Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


15
Jun15

vinho-tinto-sem-alcool-reduz-a-hipertensao.jpg

 

Há dias que andava a adiar o momento de abrir uma garrafa, a primeira, do vinho da marca Altano, um legítimo DOC, recomendada anos atrás por um improvisado companheiro de boleia. Essa é outra história, de entre as muitas que marcam a minha existência, que um dia poderei partilhar consigo.

 

Voltando ao assunto deste post, só o me aventurei a abrir a dita garrafa, uma vez que dias antes tinha comparado uma segunda, em promoção, claro está, pois o meu minguado salário pouco dá para mais.

 

O facto é que, depois de uma aula de body attack, 10 minutos de abdominais e outros tantos de conversa fiada com um colega de ginásio, chego a casa e preparo o jantar. Normalmente, nos dias que vou ao ginásio, quatro vezes por semana, que eu sou uma pré-quarentona disciplinada e motivada, costumo jantar apenas uma sopa no Bagga, uma pastelaria pela qual passo a caminho de casa. Mas como hoje é dia de canja - há dois tipos de sopa que esta mulher aqui não consome em hipótese alguma: a dita canja de galinha portuguesa, pois a da minha terra, como e lambo os beiços, as mãos e, com sorte, o queixo, e a sopa de alho francês, adoro tudo que leva a chancela gaulesa, mas o alho francês nem nesta e nem na próxima vida.

 

Onde é que ia mesmo? Ah! como não gosto de canja, a sopa do dia, só me restou a opção de comer em casa mesmo, tarefa algo desagradável, pois não gosto de cozinhar e muito menos às nove e tal da noite. Mesmo assim, lá fui eu esgravetar as duas prateleiras que me cabem por direito e por apropriação no congelador lá de casa alguns legumes - batata doce, mandioca, feijão verde, ervilhas e bróculos. Sim, porque depois de 1/2 hora e meia de intenso exercício físico convém ceder à tentação e ingerir (apenas) alimentos saudáveis. E para relaxar mesmo a mente e o corpo, uma taça de rouge vem mesmo a calhar. Assim sendo, dou por mim à frente da cristaleira da sala, que de cristal não tem nem a pretensão de o ser, a assaltar o meu precioso espólio de dois legítimos Altanos.

 

Do meu stock habitual de duas garrafas, sobravam exatamente dois exemplares dessa marca, que tenho estado a guardar para uma ocasião especial. Sabe... "aquela" em que a iria soberear ao lado de uma bela companhia masculina, entre beijos, carícias e olhares cheios de promessas, mas que (in)felizmente nunca chegou, não obstante os dias, semanas, meses e anos continuarem a sua implacável odisseia. Entre a vontade de um vinhozinho para relaxar e a fantasia do (tão esperado) momento romântico a dois, fiquei mesmo pela vontade, que essa pelo menos é real e está aqui do meu lado, esperando que lhe dê atenção. Ainda bem que assim fiz, pois o vinho é simplesmente magnífico: doce, frutado e envolvente. Mesmo inexperiente em matéria de enologia, o meu palato me disse ao primeiro toque com a língua que este é sem dúvida um dos melhores que já provei. Pelos vistos, valeu a pena os 3,99€ que paguei por ele (em promoção, convém relembrar).

 

E não é que, uma refeição à base de fervidos e uma singela lata de atum, tornou-se, num gole de vinho, num verdadeiro manjar, que me soube pela vida e que despertou uma inspiração inusitada ao ponto de não esperar sequer umas horitas para registar aqui o seu encanto pelo dito Altano.

 

E assim, uma enfadonha e solitária noite de segunda-feira de uma trintona, transformou-se numa quente e sensual dança de sentidos, sob a batuta da doce fragrância deste néctar dos deuses.

 

E esta noite, a solteira e órfã de quase tudo sente-se uma verdadeira deusa, que deseja a si, minha companheira de drama, uma noite feliz! Que feliz fez-me sentir um amante rouge de nome Altano.

 

Salut!

LegoLuna

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D