Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida, na casa dos 30, que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


senseofhumor-e1411702710755.jpg

 

Esta tens que ler, pois está hilariante.

Um homem entrou numa joalharia com uma bela mulher e mandou-a escolher a joia que quisesse, sem olhar para o preço. Depois de observar atentamente as peças, a mulher escolheu um colar de ouro com diamantes e rubis, que custava 5.225€.

O homem manda embrulhar o colar, agarra num talão de cheques e começa a preenchê-lo. Ao estendê-lo, repara na cara preocupada do vendedor que examinava o cheque, e disse, em tom de gentleman:

– Vejo que está a pensar que o cheque pode não ter cobertura, não é? É natural, eu também iria desconfiar, tratando-se de uma quanta tão grande. Fazemos o seguinte: hoje é sexta-feira e o banco já fechou, mas você fica com o cheque e com a joia, vai ao banco na segunda-feira, levanta o dinheiro e manda entregar o colar em casa da senhora, ok?

Grato pela compreensão, o vendedor leva o casal até à saída e deseja-lhes um bom fim-de-semana. Na segunda-feira, o vendedor liga ao cliente para o avisar que, infelizmente, devia ter ocorrido algum erro no banco porque o cheque não tenha cobertura. Aí, ouviu uma voz meio sonolenta do outro lado:

– Não há problema! Pode rasgar o cheque que eu já comi a gaja…

Ka ka ka ka ka. Morri!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D