Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas, contos e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


20190211_151327.jpg

Viva!

A menos de 48 horas do dia mais romântico do ano, que melhor tema para uma crónica do que a emoção que o poeta-mor da lusofonia descreveu, entre outras estrofes, como "querer estar preso por vontade".

Por mais que respeite e admire a genialidade de Luís de Camões, não estou incondicionalmente de acordo com esta frase do épico 'Amor é fogo que arde sem se ver'. Isto porque, para mim, amor é liberdade, liberdade para ser (mais) feliz!


Com isso quero deixar claro que me recuso a encarar o amor – o sentimento mais sublime que um ser humano é capaz de experienciar – como uma prisão, ainda que voluntária. Vejo-a sim como um escape para uma existência mais plena e infinitamente mais realizada. Logo, encaro-a como uma libertação. 

O amor, quando sincero e correspondido (convém!), nada mais é do uma via verde para a felicidade. Quando amamos transpiramos felicidade por todos os poros, contaminando tudo e todos ao nosso redor (como referi há dias num outro post). Quando amamos somos mais generosos, mais solidários, mais tolerantes e mais gratos, no fundo, mais fiéis à nossa essência divina.


Assim, amar é o mais perfeito exercício da liberdade, connosco livres para revelarmos os nossos melhores sentimentos; livres para zelarmos pelo bem-estar alheio; livres para apreciarmos (mais) a vida; livres para melhor nos conectarmos com o que nos rodeia; livres para sermos mais felizes.

Independentemente do alvo da nossa afeição (seja ele namorado, marido, filho, parentes ou amigos), amor será sempre liberdade e em momento algum prisão.

Aproveito esta deixa para mandar um recado a todos aqueles cujo amor remete para prisão ao invés de liberdade. Se tens hipotecado a tua felicidade em nome de uma relação que não te faz sentir mais e melhor pessoa, lamento dizer-te que não é amor. E se não é amor, não te permitas manter acorrentada a algo que não te dá liberdade para seres feliz.

Mais e melhor amor para todos nós!

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 12.02.2019 às 16:25

Adorei este post, aliás gosto imenso do que escreves. E sim, amor é liberdade nunca prisão. Bela reflexão.Beijinho
Imagem de perfil

De LegoLuna a 12.02.2019 às 16:38

Outros mais Luísa. Já agora, feliz Dia dos Namorados a ti que és uma emparelhada feliz!
Imagem de perfil

De cheia a 12.02.2019 às 21:07

Sem dúvida! Amor é liberdade. " Amor é fogo que arde sem se ver" não tem nada de prisão, nem de infelicidade, mas muito de intensidade.
Imagem de perfil

De LegoLuna a 12.02.2019 às 21:43

Não discordo, contudo esse amor medieval de viver um para o outro a mim não me soa a liberdade. Pode não ser prisão, mas liberdade que eu descrevi não me parece encaixar no estrofe que citei. Tanta intensidade acaba por aprisionar essa tal minha liberdade. Obrigada pelo teu achega
Sem imagem de perfil

De A Desconhecida a 12.02.2019 às 21:59

Gostei.. Muito!
Imagem de perfil

De LegoLuna a 13.02.2019 às 09:31

Obrigadaaaa
Imagem de perfil

De Urso a 14.02.2019 às 00:58

Como amei este teu post, concordo tanto com esta visão do amor, quem vê amor como uma prisão não sabe não viveu ainda o verdadeiro amor o amor não limita multiplica tudo o que é bom e divide tudo o que mau parabe s amiga por esta tua visão. É parabe s por seres uma solteira e uma mulher que dá valor aos msis nobres sentimentos da vida
Imagem de perfil

De LegoLuna a 14.02.2019 às 09:35

Fico-te grata Nuno

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Blog do Ano




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog