Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!


car-1967698_1920.jpgOra viva!

Para hoje, proponho analisarmos, com base num artigo da Activa, publicado originalmente em outubro de 2016, algumas situações às quais pode estar sujeito qualquer mortal que se aventure numa relação amorosa. Mais do que exemplificar o quão desafiante é viver um amor, esta crónica visa ilustrar que ainda que cometamos asneiras, o importante é dar a volta por cima e recuperar o controlo da felicidade.

Mudei a minha vida por amor e a relação não deu certo…
De acordo com a psicóloga e terapeuta familiar Cláudia Morais, não é boa ideia abdicar de tudo em nome do amor. "Não se coloque em dependência financeira e mantenha as ligações às pessoas." Mesmo que a relação tenha tudo para dar certo, se estivermos isoladas é mais provável que nos deprimamos.
Moral da estória: deixar tudo não é fácil e não é para toda a gente.
Se não der certo: Resgatar a 'rede' de contactos e recomeçar do zero.

Gostava tanto de mudar a outra pessoa...
"Nunca é demais perceber que podemos mudar alguns comportamentos e hábitos, mas nenhum de nós vai mudar significativamente", avisa a especialista. "É um sinal de inteligência não reivindicarmos muitas mudanças à pessoa que está ao nosso lado. Mais do que sinal de respeito para com ela, é um sinal de respeito para com nós próprios. E é muito desgastante tentar mudar outra pessoa. Além disso, geralmente é inútil".
Moral da estória: aceitar o outro tal como ele é, ou seja, com todas as suas qualidades e defeitos.
Se não for capaz: Ir à procura de quem seja exatamente como se deseja.

O meu parceiro é bonito e interessante, mas não existe química…
"Todos nós queremos a mesma coisa: alguém que esteja lá para nós!", garante Cláudia Morais. "A sensação de segurança, de saber que aquela pessoa se preocupa connosco, é muito forte. Contudo, as leis da atração são diferentes para toda a gente."
O que fazer: Ter autoconhecimento suficiente para perceber que uma enorme quantidade de virtudes não vai fazer com que nos apaixonemos por determinada pessoa, isto porque "alguns aspetos da atração não estão ao nível da consciência, e a química entre dois seres humanos ainda é um mistério".
Como remediar: Deixar falar a voz do coração.

Tive um caso e a pessoa com quem estou descobriu
"Temos de assumir que esse 'caso' foi importante para a pessoa traída", explica a autora do livro Sobreviver à Crise Conjugal". “É fácil - e tentador - dizer que não teve importância nenhuma, mas há ali algo que se quebra: a confiança".
Como é que se repara: "O primeiro passo é haver disponibilidade para assumir o erro, aceitar as consequências e estar disposto a reparar os estragos. A seguir, devem criar alguns acordos: por exemplo, não é razoável que quem traiu seja 'castigado'. Mas tem de amparar a pessoa traída, permitir que ela fale da sua dor e devolver-lhe gradualmente a confiança. Isto não significa fazer-lhe relatórios diários do seu paradeiro, mas por exemplo estar disponível para responder às perguntas."

Independentemente da sua natureza, os relacionamentos não são fáceis, assim como não são gratuitos os sentimentos que neles investimos, sobretudo se estes não forem valorizados ou retribuídos pelo alvo do nosso afeto. Isso só prova que erros de casting fazem parte do percurso e que só não comete asneiras sentimentais quem não se envolve emocionalmente.

Aquele abraço amigo de sempre!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D