Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


23559419_10155964142509382_2475333685025377705_n.j

Viva!

 

A folia do Carnaval não foi e a do Dia dos Namorados também não vai ser, com toda a certeza. E assim vai a vida desta solteira. Há momentos, como hoje, em que sinto que por mais que nade não saio do mesmo sítio. É como se a vida estivesse a passar por mim e, por mais que tente, não há forma de conseguir agarrá-la. Alguma vez tiveste semelhante sensação?

 

E antes que penses que este meu estado de espírito insosso tem alguma coisa a ver com o 14 de fevereiro, vou logo avisando que não é nada disso. Há muito que esta data não me aquece nem arrefece. Para falar a verdade, a cada ano que passa vai-se apurando a minha perceção do quão hipócrita, oca e comercial ela pode ser.

 

Estou assim por causa do marrasmo em que se encontra a minha existência. Nada acontece, pelo menos nada de bom... que as más essas são presença constante: uma coisinha aqui, outra coisinha ali e assim por diante.

 

Só para teres uma ideia: logo pela manhã, o tablet foi à vida. Do nada, morreu para não mais ressuscitar. Começei logo a hiperventilar, pois ele é o meu mais que tudo. Já o levei ao Dr. Indiano Nerd, a quem recorri há uns meses quando o meu pc entrou em falência técnica. Daqui a um par de horas vou receber o diagnóstico definitivo, assim como o custo da operação resgate. Uma coisa é certa: aquele ecrã já não se aproveita.

 

Fiquei tão transtornada que resolvi ir dar uma volta a ver se conseguia espairecer. Canon a tiracolo, óculos escuros, protetor solar, garrafa de água e outras necessaires femininas à mão, lá me dirigi ao Miradouro da Senhora do Monte, um dos meus preferidos e o mais próximo da minha residência.

 

Uma vez lá, saco da minha câmara, pronta a disparar flash para tudo quanto é campo de visão. A fotografia, outra das minhas paixões, sempre teve o dom de me devolver o sorriso e a esperança, sempre que deles preciso. E não é que não houve maneira de conseguir que a máquina reagisse aos meus cliques? Diagnóstico: a lente avariou-se – disse-me o dono da loja de fotografias para onde me dirigi a fim de saber o que se passava. Nem me atrevo a pronunciar o montante que vou ter que desembolsar para comprar uma lente nova ou, em alternativa, mandar arranjar a que se avariou.

 

Da porcaria de emprego decente que não consigo arranjar nem vou fazer referência, que esse episódio já foi emitido, repetido, adaptado e sei lá mais o quê.

 

Há dias em que mais vale não sair da cama. O que nos salva nestas ocasiões são os 3 F's: Foco, Força e Fé. Foco nos dias melhores que estão por vir, força para impedir o desânimo de tomar conta da situação e fé para acreditar que no final tudo dará certo. Perdoa-me lá o desabafo, mas não há otimismo que resista a dias assim, em que tudo parece conspirar a nosso desfavor.

 

Só espero que essa maré baixa esteja confinada a este lado do ecrã e que pelo menos contigo as coisas estejam a correr pelo melhor. Volto na quinta (com outra disposição, espero eu). Até lá, deixo-te com aquele abraço amigo e desejos de um bom carnaval e um feliz Dia de São Valentim.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De SB a 13.02.2018 às 21:29

Querida Sara,
Sim, há dias assim - há momentos assim.
O problema é que a tristeza, por mais que seja o único sentimento que nos assalta, não só não resolve, como ainda agrava.
Assim, desejo-te muitos sorrisos, ainda que os primeiros sejam fingidos, mas com a certeza de que com a tua força de vontade e determinação, se vão tornar em fartas gargalhadas :)
Beijinho e aquele abraço amigo!
A tua amiga,
SB

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D