Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida, na casa dos 30, que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


12705626_1036516536386477_5955107122406308404_n.jp

Ora viva!

 

Não obstante a minha promessa de voltar na segunda com "aquela" novidade bombástica, não voltei a dar as caras por aqui. Perdoa-me, mas não me foi mesmo possível. Entre aquela entrevista de trabalho de que te falei, fisioterapia, afazeres domésticos, ginásio e reuniões relacionadas com uma proposta de trabalho, não sobrou tempo nem para um sono de qualidade. Tenho tido episódios alarmantes de insónias, que se traduzem numa fraca concentração e num cansaço físico e mental incompatíveis com a escrita.

 

Como hoje é o nosso dia, o dia em que o mundo nos presta homenagem e se rende à nossa essência, por mais concorrida que esteja a minha agenda, não poderia deixar de vir aqui dar-te aquele olá de alegria e desejar-te um dia abençoado e verdadeiramente compensador.

 

Como a ocasião merece, e tu também, escolhi partilhar contigo dois belos e inspiradores textos, enaltecedores da condição feminina. Em relação à primeira, Alma de Mulher, confesso desconhecer o autor, já que foi o Mr. Facebook quem mo foi resgatar das memórias publicadas há três anos. Em relação à segunda, tenho a dizer que foi-me dedicada pela escritora Sónia Jardim, de quem tenho orgulho em considerar-me amiga.

 

ALMA DE MULHER!

"Nada mais contraditório do que ser mulher…
Mulher que pensa com o coração,
Age pela emoção e vence pelo amor.
Que vive milhões de emoções num só dia
E transmite cada uma delas num único olhar.

Que cobra de si a perfeição
E vive arrumando desculpas para os erros,
Daqueles a quem ama.
Que hospeda no ventre outras almas
Dá a luz e depois fica cega, 
Diante da beleza dos filhos que gera.

Que dá as asas, ensina a voar,
Mas que não quer ver partir os pássaros,
Mesmo sabendo que eles não lhe pertencem.
Que se enfeita toda e perfuma o leito,
Ainda que seu amor nem perceba mais tais detalhes.

Que como numa mágica transforma
Em luz e sorriso as dores que se sente na alma,
Só pra ninguém notar.
E ainda tem que ser forte 
Para dar os ombros para quem neles precise chorar.
Feliz do homem que por um dia souber,
Entender a Alma da Mulher!"

 

SER MULHER

"Quando nascemos rapidamente nos apercebemos ou obrigam-nos a perceber, sem compreender, que somos diferentes.
E iniciamos a luta, a luta, não por uma igualdade, mas por uma diferença justa.
Uma diferença saudável e agradável.
Eu sei ser Mulher, eu posso e sei ser Mãe, eu sei Trabalhar, eu tenho muita Força.
O que será que me falta, meu Deus?
Muitas perderam-se no caminho da igualdade por não entendem que a luta seria no sentido de evidenciar a nossa diferença e não de procurar a igualdade.
Ser Mulher é ser diferente…
Feliz Dia da Mulher"

 

Meu bem, despeço-me com o compromisso de voltar amanhã – reservei o dia para dar atenção excluiva ao blog, que ando ressentindo a minha ausência. Assim, vai contando com "aquela" partilha, que envolve um ex-padre que está a contar com a minha ajuda para perder a virgindade, assim como uma novidade, boa ao que tudo indica, sobre a minha situação profissional. Até lá fica com aquele beijinho amigo e votos de um dia bem feliz.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Sr. Solitário a 08.03.2017 às 11:35

Beijinhos e Feliz Dia da Mulher
Sem imagem de perfil

De Pedro Lopes a 08.03.2017 às 12:16

Não resisti esta frase é tão boa! :)

"...padre que está a contar com a minha ajuda para perder a virgindade" :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D