Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida, na casa dos 30, que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


18058193_1383563295023193_1639153461094691981_n.jp

Ora viva!

 

Hoje, mais do que nunca, faço votos para que a liberdade, que tão caro custou a tantos, seja motivo de celebração, orgulho e reflexão, sobretudo junto daqueles que nunca conheceram outra realidade que não o pleno exercício dos seus direitos.

 

Só quem vivenciou a ditadura, a censura e a autonomia espartilhada é capaz de reconhecer o verdadeiro espírito que hoje se festeja. Mais de quatro décadas se passaram desde a Revolução dos Cravos. O saldo, francamente positivo, não há como negar. Contudo, muito há ainda a melhorar e bem mais a dignificar.

 

Vinte de cinco de abril, é a data em que a liberdade – um dos mais fundamentais e inalienáveis direitos humanos – é celebrada aqui e ali, em Portugal e na diáspora. Feriado nacional, este é um dia por demais precioso para ser encarado como um mero day off, uma pausa na vida ativa.

 

Deve sim ser encarado como o dia em que a realidade mudou; o dia em que se escreveu um novo capítulo na história de um país; o dia em que se começou a trilhar os caminhos da democracia; o dia em que uma nação assumiu o comando do seu próprio destino; o dia em que a vontade do povo se fez ouvir nas ruas; o dia em que se gritou, sem olhar por cima do ombro, LIBERDADE.

 

Por tudo isso, hoje é dia de cada um de nós levantar os braços e gritar com orgulho e convicção: "Viva a liberdade!"

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria a 25.04.2017 às 21:47

É isso mesmo!
Sem imagem de perfil

De Aninhas a 25.04.2017 às 22:28

É isso mesmo! Só k hoje já não se festeja, este como há anos atraz! E porquê? Prq os k os viveram antes, e festejaram dp e durante mtos anos, esses, uns já morreram, outros estão velhinos e cansados, alguns no lar! E, os k eram crianças, e os k nasceram dp, este dia pra eles não lhes diz nada! Prq já cresceram, e outros nasceram já nesta democracia, pra eles é só mais um feriado como outro qualquer! É assim a vida!
Imagem de perfil

De LegoLuna a 25.04.2017 às 22:52

Infelizmente, assim é. Este artigo é o meu contributo para chamar a atenção dos mais jovens, bem menos sensíveis a esta data.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D