Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida, na casa dos 30, que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!

15
Fev16

Nem tudo é técnica

por LegoLuna

11863475_939854262719372_4997785813881119653_n.jpg

 

Ainda na senda do Dia dos Namorados, que espero que tenha sido, no mínimo, divertido, o livro 'The Science of Kissing: What Our Lips Are Telling Us' ('A Ciência do Beijo: O que os nossos lábios nos dizem', numa tradução ipsis verbis) atesta que uma pessoa pode beijar muito bem, mas não conseguir conquistar ninguém com os lábios.

 

Isto porque existem outros fatores (para além dos chamados 'técnicos') que influenciam o momento:

-  Aparência: ter bom aspeto é uma parte importantíssima numa relação. E se esta ainda não existe, mas há projetos para que venha a existir, aparecer com o cabelo todo despenteado ou com meias e chinelos está fora de questão;

- Ambiente: convém escolher um sítio apropriado, sem que haja grandes focos de tensão à volta;

- Contexto: um beijo 'sentido' não pode acontecer do nada. Há que dar um propósito a tudo;

- Gostos: importa aprender quais as preferências da outra pessoa. Assim ter se á vários tópicos de conversa e o momento irá desenrolar-se de uma forma muito mais natural. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D