Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas, contos e confissões de uma solteira gira e bem resolvida que não cumpriu o papel para o qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar pulos de alegria? Provavelmente, nem uma coisa nem outra!


08
Jun17

Ora viva!

Hoje quero partilhar contigo estas (hilariantes) ilustrações, do designer gráfico Yehuda Adi Devir, sobre as aventuras domésticas típicas de uma vida a dois. Poderão elas justificar o porquê de muitos optarem por permancer solteiros? Quem sabe!

yehudadevir01.png

yehudadevir02.png

yehudadevir03.png

yehudadevir04.png

yehudadevir05.png

yehudadevir06.png

yehudadevir07.png

yehudadevir08.png

yehudadevir09.png

yehudadevir10.png

yehudadevir11.png

yehudadevir12.png

yehudadevir13.png

yehudadevir14.png

yehudadevir15.png

yehudadevir16.png

Espero que estas imagens te tenham divirtam tanto como a mim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Jun17

14021485_10210385931951682_5237131926236494182_n.jOra viva!

Feito o match, é hora de rever a matéria dada no que toca à sedução/manutenção do interesse dele pela nossa pessoa. Comecemos então por lembrar que a conquista, estejamos a falar de namoro, casamento ou um mero flirt, é apenas a primeira etapa de algo que pode (ou não) evoluir para compromisso. É precisamente aqui que o poder de cativar alguém faz toda a diferença.
 
Por natureza, o sexo oposto – mais conhecido por espécie masculina que todas as mulheres gostariam de decifrar – é bem menos expressivo no que toca a sentimentos, sobretudo no início da relação. Quantas de nós não viveu aquele momento em que doaria um rim, sem sequer pestanejar, se isso lhe permitisse ler a mente, o coração e, porque não, a alma do "seu" gajo?
 
No intuito de nos ajudar a melhor entender os sentimentos masculinos, especialmente o que mais lhes toca o coração, o site Your Tango revelou oito coisas relacionadas com as mulheres que os homens secretamente adoram, mas não partilham porque gostam de apreciar calados e no seu íntimo:
 
1. Pousas a cabeça no peito dele
Este tipo de intimidade, sobejamente apreciado por ambos os sexos, além de revelar o quão segura te sentes com ele, vai despertar o seu lado protetor.
 
2. Mandas mensagem primeiro
Pode até não parecer, mas terem de ser os primeiros a dizer alguma coisa à mulher representa uma enorme pressão para os homens. Além do medo de serem rejeitados, não sabem bem o que dizer. Por isso é um alívio para eles quando somos nós a tomar a iniciativa.
 
3. Verbalizas o quanto o estimas
Ainda que ele consiga decifrar as tuas emoções, nada como dizer por a+b o quanto gostas dele e aprecias o esforço que ele faz por ti e pela vossa relação. Declarações de afeto é algo que lhes toca fundo, por mais que não demonstrem.
 
4. Brincas com o cabelo dele enquanto ele conduz
Outro gesto que costuma deixá-los derretidos. Desde que não o distraias, ele vai recompensar-te com um belo sorriso.
 
5. Falas bem dele em público
Quem não gosta de ser elogiado, ainda para mais em público? Se não estiver à espera, então... Tem é cuidado para não exagerares na dose, já que corres o risco de parecer lamechas, acabando por deixá-lo embaraçado.
 
6. Escutas o que ele diz
Ouvir para compreender (e não para responder) é uma caraterística crucial em qualquer tipo de relação. Por isso dar-lhe atenção total enquanto ele fala é a melhor prova do quanto te importas com ele e com aquilo que ele partilha contigo.
 
7. Mandas mensagens quando sais com os teus amigos
Perceber que pensas nele mesmo estando com os teus amigos, vai deixá-lo feliz, orgulhoso e seguro do teu afeto por ele.
 
8. És afetuosa do nada
Pequenos gestos de carinho, como dar-lhe a mão, fazer-lhe uma festinha na cara ou beijá-lo de leve quando ele menos espera, contam muitos pontos na apreciação dele e na forma como te vê enquanto companheira.
 
Por mais fechados que sejam, esta crónica mostra que, afinal, não é assim tão difícil cativar os homens. O desafio é encontrar um exemplar merecedor destes passos. E mais não digo! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Jun17

Hater: o que os une é o ódio

por Sara Sarowsky

14021485_10210385931951682_5237131926236494182_n.j
Ora viva!

Single mine, acaso já ouviste falar do Hater, a aplicação de encontros que junta os corações solitários, não pelo que gostam, mas sim pelo que detestam? Ah, pois é pois é, isto do romance online é uma novidade atrás de outra.

Esta app, gratuita e disponível para iOS na App Store, à semelhança de outros softwares como Tinder ou Ok Cupid, foi pensada precisamente para contrariar o modelo tradicional de encontros online, em que a correspondência (match na linguagem digital) dá-se com base no que se gosta de fazer, comer, visitar, ler e por aí fora.

Fora isso, funciona tal e qual às restantes apps do mundo virtual: swipe para a direita em caso de interesse, swipe para a esquerda em caso de desinteresse.

Se, tal como eu, já não podes com "caramelos" que apregoam cultivar hábitos interessantes, mas que ao fim de meia dúzia de frases deixam transparecer que só assumiram essas caraterísticas para conseguirem aumentar as probabilidades de serem bem-sucedidos na arte do engate, agora tens uma alternativa que aposta precisamente no outro verso da moeda.

Afinal, porque odiar a solo quando se pode fazê-lo au pair?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ora viva!

Porque não começar o fim de semana com um manifesto a favor da dignidade feminina, temática sempre oportuna e pela qual não me canso de batalhar, seja através da minha escrita, seja através da partilha de algumas das mais criativas e comoventes iniciativas do género.

Curiosa, intrigada ou apenas expectante? Seja lá qual for o teu estado de espírito neste momento, digo-te que me refiro a mais uma, brilhante por sinal, abordagem sobre um mal que insiste em assolar as sociedades, por mais modernas que estas sejam: o machismo.

Através do vídeo Ahora o nunca (Agora ou nunca, em português), com mais de 600 mil visualizações no Youtube, uma jovem espanhola de 17 anos, de nome Alicia Ródenas, enceta (mais) uma chamada de atenção para a violência de género, numa abordagem tão bem conseguida que já está a ser exibida em escolas espanholas, quando o assunto é machismo e igualdade de direitos.

O script desta curta pode ser resumido desta forma: a protagonista, a própria autora, encara despudoradamente a câmara, enquanto vai elencando uma série de frases consideradas machistas, que vão desde o: "Que menina mais bonita! És uma princesa", ou "Judo não. É melhor ginástica rítmica", passando pelo "Informática? Não preferes dança?", sem esquecer o clássico "Se me deixares faço uma loucura", num total de cem citações.

O que motivou Alicia para um assunto tão sensível? A importância de falar da violência, já que, na opinião desta jovem: "É preciso começar desde criança. Caso contrário fica muito difícil entender que dizer este tipo de coisa é mau".

O grande finale tem como cenário um fundo negro, legendado nestes termos: "A violência de género não é só física. Vivemo-la desde a infância e persegue-nos até ao fim. É agora ou nunca."

Single mine, que tal dares uma olhadela ao vídeo e depois partilhares connosco a tua opinião? Fico à espera, mas até lá bom fim de semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

01
Jun17

Previsão energética de junho

por Sara Sarowsky

18767867_684975275038992_7379537415542154441_n.jpg

Já saíram as previsões energéticas para este mês. Relembro que estas são fruto do valioso contributo da minha guru do bem, Isabel Soares dos Santos, que, mensalmente, tem partilhado connosco um pouco da sua sabedoria.

 

"Durante este mês é bastante provável que um sentimento de dever cumprido se faça sentir, dando azo a quererem recostar e descansar.

Com a chegada do verão, vai apetecer aproveitar mais o bom tempo, ficar na esplanada, aproveitar a vida de forma relaxada. Devem aproveitar para descansar ao máximo, mas quando o descanso começa a tornar-se em preguiça, isso será um sinal de alerta.

Em junho, muitos sentirão que já se esforçaram tanto nos últimos meses e que é chegado o tempo de aproveitarem a vida como desejam. E está tudo bem, mas devem ter em atenção que ficarem demasiado tempo "encostados à bananeira" não vos irá levar muito longe. Por isso, aproveitem este mês para descansar mas continuem ativos, não deixem que esse descanso se torne em preguiça.

Recuperem energia para iniciarem em breve o segundo semestre do ano que será desafiante, mas com muitas conquistas para quem se esforçou o suficiente para tal.

Desejos de um junho muito feliz!"
Abraço de Luz,
Isabel

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Melhor Blog 2020 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2019 Sexo e Diário Íntimo


Melhor Blog 2018 Sexualidade





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D