Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida, na casa dos 30, que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


20
Nov15

HTB1pe2fHpXXXXceXFXXq6xXFXXX7.jpg

 

Com que então em terras lusas comemora-se hoje, 20 de novembro, o Dia Nacional do Pijama. Confesso que esta é uma novidade para mim, e se não fosse uma amiga ter-me dito isso há pouco no ginásio continuaria na minha santa ignorância.

 

A efeméride até é louvável, já é um dia em que as crianças pequenas lembram, anualmente, a todos que "uma criança tem direito a crescer numa família". Neste contexto, o desafio é as pequenas criaturas irem vestidas de pijama para a escola e passarem, assim, o dia, em atividades educativas e divertida até regressarem a casa.

 

Já agora porque não instituir também um dia para o corno, para a encalhada, para o incompetente, para o azarado e por aí adiante? Não me entendas mal, que eu não tenho nada contra esta peça de roupa chamada pijama. Se bem que não seja um artigo que diga muito à minha pessoa, já que prifiro dormir au naturel.

 

E você meu bem, é adepta desta peça de roupa? Se sim, qual a sua preferida? Eu, quando tenho mesmo que usar (há alturas em que não é uma questão de opção) gosto dele em cetim ou seda, de preferência vermelho ou preto, num mais que óbvio convite à luxúria.

 

Que tal um festinha de pijama para aqueles de nós que tiverem companhia? Fica a dica!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D