Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida, na casa dos 30, que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


14
Jan16

507375.jpg

 

O medo nada mais é do que o processamento de uma informação, uma reação biológica. Pelo menos é essa a convicção de Karl Albrecht, psicólogo que escreve para o site Psychology Today e de quem já tinha falado num post anterior.

 

Na opinião deste especialista da mente, existem cinco medos básicos comuns a todos os seres humanos. São eles:

1. Extinção: medo do desaparecimento e da morte. E ideia de deixar de existir despoleta um instinto primário comum a todos os seres humanos. CR7 assumiu ser este o seu maior medo (porque será?).

2. Mutilação: medo de perder partes do corpo e sentir-se limitado fisicamente. De acordo com Albrecht, o medo de animais, como insetos, advém deste medo de mutilação.

3. Perda de autonomia: medo de ficar paralisado ou imobilizado. Comum a toda a espécie humana, pode muitas vezes evoluir para a claustrofobia, por exemplo.

4. Separação: medo do abandono e da rejeição.

5. Morte do ego: medo da humilhação, da vergonha.

 

Para este norte-americano, o medo do falhanço, por exemplo, está relacionado com a morte do ego, o das alturas ao da extinção e o da intimidade vem da ansiedade de perder a autonomia.

 

Hum... o senhor deve saber do que fala, por isso longe de mim atrever-me a por em causa o parecer dele. Na minha (modesta) opinião, este esqueceu-se de um sexto medo: infelicidade, o meu maior temor. Para mim viver sem ser feliz é pior do que todos os outros medos por ele elencados.

 

E tu, meu bem, qual o teu maior medo?

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Renato Peixe a 14.01.2016 às 14:46

Não consigo escolher um dos cinco enumerados. São todos fortíssimos. Mas o medo não é apenas negativo: ajuda-nos a sobreviver, por exemplo.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 17.01.2016 às 12:52

O medo de extinção é o sistema de sobrevivência de qualquer humano. Mesmo esse, é possível de arrumar para o lado.
Quantas vezes já não ouviste falar de pessoas que fazem coisas "impossíveis" porque tiveram medo de perder a vida?
Os outros 4, acabam por ser derivações do primeiro. Em qualquer um deles, coloca em causa a vida... aquela coisa com que se sonha ser tão linda como um rio, até que se encontram as pedras pelo caminho.
Se vires, a parte que adicionas, ele também a tem lá.
Como é que te consideras infeliz? Porque perdes o ego (por não te louvarem algo que fazes), porque não podes vangloriar alguém que está ao teu lado (medo da separação) e por achares que podes partilhar o teu espaço com mais alguém (a autonomia, que deve ter mais de 2 sentidos, ao ocupar ali aquele lugar... não é só a física).

Para meu azar... não servia para esse estudo. Esses 5, nenhum me assusta, muito menos mete medo.
"Só existe um absoluto para algo que vive. É que vai morrer."
Imagem de perfil

De LegoLuna a 17.01.2016 às 14:13

Andy, obrigada pelo teu contributo: objetivo e elucidativo. Apreciei bastante e acredito que os outros seguidores também. Domingo bom.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D