Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida, na casa dos 30, que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


desilusão.jpg

 

De acordo com a escritora Debi Bernadt, citada pelo portal Sapo, algumas de nós gostam, ainda que inconscientemente, de estar solteiras, apesar de procurarem ativamente um parceiro. Depois de algum tempo no "mercado", começamos a sentir uma espécie de conforto. O ritmo (desconhecido ou esquecido) da vida a dois não nos diz muito, quanto mais não seja porque traz consigo experiências diferentes, ou seja, implica abrirmos mão da nossa zona de conforto.

 

Estar solteira torna-se seguro, enquanto ter um parceiro obriga-nos a adotar um padrão de vida diferente e há a possibilidade de nos partirem o coração, ter problemas de adaptação e medo de achar que a relação nunca poderia resultar. Quanto mais tempo ficamos fora de uma relação, o nosso subconsciente habitua-se a essa situação.

 

Cinco sinais de que estás viciada na solteirice:
1. A sensação de que ninguém é suficientemente bom para ti
Se achas que há algo de errado com todas as pessoas que se aproximam de ti e cada defeito mínimo se torna um impedimento para estar com essa pessoa, estás a adotar um tipo de pensamento que não leva a lado nenhum. Nunca vais conseguir construir uma relação com alguém simplesmente porque não há pessoas perfeitas.

2. Sentes-te sempre atraída por pessoas que não estão disponíveis para ti

Se tens sempre a sensação de que só queres pessoas que não querem estar contigo, algo está errado. Estás a procurar o amor em pessoas que não o querem. Ou querem, mas com outras pessoas. Este padrão de comportamento faz com que te mantenhas solteira.

3. Saltas de festa em festa
Encher a agenda com vários eventos e estar sempre acompanhada por homens ou mulheres diferentes enquanto finges que estás à procura do teu verdadeiro amor é totalmente ineficaz. As tuas ações podem dar a entender que estás a tentar apaixonar-te, mas no teu íntimo ainda não te sentes preparada para a pessoa certa, independentemente do número de festas a que vás.

4. És viciada no trabalho
O oposto de saltar de festa em festa é estar constantemente a trabalhar, o que te deixa pouco tempo para ter vida social. É bom ter ambição, mas algumas pessoas exageram no trabalho como forma de fugirem ao amor.

5. Procurar um parceiro exige demasiado esforço
Procurar parceiro na internet pode acarretar diversos problemas, mas sair com alguém no mundo real é desagradável e demorado. Talvez não estejas preparada para fazer esse esforço ou esta seja apenas mais uma desculpa para te agarrar à tua vida de solteira. Afinal de contas, estás muito bem sozinha.

 

Quanto a ti não sei, mas eu revejo-me em 4 dos 5 sinais (exceto no que toca a ser viciada no trabalho - talvez porque não o tenha). Isso faz-me ter maior consciência de que não vai ser pêra doce abrir mão desta minha solteirice.

 

Agora a pergunta que não se quer calar: "cadê aquele princípe encantado que chega montado nos seus 16 cavalos para resgatar essa bela donzela da sua "masmorra", voluntária, mas nem por isso um conto de fadas?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D