Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


 

Por estes dias a minha colega de casa Natalie partilhou comigo no facebook o vídeo de uma música, com a seguinte legenda "ouve lindo". Confesso que só cliquei no link por cortesia, mas no momento em que se me chegam aos meus ouvidos os primeiros acordes da música London, fiquei, absolutamente e irremediavelmente, fascinada. Pelo cantor, pelo seu timbre de voz, único e inebriante; pela sua história de vida; pelo facto de ser "parente" meu; enfim... (até à data) não descobri nem um único motivo que pudesse perigar essa minha admiração por Benjamin Clementine, músico inglês, de coração parisiense (ai esse meu fraquinho por tudo que cheire a Gália).

 

Simplesmente brutal!

 

Coincidência ou não, agora há pouco deparei-me com um artigo do Público, que conseguiu, de forma soberba, traduzir em palavras tudo que as canções dele despertam na minha pessoa.

 

Escusado será dizer que agora só dá Clementine no meu ipod, por isso, meu bem, recomendo-te entusiasticamente que cliques no vídeo acima e te dês a oportunidade de te deixares envolver por algo com que não se depara todos os dias.

 

Que a música do Clementine invada o teu coração com a sua genialidade, inunde a tua alma com a sua magia e ilumine o teu dia com a sua simplicidade. Boa escuta e um ótimo fim de semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D