Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!


12
Jul17

Eu gosto de...

por Sara Sarowsky

74753_632886426736002_740655920_n.jpg

Ora viva!

 

Hoje só há mesmo tempo para isso. Feliz dia, single mine!

Autoria e outros dados (tags, etc)

10
Jul17

Ora viva!

Humor às primeiras horas de uma segunda-feira é um dos meus segredos para encarar com leveza e otimismo uma nova semana de trabalho. Pensando nisso, trouxe-te estas ilustrações, na esperança de que te proporcionem disposição suficiente para os próximos cinco dias.

7532960-17998910-11-0-1492721938-1492721941-650-1-

7533010-17998810-10-0-1492721914-1492721918-650-1-

7533060-17998660-9-0-1492721889-1492721894-650-1-1

7533110-17998560-8-0-1492721870-1492721878-650-1-1

7533160-17998460-7-0-1492721855-1492721859-650-1-1

7533210-17998360-6-0-1492721837-1492721842-650-1-1

7533260-17998260-5-0-1492721825-1492721829-650-1-1

7533310-17997860-4-0-1492721803-1492721809-650-1-1

7533360-17997760-3-0-1492721776-1492721780-650-1-1

7533410-17997660-2-0-1492721752-1492721758-650-1-1

7533460-17997560-1-0-1492721733-1492721738-650-1-1

7533510-17997460-0-0-1492721696-1492721705-650-1-1Uma espetacular semana, meu bem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

19601401_10213640906844020_2013313080450218690_n.jOra viva!

Que tal encerrarmos esta semana, que espero que tenha sido tão boa para ti como foi para mim, com uma crónica sobre estilo e bom gosto, inspirada num artigo que me pareceu digno de partilha, mais não seja porque identifiquei-me ipsis verbis com o seu conteúdo?

Apesar de fazer questão de me manter a par das tendências, não me vejo como uma fashion victim. Pelo contrário, a minha moda sou eu que a faço, dia a dia, peça a peça, ocasião a ocasião, estado de espírito a estado de espírito. Para mim, ela mais não é do que o filho pródigo de um feliz enlace entre estilo, atitude e gosto pessoal.

Esta minha forma de pensar traduz-se num estilo único, que me tem rendido (rasgados) elogios e (várias) solicitações como informal personal stylist. Se com pouca margem financeira já sou vista como uma referência em matéria de elegância e bom gosto, no dia em que a minha conta bancária conhecer um saldo a quatro dígitos, ninguém me segura.

De volta ao planeta Terra (fazer o quê se gosto de viajar pelo espaço sideral?), retomo o fio à meada trazendo à baila Ines de la Fressange, bem-sucedida modelo dos anos 80 que acaba de publicar o livro O que hei de vestir hoje? - O estilo da Parisiense, um autêntico guia prático de requinte e elegância na forma de vestir.

Não obstante a moda ser um mundo em constante mutação, sem nenhuma garantia de que o démodé de hoje não venha a ser o must-have de amanhã, existem erros que, no parecer desta especialista francesa, devem ser evitados a todo o custo, seja por não serem propriamente bonitos ou por simplesmente nada acrescentarem ao look e atitude de uma mulher. São eles:

1 - Leggings;
2 - Mala de marca contrafeita;
3 - Bermudas compridas com bolsos;
4 - Ténis compensados;
5 - Saia-calça;
6 - Anoraque comprido;
7 - Pele da cabeça aos pés;
8 - Solas de crepe (um tipo de borracha);
9 - Tamancos de plástico com buracos;
10 - Sutiã de alças transparentes;
11 - Look totalmente assinado;
12 - T-Shirt com um gatinho;
13 - Acumulação de bijuteria;
14 - Collants cor de carne;
15 - Bustier de licra;
16 - Mostrar demasiada pele;
17 - Calças de cintura demasiado descida;
18 - Mistura de riscas;
19 - Chapéu de pano;
20 - Calças de ganga 'mom fit'.

Bazofaria à parte, é com o maior orgulho que digo que passei com distinção (20 valores) no teste da madame La Fressange. Para mim, já não restam dúvidas de que fui uma parisiense très chic numa das minhas vidas passadas. E com essa, saio de cena para um merecido descanso. Au revoir, ma belle celibataire!

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Jul17

06d9f0059873b042fd72049377a446ef_XL.jpgOra viva!

Talvez porque eles andam aí aos magotes, porque nos cercam por todos ou porque a nossa sanidade é um bem precioso, hoje quero falar-te de certas criaturas que deambulam pelas redes sociais, mas que pouco ou nada contribuem para o nosso bem estar psíquico e emocional.

Pessoas tóxicas há em toda a parte, é facto. Se por vezes é difícil fintá-las na vida real, o virtual oferece-nos uma margem de manobra bem maior quando se trata de aturar quem não nos faz bem; aqueles que com as suas manias, "bocas" ou dramas devemos manter à distância de um 'unlike'.

A propósito do dia mundial das redes sociais, assinalado no passado dia 30 de junho, este assunto veio à baila pelos carateres do Huffington Post, que listou alguns perfis, aos quais tomei a liberdade de acrescentar outros tantos, de amigos virtuais que devem ser banidos da nossa vida online, pelas razões acima mencionadas.

Porque não mereces levar com conteúdos tóxicos, potenciadores de algum tipo de desconforto, fica a conhecer melhor o tipo de pessoa por detrás de publicações assim:

O politiqueiro
Opiniões políticas todos temos, pelo que não há nada de errado em partilhá-las com os nossos. Agora levar com aquele amigo que metralha constantemente o nosso feed com politiquices, que tem sempre um comentário anti governo para tudo (tal qual líder da oposição), ninguém merece. E tu, menos ainda. A solução? ‘Desamigá-lo’ ou deixar de seguir as suas publicações.

O pessimista
Dias maus e momentos de tristeza fazem parte da vida, mas não é chorando as mágoas na rede que elas se vão resolver. É deveras estressante, de cada vez que se acede ao mural, dar de cara com frases deprimentes, imagens negativas ou emojis choramingas. Amigos assim não valem a pena fazerem parte da nossa vida, até porque está provado que tristeza e stress são emoções altamente contagiosas. 

O ex-quelque chose
Cuscar a vida do ex, seja ele teu ou de alguém que te é próximo, além de uma grande perda de tempo, representa um enorme desgaste emocional. Por maior que seja a curiosidade, de pouco te vale estar a par da vida de quem optou por deixar o teu convívio. Portanto, para teu próprio bem, o melhor mesmo é eliminar essa pessoa e seguires em frente com a tua vida.

O perfeito
É altamente frustrante seguir aquele amigo que parece ser a personificação da felicidade: férias de sonhos, beleza estonteante, roupas trendy, namorado gostoso, relação amorosa perfeita, amigos giros, ótimo emprego e por aí adiante. Passo muito bem sem eles, pois não preciso que me lembrem o quanto a vida pode ser mãe para uns e madrasta para outros.

O carente
É aquele tipo de amigo que faz tudo para chamar a atenção, cujo propósito primeiro e último é despertar compaixão alheia. Publicações como "O pior dia da minha vida…", "A sentir-se triste…" ou "Porque me acontece isso se eu não faço mal a ninguém..." são frequentes no seu mural. Haja paciência! Agora diz-me lá se há lugar para alguém assim na tua vida online.

O caça-likes
É o Indiana Jones da rede, que se mete nas mais variadas acrobacias para conseguir um 'Gosto' nas suas publicações. São incapazes de dar um peido (não sou o Salvador, mas também tenho direito ao meu momento P) sem que dar conhecimento à rede. Este tipo de amigo cansa-me, pelo que não penso duas vezes na hora de ocultar as suas notificações.

O humanitário
Outra espécie que não faz falta no meu grupo de amigos. Abraçar boas causas, através da partilha de conteúdos humanitários, é algo louvável e que nos mostra que ainda há quem se importe com os outros e queira fazer deste mundo um lugar melhor. Mas passar a vida a partilhar conteúdos sobre catástrofes humanitárias, injustiças sociais, pessoas desaparecidas, animais abandonados, doentes terminais ou correntes de solidariedade já é demais. Não preciso que me estejam a lembrar o tempo todo das desgraças alheias, que para isso basta-me ver tv, ler o CM ou ouvir as trumpshits. 

O maldoso
Essa espécie tem sempre um reparo a fazer em relação a publicações alheias, que faz tudo para desvalorizar tudo e todos. Para ele nenhuma publicação, foto, música ou vídeo é merecedor de um elogio na íntegra. Se comentários como "Bela foto, pena que…", "Já lá estive, mas não achei grande coisa…" ou "Prefiro a versão b…" te soam a familiar, não te acanhes e espeta-lhe com um cartão vermelho. A tua autoestima há-de agradecer-te, garanto.

Depois do que acabaste de ler, talvez seja hora de fazeres uma autoanálise a fim de confirmares se o teu perfil não se enquadra em nenhuma destas descrições. Nunca se sabe…

Autoria e outros dados (tags, etc)

04
Jul17

Ora viva!

 

Hoje escolho partilhar contigo Imagine, uma das mais belas e inspiradoras canções alguma vez criada. Esta genial composição de John Lennon é capaz de nos tocar fundo na alma, e por isso mesmo eis o extrato da letra original:

 

Imagine there's no heaven
It's easy if you try
No hell below us
Above us only sky
Imagine all the people
Living for today...
 
Imagine there's no countries
It isn't hard to do
Nothing to kill or die for
And no religion too
Imagine all the people
Living life in peace...
 
You may say I'm a dreamer
But I'm not the only one
I hope someday you'll join us
And the world will be as one
 
Imagine no possessions
I wonder if you can
No need for greed or hunger
A brotherhood of man
Imagine all the people
Sharing all the world...
 
You may say I'm a dreamer
But I'm not the only one
I hope someday you'll join us
And the world will live as one
 
Meu bem, no caso do teu nível de inglês se revelar insuficiente para a total compreensão do acima exposto, não hesites em recorrer ao G Translater, que ele terá todo o gosto em ajudar-te. Boa escuta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

03
Jul17

Previsão energética de julho

por Sara Sarowsky

19642251_699650803571439_5704643077517230294_n.jpg

Ora viva!

 

Eis o que, no parecer da life coach Isabel Soares dos Santos, nos reserva o mês que ora se inicia:

 

Metade do ano já passou e entramos agora no segundo semestre do ano. 2017 é o ano ideal para efetuares as mudanças necessárias para te sentires melhor contigo e com os teus objetivos de vida. Para quem tem andado distraído, ainda tem 6 meses para dar passos concretos em direção à mudança.

O mês de julho surge com uma energia de enorme desgaste, de sentir que te tens esforçado para conquistar os teus objetivos, mas com uma sensação de que o sacrifício nunca mais acaba... Muito provavelmente não utilizaste a tua energia da melhor maneira nos últimos meses e vês-te agora com o peso do mundo às costas e a assumir muitas responsabilidades e culpas (muitas delas derivam apenas de excessivas expectativas). O mais provável é que estejas a assumir demasiadas responsabilidades, queres fazer tudo sozinho e não estás a querer pedir ajuda...

Para ultrapassares este mês da melhor maneira e conseguires fazer uma mudança positiva nos próximos meses, deves começar por assumir que precisas de ajuda, que não precisas de fazer tudo sozinho e que, de certeza, as pessoas certas chegarão ao teu encontro.

Procura formas de relaxar, praticar desporto, alimentar-se de forma saudável, dormir mais, meditar de forma regular ou qualquer outra coisa que te ajude a serenar.

Melhores energias virão a partir de agosto. Tem força para te libertares dos pesos excessivos. Aproveita o verão para sair mais, conviver com os amigos e até apaixonares-te... Encher o teu coração de amor vai ajudar a passar melhor este mês.

Abraço de Luz,
Isabel 💗

 

Que julho seja generoso contigo, sobretudo no que toca ao amor, e que a semana seja leve, positiva e muito feliz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D