Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


 

_vmujMOB.png

 

O lifehack.org publicou há dias um artigo com 20 conselhos de uma mulher de 40 anos destinadas a nós trintinhas e trintonas. Ei-las:

 

1. Ama a ti mesma e aceita-te por completo

Estou convencida de que poderia ter evitado muitos erros se, quando mais jovem, tivesse aceitado o bom e o mau que existe em mim. Depois de aprenderes a amar-te a ti mesma, poderás também amar e aceitar as outras pessoas. Isto é muito importante para te relacionares de maneira saudável com os outros.

 

2. Enriquece a tua alma

Se nãos sabes do que precisa a tua alma e nem do que realmente gostas, experimenta algo novo, vai a eventos aos quais nunca tinhas ido, por exemplo, até que encontres algo que te dê a sensação de seres livre e te preencha como pessoa.

 

3.Encontra apoio

Durante muito tempo tentei, sozinha ou com a ajuda dos amigos, esquivar-me das dificuldades. Logo entendi que ter amigos e entes queridos que possam ajudar e apoiar ativamente em situações difíceis é muito importante.

 

4. Sê honesta

Antes, quando perante alguma dificuldade, simplesmente punha uma máscara com um sorriso e fazia de conta que nada aconteceu. Só pessoas muito próximas sabiam o que na realidade se passava. Mas a verdade é que não há nada de mau em demonstrares o que se passa contigo, todos passamos por situações difíceis na vida e isso faz parte da nossa existência. Além disso, as pessoas que sentem um carinho sincero por ti vão-se aproximar mais ao saber que, assim como elas, também tens problemas, alegrias e tristezas.

 

5. Vive por ti

Dediquei grande parte da minha vida a cuidar dos outros, sem deixar tempo para mim. O resultado disso foi que consegui fazer a minha vida mais complicada do que poderia ter sido na realidade. Lembra-te, nunca conseguirás fazer felizes todos os que te rodeiam, por isso começa a fazer coisas que te alegram e a tua vida será bem melhor.

 

6. Não te sacrifiques com tanta frequência

O sacrifício é necessário em qualquer relacionamento porque somos diferentes e temos necessidades distintas. E é aceitável, desde que ambas as partes o façam por igual. Se és sempre tu quem sacrifica as suas necessidades e desejos para satisfazer os outros, então é hora de repensares se esses relacionamentos valem a pena. Precisas realmente ter algo assim na tua vida?

 

7. Viaja mais

Talvez seja isso o que mais lamento. Não viajei o suficiente quando era mais jovem e ainda não tinha filhos. Foi um erro. Podes escolher no que gastar o teu dinheiro: comprar lembranças ou coisas. Se eu tivesse entendido isto antes, teria deixado de gastar em coisas de que na verdade não precisava e teria investido dinheiro em visitar ao menos um novo país por ano. As viagens dão a sensação de liberdade, abrem a mente e permitem que te dês conta do quanto diferente a vida pode ser num outro lugar do mundo.

 

8. Preocupa-te menos

Antes, eu andava sempre a braços com a preocupação e a angústia. As preocupações alimentavam a angústia e a minha personalidade mudava até tornar-se quase irreconhecível. Mas logo te dás conta de que o facto de te preocupares não irá mudar a situação de maneira nenhuma. E então começarás a aceitar o que acontecer. Entenderás que, no fim das contas, tudo acabará se encaixando e que deves fazer aquilo que está dentro do possível, do contrário é inútil preocupares-te. Quando parei de me preocupar tanto, o meu nível de estresse baixou imediatamente.

 

9. Para de comparar

Às vezes penso que as redes sociais deveriam acabar agora mesmo. Uma coisa é comparares a tua vida com a da tua melhor amiga, outra muito diferente é compará-la com a de alguém da tua lista de 500 'amigos' do Facebook. Isso machuca, e só irás superar isso quando entenderes que o facto de te comparares aos outros não mudará nada na tua vida, irá apenas diminuir a tua autoestima. Haverá sempre alguém mais inteligente, mais bonito ou melhor que eu, e aceitei isso. No momento em que sinto que vou começar a comparar-me, foco o meu pensamento no quão agradecida sou pelo que tenho, e desta forma tiro algo bom daquilo que poderia ter chegado a deprimir-me.

 

10. Esquece as expectativas
Cresci com a 'síndrome da Disney'. Cresci pensando que um dia encontraria o meu príncipe encantado, casaria e viveria feliz para sempre. Mas isto não é verdade, não tem nada a ver com a realidade. Depois de ter aguentado dois maus casamentos, joguei minhas expectativas no lixo. Feito isso, podes começar a pensar na tua vida sem esperar nada das outras pessoas, e passarás a viver aqui e agora.

 

11. Vive para trabalhar, não trabalhes para sobreviver

Se eu pudesse voltar a começar do zero, gostaria de tentar profissões diferentes para escolher a que melhor combina comigo. Depois de encontrares uma vocação que possas seguir de verdade até o fim dos teus dias, irás entender que viver para trabalhar significa amar e respeitar a tua escolha. Muitos ficam presos num trabalho de que não gostam apenas pelo salário, e isso está longe de ser saudável.

 

12. Economiza

Pode parecer que não é necessário pensar muito para decidir algo assim, mas eu não o fiz quando era mais jovem. Agora, ao ver meus pais aproveitarem a reforma, penso no que devo fazer para poder garantir financeiramente a minha velhice. A vida muda constantemente e pode fazer-nos uma boa quantidade de surpresas, por isso economizar para as emergências é algo necessário e inteligente.

 

13. Doa-te mais

Compreendi um pouco tarde que gosto de ajudar as pessoas. Seja como voluntária, fazendo obras de caridade ou simplesmente ajudar um amigo próximo que esteja numa situação difícil. Quando fazes algo por outra pessoa, esqueces-te um pouco dos teus próprios problemas. Ao fazeres isto de todo coração, e sem esperar nada em troca, verás que os problemas da tua vida começarão a resolver-se pouco a pouco, e de formas inesperadas.

 

14. Perdoa-te e perdoa os outros

Durante grande parte da minha vida estive aborrecida por causa de situações pelas quais tive de passar e tinha 100% de certeza que a culpa era de outra pessoa. Quando entendi que a impossibilidade de me perdoar e perdoar os outros por erros do passado não me deixaria viver feliz, decidi mudar. Levou algum tempo para que eu tirasse este peso das costas, mas, depois, senti-me realmente livre. Deixa que o passado vá embora e irás entender que a vida é bela.

 

15. Não gastes muito tempo com pessoas negativas

Às vezes é difícil deixar de se relacionar com pessoas negativas, principalmente se são colegas ou membros da família, mas sempre é possível escolher o tipo de amigos que queres e com quem poderás passar a maior parte do tempo. Quando souberes claramente quais são os limites que protegem a tua tranquilidade da energia das outras pessoas, vais sentir que, sem a influência negativa deles, a vida será mais fácil e alegre.

 

16. Diz não mais vezes

Foi-me sempre muito difícil dizer 'não'; queria dizer sempre 'sim' e fazer toda gente feliz, mas isso é impossível. Cada vez que dizia 'não', tentava justificar-me ou explicar a situação. Depois de amadurecer um pouco mais, ficou claro que dizer 'não' com consciência é muito importante e que não sou obrigada a justificar porque não quero tomar a responsabilidade por algo ou não posso fazer algo por alguém. Se estiveres certa de que queres dizer 'não', é provável que a outra pessoa aceite a tua posição com mais facilidade.

 

17. Pensa bem antes de dizer sim

Divorciei-me e é-me difícil aceitar isso, mas agora sei o que quero, o que desejo e o que mereço. É muito fácil afundarmo-nos em emoções e sentimentos. Eu contava o tempo que estava com certa pessoa, queria mais do que tinha e por isso casei-me esperando que tudo mudasse para melhor por si só. De facto, tudo mudou, mas para pior. Se não sentes que o relacionamento em que estás no momento é para a vida toda ou se existem muitos 'mas', então deverias reconsiderar se essa pessoa deve continuar na tua vida. É muito mais fácil acabar uma relação antes que ela se transforme em algo mais sério.

 

18. Alegra-te com as pequenas coisas

Vivemos num mundo no qual cada pessoa está conectada ao seu computador ou smartphone, e ficou mais difícil desconectar-se e simplesmente aproveitar a vida. Presencia um entardecer ou acorda cedo para ver o amanhecer, apaixona-te por uma noite estrelada, para um momento para cheirar uma flor, observa o mar ou as montanhas, reserva um tempo para contemplar a natureza. Como disse um herói de um filme: "a vida passa muito rapidamente. Se você não parar para observá-la, pode até perdê-la".

 

19. Deixa de te preocupares com o que os outros pensam

Como eu gostaria de ter entendido isto antes. Estava sempre muito preocupada com o que os outros pensariam de mim, e com certa frequência fazia coisas que pensava que esperavam que eu fizesse. Quando entendi que as conjeturas dos outros nada têm a ver com minha vida, pude finalmente motivar-me com aquilo que realmente desejava. Quando te transformares na tua melhor versão e não tentares agradar os outros, a vida fica mais fácil, e bem mais leve.

 

20. Muda

Quando eu era mais jovem, queria que tudo fosse previsível e estável. Achava que era mais fácil pensar que a minha vida seria de uma forma ou de outra no decorrer dos anos. Quando precisei encarar grandes mudanças, não estava pronta. Agora sei que a única certeza na vida são as mudanças. Quando entenderes que a tua vida pode ter curvas inesperadas, será mais fácil estares preparada para tudo o que possas encontrar pelo longo, interessante e feliz caminho da vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Imagem de perfil

De Chic'Ana a 21.06.2016 às 13:57

São excelentes dicas! =)
Imagem de perfil

De LegoLuna a 21.06.2016 às 14:05

Também achei Ana. Daí ter feito questão de partilhar convosco.
Imagem de perfil

De Maribel Maia a 21.06.2016 às 15:00

Muito bem... tentarei seguir!!!!
Imagem de perfil

De LegoLuna a 23.06.2016 às 15:08

Já é um bom começo Maribel.
Imagem de perfil

De Maribel Maia a 23.06.2016 às 16:04

A maior dificuldade está entre o economizar e viajar.... andamos todos na crise....
Imagem de perfil

De Sofia Silva a 23.06.2016 às 13:02

Dicas fantásticas!
Imagem de perfil

De Sr. Solitário a 23.06.2016 às 14:21

Eu entrei este ano para os 30
Imagem de perfil

De LegoLuna a 23.06.2016 às 15:08

Nesse caso, bem-vindo sejas tu Sr. Solitário à melhor década das nossas vidas.
Sem imagem de perfil

De Eduarda a 23.06.2016 às 14:32

Gostei muito de ler esta publicação cheia de boas dicas para quem, como eu, está solteiríssima aos quase 30 anos. Vou reler e interiorizar. Obrigada pela partilha!
Imagem de perfil

De LegoLuna a 23.06.2016 às 15:07

Obrigada pela reação. Vi que, tal como eu, nasceste no dia 30 de novembro. Somos ambas sagitarianas. Que bom!
Imagem de perfil

De Miss Messy a 24.06.2016 às 13:23

Nem mais! Excelente post! =)

Beijinho
Imagem de perfil

De LegoLuna a 24.06.2016 às 14:21

Obrigada.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D