Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


Ainda Solteira

Novidades quentes, acabadas de sair da rede: já saiu a minha entrevista à MaisCupão, aquela sobre a qual abordei no artigo anterior. Modéstia à parte, e tirando duas gralhas ortográficas, ficou perfeita. Não poderia estar mais orgulhosa de mim e de ti que me tem acompanhado nesta jornada. Podes aceder à peça no sítio deles ou ler diretamente aqui.

 

"Bom dia a todos!

Esta sexta-feira trazemos os Blogueiros Favoritos com a autora de Ainda Solteira que nos conta muito sobre ela e o seu blog nessa entrevista.

Confiram e conheçam o seu blog para ler os seus ótimos textos sobre a vida e os dilemas de uma mulher solteira, feliz e bem resolvida. Espero que gostem, vamos lá!

 

Como surgiu a ideia de criar o teu blog?

Essencialmente por estar farta de ouvir bocas sobre o meu estado civil, ainda mais por ter uma aparência bastante apelativa. Por mais argumentos que usasse para me deixarem em paz, nada resultava. E a pensar noutras mulheres que, na certa, passariam pelo mesmo, resolvi criar um caderno digital de informação, partilha, troca de experiências, desabafo e esclarecimento. Esta é a razão primeira. Mas tal não seria possível se não tivesse algum talento para a escrita, gosto pelo comunicar e experiência na gestão de redes sociais. Este blog pareceu-me uma forma de dar largas à minha veia criativa e imaginação fértil, ao mesmo tempo que seria uma oportunidade para partilhar a minha história de vida: intensa e sofrida, ainda assim, valiosa e inspiradora.

 

O Ainda Solteira é o meu terceiro blog, o primeiro nado-vivo, como gosto de dizer. Há uns cinco anos, no auge de uma desilusão amorosa, criei um primeiro blog, intitulado De mim. Para ti. Pelo que sou. Como podem imaginar o propósito era carpir a minha dor de amor na rede. Três posts depois percebi que aquilo não era a minha onda. O mundo não precisa de mais pessoas negativas e deprimidas a chorar as suas desgraças. Nem é do meu feito esse tipo de postura perante a vida. Não obstante ter privado com o sofrimento desde sempre, sou a favor da positividade, da alegria, da esperança e da felicidade. Por isso nunca mais quis saber desse blog (até porque esqueci os dados de acesso, admito).

 

O ano passado, pouco depois de ter-me despedido de um emprego que me fazia verdadeiramente infeliz, resolvi criar um novo blog, até porque nesse trabalho tinha como tarefa a gestão de dois blogs de uma conhecida apresentadora de televisão. Além de me permitir desenvolver os meus dotes jornalísticos, ajudava a passar o tempo, ao mesmo tempo que aumentava as minhas oportunidades como social media manager. A esta segunda tentativa dei o nome de À beira dos 40, ainda solteira. So what?! Semanas depois, achei o nome demasiado extenso, logo pouco comercial, além de que um tanto ou quanto provocatório, já que parecia estar a desafiar os que consideram a solteirice nessa faixa etária um desabono. Fazendo uso da minha veia marketeer – tenho um mestrado em marketing estratégico – encurtei o nome do blog para Ainda Solteira. E assim nasceu este meu blog, com o qual assumi uma relação de compromisso.

 

O que podemos encontrar no teu blog?

Volta e meia publico algo mais pessoal, mas o blog versa particularmente sobre todo o tipo de temas que, de uma forma ou de outra, raiam o universo feminino, especialmente o das solteiras. O intuito é desmistificar o conceito de solteirice. Abordar o assunto de uma forma positiva e divertida, isenta daquela carga pejorativa que se costuma associar à situação de mulheres solteiras depois de uma certa idade. Até bem pouco tempo atrás, uma mulher sem um macho assumido era considerada encalhada, uma espécie de artigo com defeito, algo que ninguém quis e que, por isso mesmo, desmerece a sua condição de ser social. Por norma associa-se a solteirice na casa dos trinta a mulheres nada atraentes ou com um "problema" qualquer, como se portadoras de alguma deficiência. A realidade tem-nos mostrado que não é nada disso. Nos dias de hoje, conhecemos cada vez mais mulheres atraentes, femininas, cuidadosas com o seu corpo e a sua alimentação, profissionalmente realizadas, bem resolvidas consigo e com os outros, ou seja, bem sucedidas, que pura e simplesmente, por um motivo qualquer, optaram por manterem-se solteiras. Este blog não é um manifesto anti relação, pelo contrário, é uma forma de dizer que "se não temos aquela relação que contribua para a nossa felicidade, o melhor é aproveitar a solteirice, que tem coisas boas e más (como tudo na vida)". No Ainda Solteira concentro-me apenas no lado bom de se estar solteira, assumindo-me orgulhosa do meu estado civil, ainda que aberta à mudança, afinal para melhor muda-se sempre!

 

O que pretendes com o teu blog?

Essa questão ficou em parte respondida na pergunta anterior, mas como nunca é demais defender a nossa causa, digo que pretendo com este blog "dignificar" o estatuto de solteira e mostrar que ser comprometida nem sempre é sinónimo de felicidade e realização. Uma solteira pode ser tão (ou até mais) feliz que as casadas, muitas tão malcasadas que até dá pena. Mas, por medo de ficarem sozinhas, ou por pressão da sociedade, deixam-se estar em relações infelizes, estéreis, desafetuosas, quando não abusivas. A solteira tem o poder de decidir o que fazer da sua vida, quando fazer, com quem fazer e da maneira que bem entender. A vida dela só a ela diz respeito.

 

O que faz com que o teu blog seja diferente?

Acredito que todos os blogs, excetuando talvez os de moda, acabam por ser diferentes. Afinal, cada pessoa – neste caso, o blogger – é portador de caraterísticas únicas, que acabam por espelhar-se, inevitavelmente, na sua escrita. O meu blog é diferente precisamente porque eu sou uma pessoa diferente. E digo isso de boca cheia, sem qualquer bazófia ou modéstia. Para o bem e para o mal, sou alguém que vale a pena conhecer e que, de alguma forma, acaba por marcar a vida daqueles que comigo se cruzam. É esse o propósito maior do meu blog: marcar (pela positiva) a vida dos que têm contacto com a minha escrita.

 

Que conselhos dás aos nossos seguidores para pouparem e chagarem ao final do mês mais confortáveis?

Vivam de acordo com as vossas possibilidades, nunca acima. Se há dinheiro, gasta-se, se não há não se gasta. Tão simples quanto isso. Os cupões são uma das melhores formas de poupança que conheço. Hoje em dia, são raros os serviços ou produtos que compro fora dessa realidade. Compro de tudo: tratamentos estéticos e de beleza, dentários, vestuário, calçado, jantares, eventos, viagens, coisas para casa e tudo o mais que estiver com descontos e que me interesse. Quando se tem bom gosto e orçamento limitado o que nos salva são precisamente os cupões de desconto. Desde que tomei conhecimento deles, há já uns anitos, a minha vida nunca mais foi a mesma. Publicidade à parte, é uma das melhores coisas que inventaram.Blogueiros Favoritos

Segues outros blogs?

Sigo. Por cortesia, sigo todos os que subscrevem o Ainda Solteira. Para além destes, sigo ainda uns quantos que considero inspiradores e detentores de algo que acrescente valor ao meu intelecto, em primeira instância, e à minha realidade existencial, em última instância. Podemos sempre aprender algo com os outros e a rede está cheia de excelentes bloggers. Prefiro os que se dedicam a temas mais específicos, do tipo humorista, intelectual, político, cultural. Os de moda, viagens e culinária – os mais populares – são aqueles com os quais menos me identifico.

 

Gostaria de agradecer a nossa blogueira pela sua disponibilidade em colaborar connosco e pelas respostas tão sinceras e claras."

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil

De Maribel Maia a 19.08.2016 às 11:45

Parabéns pela entrevista!
Imagem de perfil

De LegoLuna a 19.08.2016 às 20:11

Muito obrigada!
Sem imagem de perfil

De Pedro Lopes a 19.08.2016 às 17:52

Boa!
Parabéns pela entrevista.
Assim também fiquei a conhecer mais um pouco o que te move para escrever o blog.
Imagem de perfil

De LegoLuna a 19.08.2016 às 20:12

Obrigada Pedro!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D