Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


19
Abr16

o-LEADERSHIP-facebook.jpg

 

O artigo de hoje tem a ver com a liderança, caraterística muito em voga e que deve ser pertinente para qualquer profissional que almeje ser bem-sucedido. Para quem pretende ingressar ou regressar ao mercado de trabalho esta é uma exigência a ser tida em conta e a ser trabalhada.

 

Nas sociedades atuais, a capacidade de liderar é amplamente valorizada, enaltecida e, muitas vezes, exigida e incentivada. Para os profissionais do marketing e da comunicação, a minha área, esta questão revela-se vital, capaz de ditar o nosso lugar na pirâmide do sucesso: base, metade ou topo.

 

Modéstia à parte, considero-me uma líder por excelência. E não sou só eu que o digo. Aqueles que comigo privam ou privaram, tanto na esfera pública como na privada, também o reconhecem.

 

Contudo, não penses que isso quer dizer que tenho a vida (mais) facilitada. Pelo contrário. Ser líder exige uma personalidade forte, convicções inabaláveis, postura confiante, mente indagadora, espírito descontraído, um enorme respeito pelos outros e uma brutal capacidade de desafiar o status quo. Caraterísticas que tanto podem encantar como incomodar ou até mesmo ofender. Ou seja, um líder tanto como cativar como intimidar. Tanto pode despertar admiração como rejeição. Tanto pode ser amado como odiado, com a mesma intensidade. Tanto pode gerar consensos como polémicas.

 

Estes são os sinais que se reconhecem num (bom) líder:

1.Ter uma mente aberta e procurar conhecer a opinião dos outros

Se as pes­soas falam con­tigo por reconhecerem em ti uma mente aberta e um espírito livre, então estás no caminho certo a liderança.

 

2. Dar dicas e conselhos

Se os teus co­legas, familiares e amigos te pedem con­se­lhos, é porque valorizam a tua opi­nião. Se ajudas os ou­tros a su­pe­rarem pe­ríodos di­fí­ceis, tens o que é necessário para seres líder.

 

3. Estar disponível para aqueles que contam contigo

Com isso quero dizer que as pes­soas con­fiam nas tuas pro­messas, que a tua palavra tem valor para elas. Se mostras res­pon­sa­bi­li­dade cons­tante e os ou­tros con­fiam em ti, então mostrar ser uma líder.

 

4. Ser um bom ouvinte

Ser capaz de ouvir os ou­tros ou de levar as pes­soas a con­ver­sarem con­tigo sem se preo­cu­parem com o uso que vais dar às informações que contigo partilharam é uma das mais vincadas caraterísticas de um líder. Se en­tendes que ouvir é mais im­por­tante do que falar e se as pes­soas sabem que podem con­fiar em ti, voilá!, temos líder.

 

5. Servir de exemplo

A li­de­rança não é per­su­asão, ar­gu­men­tação ou força. Em boas e más al­turas as pes­soas reparam em quem está pre­sente, em quem é eficaz e em quem tra­balha ar­du­a­mente sem se dis­trair. Se essa pessoa és tu e se os ou­tros te se­guem na­tu­ral­mente, líder és.

 

6. Ser perfecionista

Como disse, e bem, Aris­tó­teles: "Somos o que fa­zemos re­pe­ti­da­mente logo a ex­ce­lência não é um ato mas sim um há­bito". Quando a qua­li­dade do re­sul­tado é a tua maior pri­o­ri­dade – ou quando mostras aos ou­tros que pre­feres agir a falar, mos­trar a dizer e cum­prir a pro­meter – e quando manténs um pa­drão de ex­ce­lência e qua­li­dade, estás a dar sinais de uma liderança saudável e positiva.

 

7. Ser otimista

Pes­soas po­si­tivas e oti­mistas contaminam tudo e todos à sua volta, deixando-os mais fe­lizes. Uma ati­tude oti­mista não fecha os olhos aos pro­blemas – mas per­mite en­con­trar algo bom em quase todas as si­tu­a­ções, na cer­teza de que no final tudo fi­cará bem. Se tens esse tipo de es­pí­rito – que mantém as pes­soas mo­ti­vadas, meu bem, deves ter orgulho em ti.

 

8. Tratar as pessoas com respeito

O co­nhe­ci­mento pode dar-te poder e van­tagem mas quando mostras res­peito pelos outros recebes sempre res­peito em troca. Se pro­curas algo bom em cada pessoa que co­nheces, e res­peitas quem te ro­deia, é pro­vável que as pes­soas te es­timem bas­tante e te vejam como um líder.

 

9. Preocupar-se sinceramente com os outros

Se apoias as pes­soas ao teu redor, dás con­se­lhos e par­tilhas o que sabes – dando aos ou­tros opor­tu­ni­dades para al­can­çarem o su­cesso – e se te pre­o­cupas com o bem-estar dos ou­tros e fazes tudo para ajudá-los, a liderança em ti mora.

 

10. Ser confiante e entusiasmada

Segues em frente com au­to­con­fi­ança e és apai­xo­nada por aquilo em que acre­ditas, com­batendo todos os obs­tá­culos que surgem no ca­minho. Se tra­balhas cons­tan­te­mente para atingir uma meta com con­fi­ança, és visto como um guia credível e inspirador.

 

Como podes ver, a liderança no fundo é uma combinação de circunstâncias com persistência, vontade de o ser, personalidade e prática. Por outras palavras, todos nós podemos ser líderes (uns melhores que outros, é verdade), desde que cultivemos e aperfeiçoemos todos estes sinais.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D