Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas e confissões de uma rapariga gira e bem resolvida, na casa dos 30, que (ainda) não cumpriu o papel para a qual foi formatada: casar e procriar. Caso para cortar os pulsos ou dar graças? Talvez nem uma coisa nem outra!


31
Jan16

12670303_478800168989838_3516133705906375452_n.jpg

 

A carta que representa a energia desta semana denomina-se "Maturidade". É uma semana que deve ser pautada pela serenidade de quem tem consciência do que tem plantado nos últimos tempos. É uma semana de colheita, deveremos abrir os braços e confiar que coisas boas virão na nossa direção.
Se plantaram coisas boas alegrem-se, pois algo melhor ainda chegará por estes dias. Se plantaram algo menos bom nos últimos tempos, também será a altura de colher os frutos do que foi plantado.
Espero que todos recebam algo extraordinário durante esta semana e agradeçam por isso!
Desejos de uma semana muito feliz a todos!
Abraço de Luz,
Isabel

Autoria e outros dados (tags, etc)

30
Jan16

 

o-AGING-facebook-1080x540.jpg

 

1. A vida é boa.
2. Em caso de dúvida, dá apenas o próximo passo.
3. A vida é demasiado curta para perdermos tempo odiando alguém.
4. Teu trabalho não vai cuidar de ti quando adoeceres. Teus amigos e teus pais sim. Mantém contato.
5. Paga as tuas faturas de cartão de crédito todos os meses.
6. Não tens que ganhar todas as discussões. Concorda para discordar.
7. Chora acompanhado. É mais terapêutico do que chorar sozinho.
8. Não há problema em estar chateado com Deus. Ele aguenta.
9. Poupa para a reforma, começando com o teu primeiro salário.
10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.
11. Sela a paz com o teu passado, para que ele não estrague o teu presente.
12. Não há problema em teus filhos te verem chorar.
13. Não compares a tua vida com a dos outros. Não fazes ideia da jornada deles.
14. Se uma relação tem que ser um segredo, não deverias estar nele.
15. Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não te preocupes, Deus nunca pisca.
16. Respira bem fundo. Isso acalma a mente.
17. Desfaz-te de tudo que não é útil, bonito e prazeroso.
18. O que não te mata, realmente torna-te mais forte.
19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de ti e de mais ninguém.
20. Quando se trata de ir atrás do que amas na vida, não aceites "não" como resposta.
21. Acende velas, usa lençóis bonitos e lingerie elegante. Não guardes nada para uma ocasião especial. Hoje é especial.
22. Prepara-te bastante; depois, deixa-te levar pela maré…
23. Sê excêntrica agora, não esperes ficar velha para usar roxo.
24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
25. Ninguém é responsável pela tua felicidade, além de ti.
26. Encara cada "fracasso" com essas palavras: em cinco anos, vai importar?
27. Escolhe sempre a vida.
28. Perdoa tudo de todos.
29. O que outras pessoas pensam de ti não é da tua conta.
30. O tempo cura (quase) tudo. Dá tempo ao tempo.
31. Independentemente da situação ser boa ou má, ela irá mudar.
32. Não te leves tão a sério. Ninguém mais leva…
33. Acredita em milagres.
34. Deus ama-te por causa de quem Ele é, não pelo que fizeste ou deixaste de fazer.
35. Não faças auditoria da tua vida. Faz o melhor dela agora.
36. Envelhecer é melhor do que morrer jovem.
37. Teus filhos só têm uma infância.
38. Tudo o que realmente importa, no final, é que amaste.
39. Sai para a rua todos os dias. Milagres estão esperando em todos os lugares.
40. Se deitássemos nossos problemas numa lixeira e víssemos os dos outros, levaríamos os nossos de volta.
41. Inveja é perda de tempo. Já tens tudo o que precisas.
42. O melhor está por vir.
43. Não importa como te sentes, levanta, veste e dá a cara.
44. Produz.
45. A vida não vem embrulhada num laço, mas ainda assim é um presente.

Regina Brett

Autoria e outros dados (tags, etc)

29
Jan16

Esperem sentados!

por LegoLuna

509435.jpg

 

Esta crónica sobre o papel da mulher na sociedade é digna de constar aqui. Adorei e acho que tu também vais.

 

ESPEREM SENTADOS

Que cases. Que te juntes numa cerimónia branca e imaculada, rodeada de família e amigos. Que tenhas filhos depois. Só depois. Esperam de ti, mulher, que saibas, no mínimo, estrelar ovos e que gostes de homens. Mas que sejas fiel. Ordeira e arrumada. Limpa e asseada. E que dês de mamar. Que sejas incansável na função de mãe, sem lágrimas ou dúvidas. Mãe que é mãe nunca se arrepende de nada. Nem de os ter. Nem do que faz. Nunca questiona os conselhos dos mais velhos.

 

Esperam de ti isso e mais. Que qualquer sensação de fraqueza é para erradicar do peito e da cabeça. Esperam que se te dizem que deves dar peito até aos dois anos, é para cumprir. Que se não sentes qualquer gozo nisso, és menos mãe. Menos capaz. Menos mulher. Esperam de ti um parto normal. Gaja que é gaja, tem parto vaginal. As outras são umas "meninas". Esperam de ti a boçalidade da pré-história.

 

Esperam que tenhas os filhos sempre limpos e que lhes dês banho todos os dias após uma refeição sem fritos ou salsichas. Esperam que a roupa do homem com quem casas, porque é suposto gostares de homens, esteja passada a ferro. Que se não podes, contrata alguém.

 

Esperam que não haja vincos na tua camisola quando vais trabalhar todos os dias nem nódoas de ranho ou papa. Esperam que tires um curso. Que sejas "alguma coisa" mas que consigas ter a casa num brinco, sem pingo de pó ou brinquedos fora do sítio.

 

Esperam que sejas magra. Atlética. Que corras todos os dias. Ou dia sim, dia não, vá. De depilação feita e unhas coloridas. Que faças bolos ao sábado. E que não tenhas as raízes do cabelo por fazer. Esperam que te comportes bem e que nunca bebas um copo a mais para não caíres em figuras ridículas. Que nunca sejas daquelas que urina entre dois carros, no meio do Cais do Sodré.

 

Esperam isso. Esperam mais. Que nunca adormeças maquilhada porque sujas a fronha da almofada. E que não te separes. Aguenta. É suposto aguentares porque tudo dá trabalho na vida. Por isso, é suposto esforçares-te. Pelos filhos. Por ti, não. Não carece. Por ti, não. E pela imagem. A imagem. E o que gastaram naquele casamento sumtuoso! Não. Aguenta, se faz favor. Pelos teus pais e pelos teus filhos. Esmera-te. É capaz de ser culpa tua.

 

Esperam isso de ti. E não convém falhares. Esperam que tenhas sempre a louça na máquina e a roupa estendida. Que a cama esteja sempre feita. Todos os dias. Esperam de ti pouco rasgo. Se pensares demasiado, vais questionar demasiado. Ser curiosa ainda vá. Refletir é evitável. Não esperam que sejas uma grande inteletual ou que fumes charutos ou que gostes de brandy. Vais beber licor de café ou vinho do porto e fumar qualquer coisa com sabor a mentol. Esperam de ti a dignidade. Que aceites o assédio como um galanteio. Esperam que uses saltos altos todos os dias e que uses um perfume que enche o elevador. Esperam que sejas isto. E mais. Só não esperam que sejas feliz.

Por Rita Marrafa de Carvalho

Autoria e outros dados (tags, etc)

509526.jpg

 

Que o sexo é algo inerente à condição humana e que sem ele a vida não seria a mesma coisa, estamos nós cansadas de saber. Longe de debruçar-se sobre a importância do sexo, este artigo visa analisar o processo cognitivo inerente à questão: dar ou não dar?

 

A decisão de "partir para o finalmente" não é algo que deva ser encarado de ânimo leve, até porque tudo o que implica riscos exige ponderação. E o sexo, por melhor que seja, implica vários riscos:

* Emocionais (coração despedaçado ou arrependimento)

* Sociais (ser rotulada de promíscua ou fácil)

* Físicas (a outra parte pode revelar-se violenta)

* Saúde (vulgo, doenças)

* Morais (dependente das convicções religiosas de cada um)

* Biológicos (gravidez indesejada ou acidental)

 

Portanto, antes de nos deixarmos dominar pelas hormonas, convém procedermos a este check-up recomendado pela psicóloga Leslie Becker-Phelps, no site WebMD:

 

1. O que representa o sexo para mim?

É importante perceber se o ato sexual vai de encontro àquilo em que se acredita. Por exemplo, se acreditas que é necessário haver um certo tipo de intimidade ou que é preciso ter algum tipo de compromisso antes de passar ao próximo nível, talvez seja boa ideia esperar pelas cenas dos próximos capítulos.

 

2. De que maneira vai afetar a minha vida?

Convém não ignorar as circunstâncias da tua vida. Se estás em algum tipo de relacionamento – se for casado ou mancebado – pensa de que maneira é que ter relações sexuais com essa pessoa vai influenciar a tua vida. E mesmo que ele seja solteiro, importa ter esta questão em mente se decidires envolver-te sexualmente com um colega de trabalho, com o teu chefe ou até mesmo com um amigo próximo.

 

3. Será a pessoa certa?

Mesmo que as tuas hormonas estejam ‘possuídas’ pelo espírito da própria Messalina, convém não ignorar a voz da razão. Muitas pessoas têm consciência que a pessoa com quem começaram a andar ou a pessoa que lhe interessa não é a melhor escolha - seja por ser controlador, por ser ciumento ou simplesmente por ser demasiado diferente. Ter relações sexuais com essa pessoa só irá aumentar a intimidade entre os dois e isso pode complicar-lhes a vida na hora de por um ponto final na história.

 

4. Será um bom timing?

O timing também tem uma palavra a dizer nesta matéria, na medida em que a pessoa até pode ser a certa, mas o momento não. Por exemplo, se saíste há pouco tempo de uma relação, talvez seja melhor ponderar se é boa ideia envolver-se com alguém logo a seguir – seja por uma noite ou uma nova relação.

 

Despeço-me por agora, não sem antes deixar este repto: és das que pensam antes de fazer, das que fazem antes de pensar ou das que nem uma coisa nem outra?

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Jan16

Quer sejas uma notívaga - que prefere aproveitar o serão para ler, ver televisão, trabalhar, estudar, sair na night, blogar (guilty!) ou, simplesmente, confraternizar - ou uma madrugadora -  que acorda com as galinhas e vai dormir assim que acaba o telejornal -  os hábitos noturnos dizem muito sobre a tua personalidade.

 

Este vídeo, publicado no YouTube ASAPScience, explica de forma eficiente e divertida os benefícios e as desvantagens de cada preferência noturna. Na perspetiva de Mitchell Moffit, um dos videógrafos, os 'passarinhos madrugadores' apresentam as seguintes caraterísticas:

- "Maior proatividade";
- "Maior otimismo";
- "Menor propensão para depressões ou adições".

 

Já as 'corujas noturnas' possuem outras particularidades:

- "Menor substância branca [no cérebro], o que faz com que as hormonas ligadas ao prazer estejam muito limitadas;
- "Maior criatividade";
- "Maior capacidade cognitiva";
- "Maior propensão para correr riscos".

 

Coruja eu sou. E tu que és?

Autoria e outros dados (tags, etc)

black-lady-and-label.jpg

 

O site Vida Ativa tem-me sido bastante útil, não só pelos seus (sábios) conselhos sobre um estilo de vida saudável, da qual sou adepta assumida, mas também pelo vasto e interessante cardápio de temas com que agracia diariamente os leitores.

 

O post de hoje, dia em que a dona inspiração amuou porque não a deixei por o nariz para fora de casa - queria ir ao ginásio galar o "tal rapaz" -, inspira-se num dos seus artigos, que fala sobre os 10 alimentos que devem constar da lista de compras de qualquer mortal zeloso da sua boa saúde e forma física.

 

1. Alho (não sou apreciadora, mas consumo exatamente por causa dos seus benefícios)

Além de ser ótimo para condimentar as refeições, o alho tem inúmeros benefícios para a sua saúde, tais como: prevenção de úlceras ou cancro do estômago, redução dos níveis de mau colesterol (LDL), combate ao envelhecimento precoce ou reforça o sistema imunitário, por exemplo.

 

2. Verdes (sobretudo espinafres, brócolos, feijão verde, pimentos e ervilhas)

Ricos em fibras, os vegetais de folhas verdes estão repletos de vitaminas e minerais que podem ajudar na proteção de doenças cardiovasculares, diabetes e até mesmo cancro. Pode-se consumi-los em cru ou cozinhados ou incluí-los na sopa (souping) ou em sumos (juicing).

 

3. Peixe (a base da minha alimentação)

O salmão, sardinha, atum ou cavala, por exemplo, são peixes gordos e ricos em ómega 3, que ajudam a reduzir o colesterol e a regular os triglicerídeos. Da nossa lista de compras também podem fazer parte os peixes magros, como o pregado, a pescada ou o robalo, por exemplo.

 

4. Carnes brancas (não costumo comprar carne de todo, mas a ser antes brancas que vermelhas)

Frango, coelho ou peru são bons exemplos de carnes brancas (ou carnes magras) que deves incluir na tua alimentação por serem ricas em proteínas (essenciais na recuperação e regeneração muscular) e com menor teor de gordura saturada em relação às carnes vermelhas.

 

5. Berries (compro uns do Pingo Doce, congelados a 2,99 euros o saco de 400 gramas)

Morangos, mirtilos, framboesas, amoras, por exemplo. Estes frutos têm vários benefícios para a sua saúde, razão mais do que suficiente para serem presença constante na lista de compras. Poderosos antioxidantes, os frutos vermelhos ainda ajudam a regular os níveis de colesterol e a flora intestinal, atuam a nível do sistema digestivo e ajudam a prevenir infeções, por exemplo.

 

6. Ovos (dá para aproveitar a clara e fazer aquela máscara fantástica)

Fontes de proteínas e nutrientes essenciais, os ovos não devem faltar em casa, já que contribuem (por exemplo) para o bom funcionamento cerebral e cardiovascular. Além disso, opções de confeção não faltam (nada de inventar bolos ou sobremesas).

 

7. Laticínios (o leito dispenso, mas os outros nunca faltam no frigorífico)

Como iogurtes, queijos ou leite, por exemplo. Este tipo de alimentos são ricos em cálcio (essencial para os ossos) e importantes fontes proteicas. Lembra-te de, sempre que possível, optar pelas versões magras, evitando assim o consumo de gorduras saturadas, prejudiciais ao nosso organismo.

 

8. Cereais (nada de cair na tentação de levar aqueles de pacotes que são autênticas bombas calóricas)

Pão, arroz, aveia, quinoa, trigo-sarraceno ou milho são apenas alguns exemplos. Ricos em fibra, estes ajudam a melhorar a função intestinal e são bons aliados para quem quer regular o peso, já que o ajudam a controlar o apetite.

 

9. Especiarias (o segredo dos pratos passa por eles)

Com propriedades anti-inflamatórias, elas são o substituto ideal do sal, um veneno para a pressão arterial. Além disso, também podem ajudar a acelerar o metabolismo, tendo em conta a capacidade termogénica de algumas delas (canela e pimenta, por exemplo), auxiliando a perda de peso.

 

10. Água (trocava este item por vinho tinto, mas como a autoria da lista não é minha, nada de inventar)

Bane da tua dieta alimentar os sumos, refrigerantes e bebidas açucaradas. A água foi, é e sempre será a nossa melhor aliada para manter o organismo hidratado e evitar a retenção de líquidos e ajudar a manter o peso ideal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

26
Jan16

509017.jpg

 

Na sequência das reações que o post Crónicas de uma desempregada: episódio 5 suscitou, onde foi consensual que quem está sem trabalho deve aproveitar o tempo disponível para investir, sobretudo, em formação, não posso deixar de partilhar esta lista com os 10 melhores sites de aprendizagem, elaborada por Miguel Figueiredo, CEO da Excentric Grey e docente na minha antiga faculdade (ESCS).

 

1. Coursera

O Coursera é uma plataforma que realiza parcerias com as melhores universidades e instituições de ensino em todo o mundo para oferecer cursos online para todos.

 

2. Lynda

Tem cursos em áreas mais técnicas e artísticas, como vídeo, fotografia, música, software e muitas outras atividades. São muito úteis para quem gosta de aprender e fazer em simultâneo.

 

3. Academic Earth

Tem como missão tornar o acesso à educação universal. Apresenta inúmeros cursos gratuitos, de algumas das melhores universidades do mundo. É um excelente complemento ao Coursera.

 

4. Khan Academy

A Khan Academy oferece exercícios e aulas em vídeo em áreas mais gerais como matemática, ciência, programação de computadores, história, história da arte, economia e muito mais. Excelente para qualquer idade, funciona sobretudo à voltas das parcerias que tem com a NASA, o Museu de Arte Moderna, a Academia de Ciências da Califórnia e o MIT, etc.

 

5. Udemy

Posiciona-se como um mercado online do ensino onde pessoas com algo para ensinar encontram-se com pessoas com algo para apreender. Conseguem com este método oferecer mais de 35.000 cursos, sobre os mais diversos temas. Aqui encontra-se de tudo e nem sempre a qualidade é a melhor. Mas graças ao sistema de avaliação, é razoavelmente fácil fugir dos cursos que não são bons.

 

6. Codecademy

É um site para se aprender código com duas particularidades: foi desenhado de raiz para tirar máximo partido dos suportes online e foi construído com os preciosos inputs de empresas como o Facebook.

 

7. Code

Também dedicado à programação, diferencia-se do codecademy por se dirigir às crianças.

 

8. Masterclass

Os cursos aqui disponíveis não são gratuitos e a oferta ainda muito reduzida, mas é possível aprender com os melhores. Os seus professores vão ser nada menos que Dustin Hoffman, James Patterson, Serena Williams e Annie Leibovitz, entre outros ilustres de igual craveira.

 

9. Youtube

Provavelmente estás habituada a olhar para o youtube como uma plataforma de entretenimento. Mas na verdade, encontra-se aqui de tudo, literalmente. Inclusivamente vídeos sobre como fazer, construir, dizer, preparar, melhorar... Pode ser um excelente ponto de partida para começares a saber algo mais sobre um determinado tema.

 

10. Itunes U

Tem o inconveniente de não integrar com sistema android, mas esta app, que também pode ser acedida diretamente via itunes, oferece uma variedade bastante grande de conteúdos de aprendizagem, sendo que nem todos são gratuitos.

 

E para quem prefere algo na língua materna, o eduke.me é uma excelente escolha.

 

A partir desta lista, desafio-te a partirmos à descoberta de um leque de novas oportunidades, novas valências e novas competências, que poderão traduzir-se, a curto prazo, em novas aprendizagens, e, a médio prazo, quiçá, em novos desafios profissionais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

25
Jan16

12592740_778963592236544_7582622800910306184_n.jpg

 

Recuso-me a ser sonsa a ponto de negar que a possibilidade de vir a fazer dinheiro com este blog – à semelhança de tantos outros – é algo que não me tenha ocorrido ou que não me interesse. Agora tornar-me numa cafetina (perdão cupido) é coisa que nunca me passou pela cabeça.

 

Confusa? Já explico!

 

Poucos dias depois deste blog materializar-se no Facebook, recebo uma mensagem que dizia assim: "Olá. O nome dessa página sugere outra coisa. Quando vi pensei que fosse algo para arranjar relações ocasionais. O que não seria nada mau. Bjo." O meu entusiasmo face a este contato - o primeiro e logo de um outsider, isto é um gajo - começou a esvair-se. Ainda assim dei-me ao trabalho de lhe responder cordialmente: "Olá! Não é um sítio de engates, mas se puder ser útil para se arranjar quem nos queira, porque não? A ideia aqui é desmistificar a ideia de que mulheres depois dos 30 ainda solteiras, são encalhadas, feias ou falhadas. Nada disso! Agradeço a tua mensagem e espero ver-te por aqui mais vezes. Semana feliz."

 

Sem mais delongas, o dito cujo sai-me com esta: "O meu círculo de amizade é muito grande e tenho muitos amigos que, embora, alguns com as suas relações, estariam disponíveis para algumas aventuras. Tu terias de conseguir identificar ou convencer mulheres solteiras a entrar em experiências sexuais (sem meias palavras). Teríamos era de conseguir arranjar uma forma de as pessoas verem as fotos umas das outras e dizer em quem é que estaria interessado, evitando assim a temida sensação de rejeição, que os homens aqui em Portugal têm muito medo".

 

Tão simples quanto isso!

 

Quem segue este caderno sabe perfeitamente que não sou apologista de relações casuais, menos ainda, de encontros clandestinos de segundo grau – vulgo cornanços (perdão pela linguagem ordinária). E foi precisamente isso que lhe expliquei: que tal prática iria contra os meus princípios e contra o conceito do blog – que visa transmitir a ideia de que mais vale solteiras, despreocupadas e realizadas do que subjugadas por relações infecundas ou clandestinas, que dificilmente sobreviverão depois do "ohhhhh, i''m coming!".

 

Perante a minha mais que óbvia reticência em aderir à sua causa, sai-me com esta: "Bem… isso acho que já estás a defender o teu ponto de vista e garanto-te que está longe de ser o da maioria. Mas como tu há mais, que não apoiam esse tipo de relacionamento. Não há nada de clandestino nisso. Até porque nós nunca iriamos saber como é que as coisas acabariam! Só seríamos apenas os 'cupidos'."

 

A essa altura da procissão, que ainda só ia no adro, outra missiva: "Ou podes separar as águas. Usar o teu blog para divulgar a tal coisa misteriosa, enquanto crias um grupo no face só para tratar disso. Isso dá para promover desde encontros conjugais a grandes festas ultrassecretas e quando chegarmos a esse ponto, se calhar já da para começar a ganhar qualquer coisa com isso."

 

Com a alma parva e a mente entorpecida por tamanha desfaçatez, consigo atinar que a logística da coisa já estava totalmente montada, já que continuou nesses moldes: "Estive a pensar em alguns pormenores a nível de comunicação. Vou enviar-te um SnapMessenger que eu quero (ele quer!) que instales no teu telemóvel para nós testarmos. A ideia é que quando pusermos as pessoas em contato umas com as outras, pelo menos numa fase inicial, usem isso de modo que não há histórico de conversas. Mensagens instantâneas que desaparecem logo de seguida".

 

Por esta hora, o entusiasmo esfumara, a contra-argumentação desvanecera, a irritação instalara, a paciência esgotara e a boa vontade exilara. Como se não bastasse propor-me um esquema desses, assim na cara dura, sem anestesia nem cuidados paliativos, ainda tinha a petulância de me dar ordens e lições de moral.

 

Está para aqui uma mulher, post atrás de post, a apregoar em prol da diginidade do estatuto de solteira, como algo que pode (e deve) ser encarado com uma benesse (ainda que involuntária, na maior parte dos casos) e não um estigma e aparece-me este caramelo de vinte e poucos anos, ávido por proporcionar a si e aos camaradas fortuitas quecas com mulheres mais velhas, a propor-me dar uma de second love, ainda para mais a custo zero. Pelo amor da santa, como gostava de dizer um ex-quelque chose meu!

 

Dias depois, num sábado, nova mensagem do dito - sim, que este ao que parece não é de desistir fácil - a informar-me que ele e o sócio vinham a Lisboa tomar um copo e se eu não queria juntar-me a eles para discutirmos a nossa parceria. Até deixou o número do telemóvel dele e tudo. Reação da minha parte? Nenhuma, nem mesmo aquele cortês e cortante: "não, muito obrigada!".

 

Se, depois do que acabo de contar, interessa-te alinhar neste esquema do engatanço (como gosta de dizer A Gaja), por favor manifesta-te (por MP aqui ou no FB), que darei um jeito de fazer a ponte com o mister cupido. Caso contrário, faz como eu: abana a cabeça e deixa-te estar quietinha na tua vidinha de solteira linda, poderosa, realizada e fiel à crença de que mereces muito mais do que meros affairs. Ainda por cima, extracurriculares e estéreis.

 

P.S. – Agora aqui entre nós, o que o fulano não sabe é que eu o conheço – bastante bem até - já que ele pertence ao meu círculo de amigos. Sem fazer a mínima ideia que a pessoa que gere o blog é uma conhecida sua, deu um tiro no próprio pé e deixou-me com um trunfo na manga e uma bela estória para contar.

 

E aí, solteira minha, queres ou não ser engatada?

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Jan16

12642893_476325939237261_5731669153085961218_n.jpg

A carta que representa a energia desta semana denomina-se 'Possibilidades. Eis que chegámos ao fim do primeiro mês de 2016. Um mês desafiante que por alguns momentos nos pode ter levado a duvidar de nós próprios e da concretização dos nossos desejos para este ano.
Esta semana chega cheia de energia positiva e força para nos dizer que temos um Mundo de possibilidades à nossa frente, basta acreditarmos!
É uma semana indicada para repensarmos nos nossos sonhos, tanto nos megalómanos como nos mais comedidos, e adaptá-los à realidade.
Alguns clientes perguntam-me: se todos têm as mesmas possibilidades, porque é que uns conseguem e outros não? A resposta é muito simples: muitos ficam agarrados a crenças limitadoras que os torna incapazes de acreditar em si próprios.
Todas as possibilidades estão em aberto, está na hora de as agarrarmos e acreditar com todas as forças que os nossos sonhos são possíveis de serem concretizados!
Eu acredito! Acredite também!
Desejos de uma semana muito feliz!
Abraço de Luz
Isabel 💗

 

*Tendo uma forte necessidade de desenvolvimento das suas capacidades intuitivas, Isabel Soares dos Santos partiu desde tenra idade numa busca de uma vida com mais sentido. Como Life Coach especializada no desenvolvimento da espiritualidade/fé de cada indivíduo, tem ajudado várias pessoas na busca de uma vida mais plena, na descoberta do seu EU interior e o seu propósito de vida! Nas suas previsões semanais inspira-se no Tarot Zen do Osho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

23
Jan16

thanks-you.jpg

  1. Crónicas de uma desempregada: episódio 5 - 2.085
  2. Página inicial - 349
  3. O rapaz lá do ginásio - 240
  4. Crónicas de uma desempregada: episódio 3 - 165
  5. Fazer-se de morto para comer o coveiro - 88
  6. A triste geração que virou escrava da própria carreira - 43
  7. Coisas nas quais uma solteira deve investir (parte II) - 41
  8. És emocionalmente forte? - 33
  9. Vai uma pausa com BREAK#19? - 23
  10. Sexta sextinha, o que me reservas para o fim de semana? - 22

 

Pela primeira vez um post chegou às duas mil visualizações. Parece que a criatividade, a originalidade e a dose certa de humor são (ainda) os melhores ingredientes para debelar os dramas inerentes ao desemprego. Um obrigada muito especial a cada um daqueles que me deram a honra da sua leitura (e dos seus comentários). Hoje, sou uma desempregada, feliz e inspirada - aguardem pela próxima pestice!

 

Sábado bom a todos vós!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/4



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D