém queira, de facto, isso para si.
Beijinhos mais e muita luz na tua semana.
Imagem de perfil

De Mamã Gansa a 26.02.2020 às 23:09

Fui solteira muitos anos por opção, legalmente ainda o sou. Recusei-me a ficar alguém só por ficar, (isto desenvolvido dava um romance aha ah). Houve um altura em que até me dava bem com alguém e porque não tentar, mas não resultou, mas ainda bem que tentei, foi através dessa pessoa que conhecia aquele a que chamo de marido, porque não é um papel assinado que o torna meu marido. Foi ele que me arrebatou de tal forma que estamos juntos há mais de 20 anos desde a segunda vez que nos vimos. Faziam-me as mesmas perguntas se eu tinha escolhido o celibato, se não pensava em casar, se bem que o conceito de casamento para mim é uma União e não uma festa muita linda ( não vou mentir que gostaria de um dia de Princesa ainda.... mas não é nem nunca foi só por si o meu conceito de casamento. para depois ao fim de 3 ou 4 anos estar tudo acabado.Também me perguntavam se eu tinha desistido do amor e eu sempre respondi que a porta estava aberta, recusava-me era a ter uma relação que não respeitasse a minha personalidade e a minha independência, sim porque eu além de Gansa , sou uma mãe Unicórnio explicarei este conceito brevemente. E isto tudo para dizer que te aplaudo e sabendo como tens o dom da palavra são os programas da tv.que ficaram a perder. Ah e claro que ficarias maravilhosa no ecrã, mas acho que isso acontecerá brevemente.
Imagem de perfil

De LegoLuna a 27.02.2020 às 09:45

Flora querida, que testemunho poderoso, e inspirador. Com este simples comentário, simples na sua realidade, mas complexa na sua essência, puseste mais uma pétala na minha crença de que o amor é, sem dúvida, o elixir da felicidade humana. Desejo de todo o coração, que possa ser abençoada com algo parecido com o que descreveste. Até lá, vou-me realizando através da felicidade alheia.
Quanto ao tv show, hei de lá chegar, é só uma questão de tempo e perseverança.
Beijinhos meus

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D