Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


25
Nov16

achas-que-tens-mau-feitio1.jpgOntem, um pretendente acusou-me de ser teimosa e ter mau feitio. Na altura, achei por bem não reagir, pois tenho tentando reprimir respostas a quente, das quais, quase sempre, me arrependo. Hoje, dou-lhe a resposta através deste artigo.

 

Um estudo da Universidade de Queensland, na Austrália, atesta que, tanto eles como elas, tendem a procurar parceiros que apresentem um comportamento fora do vulgar ou rebelde. Alguém com perfil out of the box (fora da caixa), digamos assim.

 

Esta pesquisa vem assim acrescentar (mais) um interessante dado aos padrões de comportamento instituídos e valorizados pela sociedade, ao mesmo tempo que desformata a ideia de que os homens preferem as boazinhas e bem comportadas.

 

Na realidade, muitos até preferem, já que mulheres assim – pacatas e cordatas – não dão muito trabalho, sendo mais fácil dominá-las e levá-las na cantiga. Por outro lado, mulheres como eu – donas e senhoras do seu nariz, que dizem o que pensam e pensam o que dizem, que não se anulam para tentar agradar nem recorrem a subterfúgios para conseguir caçar um macho – requerem mais inteligência, empenho, dedicação, jogo de cintura, tato e diplomacia.

 

Somos mais difíceis de conquistar e aturar, é verdade. Mas valemos, infinitamente, mais a pena, pois connosco a monotonia não fica para o jantar. Connosco tudo é intenso e arrebatador: a conquista, o beijo, o sexo, a zanga, a reconciliação, o tempo que se passa junto, a relação, a emoção e por aí fora.

 

Por termos personalidade forte e atitude firme; por sermos não-conformistas e portadoras daquele "feitio especial", que aos outros soa mais como maldição do que como bênção, quebramos as regras, pensamos pela nossa própria cabeça, emitimos opiniões sentidas e tomamos decisões por nós mesmas.

 

Colidimos com o senso comum? Claro que sim! Chocamos vezes sem conta? Podes crer! Somos passionais e reativas? Desde o berço! Por tudo isso, e mais umas quantas caraterísticas de que falarei noutra ocasião, somos mais interessantes, mais intensas, mais genuínas, mais autênticas e mais humanas. Sorte daqueles que nos souberem apreciar. Azar dos restantes (tapados), personalidades sem colhões para lidar com mulheres assim.

 

Pronto, está dado o recado.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Lopes a 25.11.2016 às 17:36

".. eles como elas, tendem a procurar parceiros que apresentem um comportamento fora do vulgar ou rebelde. ..."

A versão Bad Boy mas para as mulheres.

Vá lá, nada de dar ralhetes ao moço online e vão lá fazer as pazes ao vivo e a cores (nada de sms, blogs, fakebooks e afins)
Imagem de perfil

De LegoLuna a 28.11.2016 às 16:21

Pedro, tu sabes que é verdade. Os homens não resistem a uma mulher com personalidade, "mau feitio", como lhe chamam. Quanto ao moço online, eclipsou-se, logo que venha o próximo.
Sem imagem de perfil

De Teresa a 26.11.2016 às 08:22

Cá em casa ouço isso dia sim dia não! Depois diz-se aliviado porque penso pela minha cabeça!:)
Imagem de perfil

De LegoLuna a 28.11.2016 às 16:22

No mínimo, contraproducente e hilariante.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D